23 de outubro, 2019

|

por: Lucas Bassotto

|

Categorias: Iniciante, Investimentos

Como a taxa de juros afeta seus investimentos?

O Brasil caminha para ter a menor taxa de juros em toda a sua história. Diante disso, a bolsa de valores sobe e fica cada vez mais otimista. Essa baixa taxa de juros também representa maior possibilidade de crescimento econômico. Não é exagero dizer que os juros desempenham papel fundamental na economia.

O que é a taxa de juros?

Os juros são o preço do dinheiro de hoje em relação ao futuro. A taxa de juros também representa o prêmio por abrir mão do consumo no presente e deixar o dinheiro aplicado na poupança.

Suponha que você precise de R$ 1.000 para daqui a 3 meses. Existem duas maneiras de conseguir esse dinheiro: poupar até chegar no valor desejado, ou pegar emprestado no banco. 

Poupar pode levar tempo até chegar no valor desejado. Por outro lado, pegar dinheiro emprestado pode ser feito agora. Ou seja, você pode adiantar o seu consumo para hoje. O empréstimo só será possível se outras pessoas pouparem R$ 1.000 para emprestar a você.

Ao pegar dinheiro emprestado, você adianta seu consumo e paga um prêmio para quem está poupando, esse prêmio é o juros. Os bancos fazem essa intermediação entre poupadores e tomadores de empréstimos. Eles ganham dinheiro no conhecido spread bancário, que é a diferença entre taxa básica de juros e taxa de empréstimo.

Como os juros são determinados?

A taxa de juros é determinada pelo nível de poupança da sociedade. Os juros tenderão a ser menores quando o número de poupadores for maior que o de consumidores.

Quanto maior o número de poupadores, maior a quantidade de dinheiro que estará disponível para empréstimos, diminuindo sua escassez no curto prazo.

Ou seja, baixa taxa de juros diminui o preço do dinheiro no presente, assim como o prêmio pago para pegar dinheiro emprestado. Se esse prêmio for muito baixo, as pessoas preferem consumir suas rendas agora, diminuindo o estoque de dinheiro disponível para empréstimo e provocando elevação da taxa de juros.

Se a sociedade consome toda a sua renda, haverá pouco dinheiro disponível para empréstimo. A taxa de juros para empréstimos tenderá a ser alta, porque isso atrai investidores que querem emprestar seu dinheiro e receber juros mensais. Toda essa dinâmica pode ser compreendida no gráfico abaixo.

taxa de juros

Fonte: Elaboração própria com base na teoria de Knut Wicksell

Mas não é o governo que determina a taxa de juros?

De certa maneira, sim. A Selic (taxa de juros do Brasil) é determinada em reuniões do COPOM (Comitê de Política Monetária). A Selic hoje está em 5,5% ao ano, com projeção para cair até 4,0% em 2020.

O governo pode manipular os juros para aumentar ou diminuir o crescimento da economia. Contudo, a Selic ainda está sujeita às condições acima: nível de poupança da sociedade. Se o governo manipula a taxa de juros sem respeitar o nível de poupança, essa taxa irá distorcer toda a economia.

Entre 2012 e 2013, o governo brasileiro diminuiu a taxa de juros sem que houvesse um aumento de poupança na economia. Isso distorceu todo mercado de crédito e gerou uma das maiores recessões da história.

Por que os juros importam?

A taxa de juros é um dos fatores mais importantes da economia e também nas finanças pessoais do indivíduo. Isso acontece porque os juros “ditam” o ritmo da economia e também mudam a forma do brasileiro investir.

Uma economia com juros baixos facilita a obtenção de empréstimos e capital de giro para empreendedores. Ou seja, os juros possuem impacto sobre o nível de emprego e geração de renda.

É por isso, que analistas, investidores e economistas se animam com a queda dos juros. Isso abre mais espaço para a economia crescer. A receita das empresas listadas na bolsa de valores passa a crescer e o preço das ações tende a subir.

Quem recebe juros, isto é, investe em poupança e renda fixa, precisa procurar investimentos mais arriscados. É por isso que a procura por bolsa de valores aumenta em cenários de juros baixos.

Por outro lado, juros altos reduzem o ritmo de crescimento da economia. A bolsa de valores também está em baixa, porque os investidores estão na renda fixa ou poupança.

Conclusão

Os juros ditam o ritmo de crescimento da economia. O cenário fica mais favorável para geração de empregos e crescimento quando os juros estão baixos. Por outro lado, juros altos podem frear toda a dinâmica.

Eles também mudam a forma de investir. Em cenários de baixa, investidores tendem a arriscar mais na bolsa de valores, comprando ações, commodities ou moedas. Em cenários de juros altos, investidores migram para a renda fixa.

Leitura sugerida:

O que é Inflação? Por que ela importa para você?

O que é Renda Fixa? Fuja da poupança

Qual é o valor do dinheiro? Como ele é determinado?

Como investir na bolsa de valores de forma simples?