A segunda parcela do décimo terceiro vai entrar em sua conta até o dia 20 de dezembro. Você já sabe como vai usar esse dinheiro?

Neste texto, reuni informações sobre direitos e deveres relacionados ao 13° e também algumas boas práticas do que fazer com ele. 

O que é o décimo terceiro salário?

Aprovado lá em 1962, o décimo terceiro salário é uma bonificação extra dada aos funcionários. Essa bonificação corresponde a uma multiplicação entre os meses trabalhados e 1/12 (um doze avos) do seu salário. 

Caso o trabalhador já esteja na empresa por um ano, o 13° equivale a um salário, com descontos.

Como é calculado o décimo terceiro salário? 

Resumidamente, o 13° é equivalente a 1/12 do seu salário, a cada mês trabalhado. Então, se o trabalhador completou 12 meses na empresa, receberá o valor do seu salário, com os descontos do imposto de renda e previdência. 

Caso o profissional não tenha completado os 12 meses, receberá o valor proporcional ao tempo presente na organização. Por exemplo, uma pessoa começou a trabalhar dia 01 de agosto:

Ela terá trabalhado por 4 meses até o pagamento da primeira parcela do 13° salário. Então, para saber o valor a receber, ela deve multiplicar seu salário por 4/12, ou seja, vai receber o equivalente a 33% do seu salário integral, sem considerar os descontos. 

O décimo terceiro salário é calculado em cima do seu último salário recebido. Logo, se receber um aumento em outubro, o valor do 13° deve se adequar para esse novo montante. 

Fui demitido e não sei o quanto devo receber. 

Para demitidos sem justa causa, o cálculo é muito similar ao demonstrado acima. Para calcular, basta multiplicar 1/12 do seu salário pelos meses que esteve trabalhando. 

Como o 13° é pago?

Normalmente, as empresas realizam o pagamento do décimo terceiro na mesma conta em que são depositados os salários. 

Parcelas 

O 13° é parcelado em duas vezes, uma parcela que deve ser paga até o dia 30 de novembro e a segunda até o dia 20 de dezembro. 

Diferentemente do que se pensa, a primeira parcela é maior que a segunda, pois ela é paga sem os descontos de IR e previdência. Portanto, não fique achando que você irá receber duas parcelas iguais, a segunda é menor que a primeira

O colaborador pode pedir o adiantamento da primeira parcela do 13° em caso de férias. Mas, lembre-se, essa parcela será paga de acordo com seu último salário. Se você tem a expectativa de receber um aumento durante o ano, essa pode não ser uma boa escolha. 

Quem tem direito ao décimo terceiro?

Trabalhadores registrados (CLT), funcionários públicos e aposentados têm direito ao 13°. 

Os colaboradores contratados em dezembro, desde que completem 15 dias de trabalho no mês, também têm direito a receber o valor proporcional. 

Já os estagiários e profissionais demitidos com justa causa não têm direito ao benefício. 

Maturidade para usar o décimo terceiro salário

Muitas vezes, durante o ano, não lembramos sobre o 13°, o que pode fazer com que o gastemos sem planejamento quando ele cai em nossa conta. 

O ideal é levar esse valor em consideração no começo no ano, para já se planejar financeiramente. Assim, você pode dar um bom destino para seu benefício lá em novembro e dezembro, que é quando ele é pago. 

Após consultar o Serasa, o Me Poupe e o TST, compilei algumas ações que podem ser feitas com o seu 13° sem te prejudicar financeiramente. 

Investir

Quando pensamos em inteligência financeira, quase sempre pensamos em investimentos. Mas, como o 13° é um dinheiro em mãos, talvez ele possa ser aproveitado de forma melhor. 

Pagar as contas do início do ano

Antes de sair comprando presentes para as festas de fim de ano, lembre-se das contas que vão chegar para você em janeiro. É IPTU, IPVA, matrícula da faculdade, matrícula da academia, taxa de renovação de matrícula e alguns boletos que você nem sabe de onde vieram. 

 

Portanto, o valor do 13° pode te ajudar muito nos primeiros meses do ano. Com o montante em mãos, você pode pagar essas contas à vista, muitas vezes conseguindo um desconto. 

Pagar as dívidas

Com o valor do décimo terceiro salário, você pode conseguir negociar suas dívidas. Todo início de dezembro acontece o Feirão Limpa Nome do Serasa, onde vários bancos participam das negociações. 

Como você acabou de receber a primeira parcela do 13°, tem o poder de negociar suas dívidas com as instituições e sair de lá com juros menores por ter quitado parcelas ou até sem nenhuma pendência!

Não recebi o 13°, e agora?

Você pode tentar negociar com a sua empresa uma data de pagamento do benefício. Ao não pagar nas datas limite, a instituição está sujeita a pagar multas.

Caso você não consiga resolver esse problema internamente, você pode denunciar o não cumprimento da lei para o Ministério do Trabalho ou buscar suporte em seu sindicato. 

 

Use o seu 13° com consciência. No final do ano, entramos em um sentimento de “eu mereço” e gastamos sem planejamento. O décimo terceiro é seu aliado e, se usado com inteligência, pode ajudar a acabar com suas dívidas e começar o ano com os boletos pagos!

 

Leia também:

Write A Comment