Lucas Bassotto

Escrito por

Author

Economista, trader e especialista em conteúdo sobre economia, finanças e criptomoedas.

Hoje, a Bolsa de Valores movimenta trilhões de dólares em toda economia mundial. Muitas pessoas tendem a acreditar que a Bolsa de Valores é apenas um local de especulação e apostas, parecido com o Cassino, o que é um pensamento completamente equivocado.

A bolsa de valores é um dos principais componentes do sistema financeiro mundial, permitindo uma alocação mais eficiente dos recursos econômicos e otimizando indiretamente o uso desses recursos. 

Esse post vai explicar todos os aspectos da bolsa de valores: o que é, como funciona, como participar, além de contar um pouco de sua história.

O que é a Bolsa de Valores?

A Bolsa de Valores é onde são negociados diferentes tipos de ativos financeiros: café, soja, ouro, prata, ferro, moedas e ações de uma empresa. Ou seja, a bolsa é onde vendedores e compradores se reúnem para negociar os preços dos ativos.

Cada país possui sua própria bolsa de valores. A bolsa brasileira é a B3 (Brasil, Bolsa, Balcão), sediada em São Paulo/SP. Nossa bolsa é representada pelo índice Ibovespa, que foi criado para exibir uma média dos preços das ações listadas na bolsa de valores.

O índice é uma forma de saber se, em média, o mercado de ações está valorizando ou desvalorizando. É possível investir em índice através de ETFs, como o BOVA11, por exemplo.

Historicamente, as bolsas de valores negociavam apenas commodities (gado, minerais, produtos agrícolas e metais preciosos). As primeiras bolsas surgiram por volta do século XV na Europa, mas apenas no século XIX que ações de empresas ganharam mais representatividade. 

O nome “bolsa” surgiu na Bélgica, na cidade de Bruges, quando as pessoas da cidade se reuniam para negociar na casa de Van der Burse, cujo brasão da família era representado por três bolsas.

Desde então, muitos países passaram a ter suas próprias bolsas, começando por Holanda, França e Inglaterra. A maior bolsa do mundo a New York Security Exchange só surgiria no século XIX, localizada na icônica Wall Street, o centro financeiro do mundo ao lado de Londres.

O que significa pregão?

pregão bolsa de valores
Pregão ao vivo na Bolsa de Valores.

O pregão representa o dia de negociações na bolsa de valores, ocorrendo sempre em horários e dias comerciais (segunda a sexta-feira, de 10h até às 18h). Antigamente, os pregões ocorriam em espaços físicos, com negociantes gritando as cotações das empresas no viva-voz e fechando negócios no telefone.

Com o passar dos anos e a evolução tecnológica, os pregões seguiram para o caminho digital. Todo aquele tumulto foi substituído por computadores. Hoje, os pregões ocorrem em sistemas automatizados na internet, com cotações atualizadas em tempo real. 

pregão eletrônico bolsa de valores
Computadores substituem a gritaria dos pregões presenciais.

Também surgiram negociações mais sofisticadas, como Algo-Trading e High Frequency Trading (HFT). Nessas duas modalidades, investidores utilizam programação e análise estatística como estratégias para investir melhor no mercado.

Como funciona a bolsa de valores?

Conforme dito acima, a Bolsa de Valores é onde compradores e vendedores se encontram para negociar ativos financeiros. Mas como essas negociações ocorrem? Qual é o propósito delas?

A bolsa é onde os ativos mais importantes estão sendo precificados. Portanto, os pregões possuem uma alta importância para a alocação de recursos na economia. Preços são sinais de escassez e fundamentos. Por exemplo: se o preço do minério de ferro está subindo, quer dizer que mais pessoas estão procurando por ferro. 

Portanto, a principal função da bolsa é fornecer uma boa alocação de recursos na economia através de um ambiente seguro e transparente na compra e venda de ativos financeiros. Ela oferece liquidez para que as negociações possam ocorrer de forma mais rápida.

Uma empresa pode querer expandir suas atividades e procurar por investidores ao abrir seu capital na Bolsa de Valores através de um IPO (oferta pública de ações). Ela se propõe a transformar uma parte do seu capital em ações (pequenas partes da empresa), que serão negociadas a um preço.

Os investidores interessados podem adquirir as ações e se tornarem os novos sócios de uma empresa, que terá dinheiro para expandir suas atividades e continuar aumentando sua participação de mercado. As ações dessa empresa passam a ser negociadas na Bolsa de Valores. 

Como participar?

Você pode participar da bolsa de valores ao criar uma conta em uma corretora de valores mobiliários. Aqui no Brasil, a XP Investimentos é a maior delas. Depois de criar uma conta, você transfere dinheiro para sua conta da corretora e escolhe o que deseja negociar na bolsa.

Caso tenha se interessado, confira nosso post: Como investir na bolsa de valores?. Esse é um mercado um pouco complexo para quem está iniciando. Portanto, o recomendado é estudar bastante até entender onde você está colocando o dinheiro. 

Investimentos na bolsa fazem parte da categoria de renda variável, portanto, o risco é maior, porque o preço dos ativos está sempre variando. Isso aumenta a possibilidade de ganhos, mas também de perder dinheiro. 

Por isso, é importante estudar e basear suas decisões de investimento em análise técnica ou fundamentalista. Na análise técnica, você observa o gráfico e indicadores técnicos do ativo. Na análise fundamentalista, você olha para os fundamentos da empresa, como: “Estou comprando essa empresa porque ela possui um excelente fluxo de caixa”.

Ao investir em uma empresa, você se torna sócio dela e pode ganhar dinheiro com a valorização das ações e com dividendos (distribuição de lucros). O investimento em ações é uma excelente forma de tentar superar a remuneração da renda fixa e poupança. 

Mega investidores como Warren Buffett e Luiz Barsi ficaram ricos ao comprar ações de empresas com fundamentos sólidos e boas pagadoras de dividendos. Eles reinvestiam os dividendos recebidos ao comprar mais ações. A visão deles sempre é de longo prazo, isto é, para mais de 10 anos.

Devo começar a negociar na bolsa de valores?

A Bolsa de Valores é onde pessoas negociam ativos financeiros: ações, commodities, etfs e moedas. Ela oferece segurança, transparência, facilidade e liquidez nas ofertas de compra e venda. 

Você pode participar ao abrir uma conta em uma corretora, realizando o depósito em sua conta para comprar os ativos que deseja investir. No entanto, é preciso estudo antes de começar a investir. Os riscos inerentes ao investimento em bolsas de valores vão de moderados a elevados.

Se você pretende acumular patrimônio para o longo prazo, a resposta é: SIM. A bolsa de valores é uma ótima maneira de conseguir obter ganhos superiores do que poupança e renda fixa.

Write A Comment