1 de novembro, 2019

|

por: Lucas Bassotto

|

Categorias: Iniciante, Investimentos

Value Investing: a fonte da riqueza de Luiz Barsi

O Banco Central está se esforçando para reduzir os juros da economia brasileira. Essa é uma tentativa válida para fazer a economia voltar a crescer e facilitar a criação de empregos. No entanto, juros baixos também mudam toda a dinâmica de investimentos.

O brasileiro ainda é extremamente conservador em investimentos, segundo o estudo da Anbima (Raio X do Investidor Brasileiro), a poupança e o tesouro direto são as opções mais escolhidas. 

Mas, ao que parece, a mudança de preferência é só uma questão de tempo. Juros mais baixos forçam o investidor brasileiro a procurar alternativas na bolsa de valores, como investimentos em ações e fundos imobiliários.

Luiz Barsi, Warren Buffett brasileiro?

Warren Buffett, se você não sabe, é um dos maiores investidores de todos os tempos, que fez fortuna no mercado de acionário dos Estados Unidos. Sua filosofia é um tanto simples: ele compra ações de empresas com boas perspectivas de negócio e boas pagadoras de dividendos.

Essa linha de pensamento se popularizou ainda nos anos 30, com Benjamin Graham e seu livro “Investidor Inteligente”. Essa filosofia de investimento, conhecida como Value Investing, mudou o olhar para o mercado de ações.

investimentos inteligentes benjamin graham livros sobre investimentos

Livro mais famoso sobre investimentos

Surgia aí a diferença entre especulador e investidor. O especulador gosta de ganhar dinheiro apostando na alta ou na baixa do mercado, com foco em lucro de curto prazo. 

O investidor, literalmente, opta por se tornar sócio de empresas listadas na bolsa de valores, sempre olhando para longo prazo e recebendo dividendo de suas ações.

É nesse contexto em que atua Luiz Barsi, megainvestidor brasileiro. Paulistano de origem humilde, bilionário, 80 anos e o maior investidor individual da bolsa brasileira. 

Barsi fez fortuna seguindo uma antiga filosofia de investimento, também aplicada por Warren Buffett, a “Value Investing”. Esse texto vai falar sobre a maneira que Barsi investe, confira abaixo.

O Value Investing

Esse termo também pode ser traduzido como “Investimento em Valor”. Quem opta por essa forma de investir, precisa entender a diferença entre preço e valor, que são dois conceitos completamente diferentes.

O Valor de uma ação é medido pela qualidade dos seus fundamentos: lucros antes de impostos, dívidas e amortizações (EBITDA), crescimento de receitas e da base de clientes, perspectivas de crescimento no setor, concorrentes e muitos outros fundamentos.

Já o Preço, é o resultado da interação entre compradores e vendedores, que negociam ações por qualquer motivo que seja.

A questão é que nem sempre o preço reflete o valor. Em algumas ocasiões, uma empresa pode estar sendo cotada muito acima do que ela realmente vale (sobrevalorizada). 

O oposto também pode ocorrer, que é quando algumas empresas estão cotadas abaixo do seu real valor (subvalorizadas).

Ou seja, o investidor de valor não se preocupa muito com cotação, porque ele prioriza olhar para os fundamentos, pensando no desenvolvimento de negócio da empresa e pagamento dos dividendos a longo prazo.

A ideia do Value Investing é fazer aportes mensais em ações de empresas sólidas e boas pagadoras de dividendos. Foi assim que Luiz Barsi investiu e enriqueceu. Mas o que ele tem a dizer sobre esse modo de investir?

Leia também:
Como a taxa de juros afeta seus investimentos?

Como decidir a hora de fazer um trade

Como investir na bolsa de valores de forma simples?

Os melhores investimentos para 2020

O que Luiz Barsi tem a dizer?

Barsi é uma pessoa simples e foge completamente da figura de bilionário excêntrico. Ele vai de trabalhar de metrô todos os dias, onde cumpre expediente das 10h às 14h.

luiz barsi e sua filha

Luiz Barsi e sua filha na Linha Vermelha do Metrô de São Paulo. Créditos: Exame

Sua simplicidade também se aplica aos seus investimentos:

“Eu não invisto em ações como essência. Invisto em projetos empresariais com perspectivas de serem bem-sucedidos. Ação é uma maneira de participar desses projetos. Se você pretende investir em busca de riqueza rápida, procure outra aplicação que não as ações, mesmo porque o segmento acionário não lhe será favorável. Portanto, fuja da bolsa.” – Luiz Barsi ao Clube do Valor.

Ele deixa claro que sua maneira de investir é bem diferente de um especulador na bolsa. Sua filosofia de investimento é voltada para longo prazo: fazer parte do quadro societário de empresas com perspectivas interessantes.

“Examine bem os fundamentos da empresa e conheça-a bem. Veja o histórico de dividendos, sua saúde financeira, a perspectiva daquele setor, o comprometimento do gestor. Seja chato.” – Luiz Barsi ao Clube do Valor.

Ser paciente também é um dos fundamentos do Value Investing. Barsi é categórico ao afirmar que não existem atalhos rápidos. 

“Paciência é igualmente importante [para os investidores]. Construir um patrimônio é um processo lento e gradual. Não existem atalhos. As maiores fortunas do segmento acionário em todo o mundo foram edificadas em décadas de poupança e investimento, além do reinvestimento dos ganhos. Apenas os investidores conscientes desta forma de acumular patrimônio e projetar receitas sistemáticas são capazes de esperar tanto tempo para serem recompensados.” – Luiz Barsi ao Clube do Valor.

Os adeptos desse modo de investir também dão muita atenção à prática de preço médio, que consiste em comprar e acumular ações independentemente da cotação.

Conclusão

Barsi, Warren e Graham são investidores da mesma escola. Os três ficaram ricos seguindo uma filosofia clara de investimentos: pensar a longo prazo, escolher empresas de valor e ter paciência para colher os resultados.

A maior lição que Barsi ensina é que se tornar um investidor é bem mais simples do que parece. Basta ter disciplina e ser fiel à estratégia de Value Investing.