Como obter renda passiva com criptomoedas?

Como obter renda passiva com criptomoedas?

Criptomoedas e outras formas de investimentos criptográficos têm tomado conta dos noticiários de investimentos ao redor do mundo, se tornando cada vez mais populares. Embora sejam ativos financeiros, nem sempre eles se comportam de forma parecida com ativos tradicionais.

Por exemplo, se compararmos criptomoedas e ações de uma companhia, logo iremos descobrir que, pelo lado das criptomoedas, dificilmente existe pagamento de dividendos, como funcionam com empresas listadas em bolsa de valores. Contudo, tanto criptomoedas quanto ações podem ser negociadas em corretoras especializadas.

Embora o pagamento de dividendos seja algo raro pelo lado das criptomoedas, ainda é possível gerar renda passiva com criptomoedas de outras formas. Dessa forma, o artigo de hoje irá tratar sobre as principais formas de se obter renda passiva através de criptomoedas.

Staking de criptomoedas

O proof-of-stake não é somente uma forma mais eficiente de manter o consenso de um sistema descentralizado, mas também traz uma nova forma para os detentores de determinadas criptomoedas obterem renda passiva através do processo chamado de staking.

Com isso, dependendo da criptomoedas e se ela utiliza o proof-of-stake(PoS) padrão, Nominated proof-of-stake (NPoS), Delegated Proof-of-Stake (DPoS) ou qualquer outra variante, o staking pode exigir a configuração de um validador e o bloqueio de um número mínimo de moedas para participar da segurança ou alimentação da rede.

Também pode ser necessário delegar suas moedas a um nomeador ou validador selecionado. Em ambos os casos, os stakers ganham uma renda, que geralmente deriva da inflação da criptomoeda ou das taxas de transação geradas pela rede.

Atualmente, um grande número de criptomoedas oferece recompensas por staking, entre elas: Solana, Cardano, Avalache, Terra e Polkadot. Algumas delas impõem uma participação mínima bem como um período de bloqueio, o que pode ser uma barreira para alguns investidores.

Se tornando um provedor de liquidez

As exchanges descentralizadas (DEX) revolucionaram a forma pelo quais investidores acessam e capitalizam as oportunidades do mercado, fornecendo uma fonte de liquidez para uma ampla variedade de criptomoedas.

Contudo, um tipo específico de DEX, conhecida como “formadora de mercado automatizado” (AMM), também desbloqueou uma nova forma de detentores de criptomoedas gerarem renda através de seus ativos, se tornando provedores de liquidez.

Estas plataformas oferecem pools de liquidez descentralizados que permitem aos usuários negociarem enquanto facilitam a descoberta de preços de forma eficiente ao ponderar dois ou mais ativos mantidos em um pool para determinar cada um de seus valores.

Com isso, a liquidez geralmente é fornecida pela comunidade, que mantém sua participação no pool de liquidez, independentemente de quanta liquidez é adicionada. Essa liquidez é utilizada, então, para atender trailers que executam swaps usando esse pool.

Em seguida, se alguém obtém liquidez do pool, uma taxa de negociação, que pode variar entre 0,3% e 0,4% do volume transação, deve ser paga. O valor é dividido entre todos os provedores de liquidez.

Atualmente, um grande números de formadores de mercados automatizados existem e a maioria das plataformas de contratos inteligentes agora possuem uma ou mais opções disponíveis, entre elas, a Uniswap (para Ethereum), PancakeSwap (para a Binance Smart Chain), Pangolin (para Avalanche), WagyuSwap (para Velas) e SushiSwap (diversas blockchains).

Veja também: O que são automated market makers (AMMs)?

Yield farming com criptomoedas

O yield farming é um método descentralizado de ganhar renda passiva através de criptoativos. Isso é possibilitado pelas operações dinâmicas de exchanges descentralizadas, que são basicamente plataformas de negociação onde usuários contam com a combinação de contratos inteligentes e investidores para obter a liquidez necessária para executar negociações.

Com isso, nestas yield farms, os usuários não negociam com investidores ou outros comerciantes, ao invés disso, negociam com fundos depositados por investidores, conhecidos como provedores de liquidez. Isso é feito através de contratos inteligentes especiais, conhecidos como pools de liquidez.

Sendo assim, os provedores de liquidez recebem um valor proporcional às taxas de negociação do pool de liquidez. As yield farms permitem que investidores ganhem rendimentos em criptomoedas nativa da yield farm em questão. Por exemplo, é possível obter CAKE na PancakeSwap ou WAG na WagyuSwap.

Veja também: O que é yield farming em finanças descentralizadas?

Empréstimo de criptomoedas

A realização de empréstimo se tornou um dos serviços criptográficos mais populares, tanto nos segmentos centralizados quanto descentralizados na indústria criptográfica. Como um investidor, é possível emprestar ativos digitais para terceiros para receber juros. Existem quatro formas de empréstimos:

Empréstimo peer-to-peer – as plataformas que fornecem esses serviços possibilitam sistemas que permitem aos usuários definirem seus termos, bem como os valores que desejam emprestar e os juros que pretendem obter nos empréstimos.

Empréstimo centralizado – nesta estratégia, o usuário conta com a infraestrutura de empréstimos de terceiros, onde as taxas de juros são fixas, como como os períodos de lock-up.
Empréstimo DeFi – esta estratégia permite aos usuários executarem serviços de empréstimos diretamente na blockchain. Diferente do P2P e estratégias centralizadas, não existem intermediários em empréstimos DeFi. Ao invés disso, as transações eram feitas em contratos auto executáveis.

Empréstimo de margem – por fim, é possível realizar o empréstimo de ativos criptográficos a usuários interessados em utilizar fundos de investidores emprestado para negociar, pagando juros por estes empréstimos.

Recebimento de dividendos

Alguns tokens oferecem aos seus detentores uma fração dos lucros da companhia que realizou a emissão do token. Não é necessário fazer nada, apenas possuir o token e automaticamente estará elegível a receber uma certa porcentagem do lucro da companhia.

Nesse sentido, o número de tokens que o investidor possuir irá determinar a quantidade de dividendos a ser recebido. Um exemplo disso é a KuCoin Soares (KCS), onde os detentores recebem diariamente uma parte das taxas de transação da blockchain Kucoin.

Conclusão

A indústria criptográfica vem trazendo diversas formas de ganhar algum tipo de renda. Além das criptomoedas e outros criptoativos serem, comprovadamente, boas formas de reservas de valor, diversas formas de geração de renda passiva tem surgido com o avanço da tecnologia blockchain.

Embora existam outras formas de geração de renda passiva, atualmente, estas são as principais formas quando o assunto é criptomoedas. Também é importante acompanhar a indústria de jogos blockchain, que vem gerando outras formas de ganho de renda passiva através de algumas horas de diversão dentro de um jogo.

Veja também: Principais protocolos DeFi para ficar atento em 2022

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts