Muitas vezes o Bitcoin é alvo de críticas que se referem a “O Bitcoin não tem fundamentos” ou “Seu valor é puramente especulativo e baseado em nada”. Todas as críticas são justas, embora desconheçam alguns aspectos do próprio Bitcoin, que é um ativo completamente novo e em pleno processo de descoberta.

Mas respondendo à pergunta do título: sim, o Bitcoin tem fundamentos e lastro. Esse texto vai buscar explorar e responder esses dois aspectos: fundamentos e Lastro.

Quais os fundamentos do Bitcoin?

Antes de se falar em fundamentos, precisamos entender que o Bitcoin é um ativo completamente inédito em toda a história da humanidade. Por conta disso, esses fundamentos ainda estão em fase de descoberta pelo mercado.

O Bitcoin estabeleceu um novo paradigma na internet: foi o primeiro arquivo digital impossível de copiar e completamente escasso, que funciona de forma orgânica e descentralizada, sem a necessidade de um grupo controlando e tomando decisões sobre o futuro e o andamento da moeda digital.

Existe um limite de Bitcoins que podem ser criados, algo em torno de 21 milhões. Além disso, nenhum Bitcoin pode ser copiado ou enviado duas vezes para a mesma pessoa. Isso é completamente diferente de um arquivo de áudio que você envia para seus amigos. Nesse caso não há limite de cópias e esses arquivos podem ser enviados indefinidamente.

Rede e descentralização

O Bitcoin não paga nenhum dividendo ou não tem nenhum tipo de controlador majoritário. Ele se aproxima muito de commodities ou metais preciosos como o Ouro.

Com isso em mente, podemos chegar aos primeiros fundamentos do Bitcoin. Ele depende de uma rede robusta para que todas as transações sejam confiáveis e seguras. É bem diferente de uma empresa no mercado de ações.

Quanto pessoas participarem, mais segura essa rede se tornará. Desta forma, temos os primeiros fundamentos: quantidade de participantes na rede e descentralização.

Mais participantes distribuídos ao redor do mundo tornam a rede descentralizada e mais robusta contra ataques hackers. Isso aumenta a segurança dos registros de transações, ou seja, da própria rede. Hoje são mais de 9 mil participantes distribuídos ao redor do mundo. Cada um carregando a cópia do registro de cada transação da história do Bitcoin.

o lastro do bitcoin
A rede do Bitcoin espalhada pelo mundo

Isso significa que não há nenhum ponto central para ataque. Se um participante for corrompido, ainda há toda uma rede com o registro legítimo de toda história do Bitcoin.

Qual é o lastro do Bitcoin?

Todo e qualquer valor atribuído para o Bitcoin depende exclusivamente da confiança que as pessoas detêm em suas características.

Ou seja, o Bitcoin está lastreado em suas próprias características: escassez, segurança e facilidade de transferência. As pessoas dão valor ao Bitcoin porque ele é escasso, extremamente seguro e fácil de transferir valores ao redor do mundo.

O Bitcoin é escasso porque só existirão 21 milhões de unidades. É seguro porque sua rede é robusta e ninguém nunca conseguiu alterar os seus registros. Além disso, o Bitcoin é fácil de transportar porque pode ser utilizado para transferência de valor entre duas pessoas em qualquer lugar do mundo, sem a necessidade de bancos ou qualquer intermediário.

Caso o Bitcoin perca todas essas características, as pessoas perderão motivos para atribuir qualquer valor a ele. Logo, o valor do Bitcoin, o seu lastro, depende de suas próprias características.

O valor é subjetivo

O preço do Bitcoin vai depender do valor dessas características. Caso as pessoas continuem acreditando que escassez, segurança e facilidade na transferência são importantes, elas continuarão comprando e utilizando Bitcoin. Se essas características se deterioram, o seu valor agregado cai e os preços seguem o mesmo caminho.

O lastro do Bitcoin está nele mesmo. Suas características o dotam de valor econômico. Não é preciso nenhuma instituição ou governo para afirmar qual deve ser o seu valor. Essa definição é alcançada via mercado em um processo de descoberta que ocorre 24 horas por dia.

Nesse processo de descoberta, já foi constatado que o Bitcoin deveria sair de US$ 0 para US$ 19,000. Assim como cair de US$ 19,000 para US$ 3,100 até retornar para US$ 10,000. Isso pode ser observado no gráfico abaixo. Mesmo como todas as expansões e retrações no preço, o Bitcoin continua em uma tendência de alta.

preço do bitcoin
O histórico de preço do Bitcoin

Conclusão

O lastro do Bitcoin está em suas características: descentralização e segurança de rede, escassez e uso. Portanto, é errôneo afirmar que a moeda digital tem seu lastro baseado em nada. Pelo contrário, seu valor é determinado pelo mercado e pelas pessoas que compõem esse mercado.

Através dessas características, o tempo mostrou que o Bitcoin foi capaz de valer US$ 19,000. Assim como o mercado foi capaz de corrigir o preço quando esses fundamentos não correspondiam com a realidade do momento. Portanto, o Bitcoin tem sim fundamentos, só que eles são diferentes daqueles que observamos nos mercados de ações.

Leituras sugeridas:

O que é Bitcoin e como funciona?

Como minerar Bitcoin no Brasil?

Quer negociar Bitcoin com taxa zero? Cadastre-se na Nox Bitcoin.

Write A Comment