Fórmula 1 em blockchain? Conheça F1 Delta Time

Fórmula 1 em blockchain? Conheça F1 Delta Time

O F1 Delta Time é um game baseado na blockchain Ethreum, licenciado pela Fórmula 1, desenvolvido pela Animoca. A Animoca é sediada em Honk Kong, uma das marcas mais respeitados no desenvolvimento de jogos mobile na Ásia. A Animoca já possui um histórico comprovado de juntar marcas reconhecidas globalmente com design de jogos envolventes e premiados.

Nesse sentido, o game consiste em elementos colecionáveis baseados em NFTs. Diversos modos de jogo estão inclusos, como o famoso Time Trial e o Grand Prix Mode, todos utilizando NFTs. No F1 Delta Time, todos os carros são NFTs que possuem a habilidade de gerar o token nativo do game (REVV). Para isso, é necessário realizar um procedimento denominado staking.

Quando os jogadores realizam o stake de seus carros, eles temporariamente transferem a propriedade de seus carros para o jogo. Como resultado, os jogadores não podem negociar, vender ou utilizar seus carros NFTs enquanto estão sob propriedade do jogo.

Além disso, o jogo conta com uma classificação dos veículos, onde os mais raros tem a possibilidade de gerar maiores quantidades de REVV.

Veja também: Play-to-earn, o novo modelo de negócios dos jogos

História do jogo

F1

Em março de 2019, a Animoca Brands Corporation Limited anunciou a assinatura de um contrato global com a Fórmula 1. Este contrato constava o desenvolvimento e publicação do F1 Delta Time, um jogo em blockchain baseado na série de corrida mais conhecida do mundo.

Nesse sentido, a função da Animoca Brands na parceria é de ajudar a impulsionar o engajamento dos fãs do esporte. A forma de fazer isso foi desenvolvendo e publicando o jogo de blockchain F1 Delta Time. A ideia é que, através do acordo, seja possível impulsionar o crescimento da marca através do próprio game, aumentando também o engajamento com os fãs da Fórmula 1.

Como o jogo funciona?

A seção de corrida do jogo é onde os jogadores combinam desempenho do carro e a habilidade do próprio motorista ao jogar o F1 Delta Time. Para entrar em uma corrida, jogadores precisam de um carro, motorista e rodas. Os outros componentes são opcionais.

Dessa forma, quando os jogadores constroem uma combinação perfeita de um carro, motorista e componentes, ele está pronto para correr. A corrida é um Grand Prix multiplayer assíncrono, que percorre uma das pistas da Fórmula 1. Para participar no Grand Prix, os jogadores precisam pagar uma taxa de entrada em REVV.

Com isso, ao entrar nas corridas, os jogadores precisam realizar uma volta de aquecimento e uma volta de qualificação. Nesta parte, a jogabilidade consiste apenas em acelerar e frear durante o trajeto da pista. As curvas possuem pontos ótimos de frenagem e aceleração em zonas marcadas. Ao acertar o momento correto de aceleração e frenagem, jogadores recebem melhor momento e velocidade.

A sessão de jogo é performada em uma perspectiva isométrica, com gráficos em 2.5D. Com isso, os jogadores podem visualizar toda a pista de uma vez só. A performance e precisão do motorista e do carro é afetado pelos status do próprio veículo. Dessa forma, quanto maiores são os status, maiores são as zonas de aceleração e frenagem, significando uma margem de erro maior para carros e motoristas melhores.

Por fim, ao final da corrida, os tokens REVV utilizados como taxa de entrada, distribuído aos vencedores da corrida. A quantidade de tokens ganhos é determinada pela performance de corrida dos jogadores. Além disso, é importante pontuar que as sessões são compostas por jogadores que possuem carros e motoristas com mesmos status.

Economia dos Tokens

Fórmula 1 em blockchain? Conheça F1 Delta Time

F1 Delta Time utiliza os tokens padrões da Ethereum, o ERC-20 (fungível) e o ERC-721 (não fungível). Dessa forma, o jogo é desenhado em volta da natureza finita dos tokens. A ideia é que, através de um fornecimento limitado, o valor dos “Collectibles” irá aumentar. Nesse sentido, o padrão do ERC-721 fornece o design e a exclusividade ao Collectible, além de tornar o token verificável e inalterável.

Por outro lado, o ERC-20 fornece a base da economia do jogo, o token REVV. Este token é utilizado para as negociações no F1 Delta Time, e suporta diversas funcionalidades. O token não é exclusivo do F1 Delta Time, ele será utilizado em outros jogos da Animoca Brands Titles. Os dois próximos títulos, baseados na MotoGP e Fórmula E, também utilizarão o token REVV.

Inclusive, para aqueles que buscam acompanhar a cotação e desempenho do token REVV, é possível realizar através do TradingView, a melhor plataforma de análise de ativos, com gráficos, layouts, intervalos de tempo e outras funcionalidades gratuitas, que atende todos os investidores, sejam iniciantes ou avançados.

Veja também: Conheça Faraland, o maior game de guerra em blockchain

NFTs do game

Fórmula 1 em blockchain? Conheça F1 Delta Time

No F1 Delta Time, um Collectible é um token não-fungível (NFT). Dessa forma, ele é um pedaço de conteúdo digital único. Como NFT, um Collectible pode ser totalmente controlado por um jogador. Nesse sentido, o jogador possui todas as permissões para usar, trocar ou vender seu Collectible.

A maior parte dos itens do jogo são NFTs, entre eles, podemos citar: carros, motoristas, componentes, pistas e bugigangas. Em relação aos componentes, se referem a diferentes partes dos equipamentos. Estes podem ser acoplados a um carro ou motorista de modo a melhorar sua performance.

Por exemplo, um NFT Driver pode possuir, como item anexável, os NFTs relacionados a componentes. Estes NFTs podem ser luvas, macacões, botas, capacetes e bugigangas. Cada um desses itens irá impactar nas características do motorista, garantindo maior potencial de performance durante uma corrida. Todos os NFTs do game são compatíveis com o ERC-721.

Com isso, os NFTs podem ser vendidos tanto através do marketplace do jogo quanto em mercados secundários. Por ser baseado na blockchain Ethereum, existe maior aderência dos NFTs do jogo nestes mercados secundários, o que aumenta a procura por esses NFTs.

Conclusão

O jogo, possui uma mecânica bastante parecida com o Motorsport Manager. A grande diferença é a inserção da tecnologia blockchain no F1 Delta Time. Sendo assim, ele possui uma economia própria, onde é possível gerar renda apenas jogando o game.

Com isso, F1 Delta Time se coloca como uma das poucas opções de games blockchain relacionados a esportes. Para os fãs de Fórmula 1, certamente é um jogo imperdível, principalmente por conta da lógica play to earn. Além disso, com as perspectivas de lançamento de dois outros jogos que utilizarão o token REVV, a expectativa é que o token se popularize ainda mais em um futuro não muito distante.

Veja também: Sorare, o fantasy game de futebol que utiliza NFT

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts