Lucas Bassotto

Escrito por

Author

Economista, trader e especialista em conteúdo sobre economia, finanças e criptomoedas.

Investimento é um jogo de longo prazo e paciência. É bem difícil alguém ficar rico em uma única tacada, comprar aquela ação que vai valorizar 1000% em meses, ou fazer uma aposta que vai render muito dinheiro. Quem vê investimento com estes olhos, o enxerga com a mesma visão de um jogador de roleta. É muito difícil ver alguém que construiu uma fortuna só apostando. É possível, mas os casos são raros.

Geralmente quem perde, quebra e tem que começar de novo. No mercado financeiro é possível fazer a mesma jogada que nos Cassinos: escolha uma ação, utilize uma altíssima alavancagem e conte com a sorte. Se tudo der errado, você perde todo seu dinheiro. São poucos os que conseguem sucesso e consistência com essa estratégia.

Dificilmente alguém vai ficar rico investindo, mas as chances são maiores que aqueles que optam por jogar roleta. Quem investe com foco em construção de patrimônio já está no caminho, que com o tempo se torna mais curto (não se esqueça de juros, dividendos e novos depósitos).

Investir com foco em construção de patrimônio é libertador. Você não fica preso na miopia de curto prazo, ficar olhando para o preço todo dia, acompanhar gráficos ou notícias. Tudo bem que alguns baseiam seus investimentos em análise técnica e gráfica, mas uma análise não demora o dia inteiro para ser feita.

Até porque ninguém fica rico olhando gráfico o dia inteiro, seu pensamento positivo não vai ajudar aqui. O preço da ação não vai subir porque você fica olhando. Pelo contrário, isso pode enviar falsos sinais e confundir você.

O mais importante para o investidor

Você é investidor ou especulador? Primeiro é preciso saber a diferença. O especulador quer ganhar dinheiro no curto e médio prazo. Enquanto o investidor está focado mais no valor dos ativos para o longo prazo.

Se você é especulador, talvez esse texto não sirva para você. Mas ainda assim, é altamente recomendado ficar até o final, porque sempre é interessante aprender uma nova lição. Agora, se você é investidor, e começando, o que será falado aqui pode ajudar bastante na sua caminhada.

Se você se define como investidor, sua carteira não está focada no curto prazo, ou pelo menos não deveria estar. Investidores de sucesso compram ativos de valor (boas empresas e ativos escassos) com certa frequência (mensal ou semanal) e esperam a valorização do ativo e o recebimento de dividendos/rendimentos. 

Investidor é acumulador por natureza. Ele faz isso porque quer construir patrimônio para o futuro, não ganhar dinheiro agora, HOJE. Uma parte de sua carteira até pode ter investimentos mais arriscados no curto prazo, mas são preocupações secundárias. 

Ter uma vida financeira equilibrada gera tranquilidade. Com tranquilidade o investidor pode se concentrar em que realmente importa: praticar esporte, se divertir com família e amigos, estudar e ter um bom desempenho no trabalho. Muitas fortunas são construídas com o home-broker desligado. Embora isso também não deva significar desleixo com seus ativos.

Tranquilidade é essencial para manter a racionalidade em momentos difíceis do mercado. Quando se está com a corda no pescoço, muitas decisões estão possivelmente enviesadas ou comprometidas. Com isso, é possível trabalhar melhor, gerar mais renda e investir melhor.

O problema do overtrading

Overtrading é negociar demais, isto é, comprar e vender com certa frequência um determinado ativo. Esse problema atinge principalmente os especuladores com um prejuízo muito acentuado ou que estão começando a ganhar dinheiro. A lógica é recuperar o dinheiro perdido ou ganhar mais dinheiro ainda.

Esse problema também está presente em quem tem carteira de longo prazo. Muitas vezes investidores ficam girando carteira, vendendo um lote inteiro de ações para comprar ações de outras empresas mais atrativas para o longo prazo. 

Dificilmente alguém ganha com o Overtrading, geralmente o único vencedor é o intermediário com o pagamento de taxas de negociação. Em alguns momentos, a melhor alternativa é não fazer nada. Desligar o computador e ir para academia, ver uma série ou ler um livro. 

Além disso, o overtrading costuma ocorrer de uma decisão que não foi tomada racionalmente. A estratégia que você elaborou 2 meses atrás pode estar certa e ao fazer overtrading, você estaria jogando contra ela. O pior caso acontece quando se acerta na estratégia e se desfaz dela por conta de uma decisão irracional.

Não ignore seus investimentos

Com o crescimento do mercado de ações, surgiu muita gente com a mesma mentalidade que foi exposta acima, mas isso também criou outro problema: desleixo. Investimento é coisa séria. Os fundamentos dos ativos mudam com o tempo. O que é válido hoje pode não ser daqui a 1 mês. Portanto, é preciso estar atento a mudanças de cenário.

Uma empresa pode ser gigante hoje, mas nada garante que ela será assim para sempre. O exemplo mais claro foi o da Cielo. Cerca de 8 anos atrás, muitos investidores de longo prazo tinham uma grande porcentagem dela na carteira. Quando o preço começou a cair, muitos falavam: “Não me importo com preço” e hoje a empresa está aí com margens baixíssimas e sem perspectivas.

Se manter informado sobre seus ativos é importante, mas dificilmente uma notícia deixa alguém rico, porque muitas destas informações já estão incorporadas no preço. Contudo, elas podem ajudar a montar uma estratégia de investimento baseada em fatos.

Uma reflexão mensal é essencial. Muitas vezes, sua carteira pode ficar desbalanceada e não corresponder mais com o seu perfil de investidor. Por isso é bom realizar lucro em alguns momentos para readequar sua carteira novamente a sua capacidade de assumir riscos.

Muitas vezes um ETF vai resolver sua vida

Nem todo mundo tem paciência para ler balanço de empresa, elaborar estratégias complexas de investimento ou analisar as consequências de uma injeção de liquidez na economia. Para quem não tem tempo, o ETF é a melhor solução, porque consiste em uma cesta de ativos de um determinado setor.

Basta entender o que está no ETF, qual o contexto favorável e desfavorável e começar a diversificar neles. Hoje é possível investir em ETFs que contém empresas de tecnologia, todas as empresas da bolsa, ouro, indústria, imóveis e muitos outros ativos. Montar uma carteira de ETF vai garantir uma excelente diversificação.

Com os ETFs escolhidos, basta fazer investimentos periódicos e seguir todos os conselhos dados acima. Muitos destes ETFs vão bater a maioria dos fundos de investimento, a vantagem é que com um custo menor e uma melhor disponibilidade de dinheiro. A desvantagem é que a maioria não oferece rendimentos de dividendos, por exemplo.

Investir é mais simples que parece, ganhar dinheiro também. Mas isso não deve ser a prioridade número 1 na vida de ninguém. Estudar, trabalhar, se alimentar bem e fazer exercícios físicos também é a outra metade essencial, porque isso afeta diretamente seus investimentos.

Write A Comment