Poupança: Brasileiros depositaram R$ 6,378 bilhões no mês de julho

Poupança: Brasileiros depositaram R$ 6,378 bilhões no mês de julho

Segundo os dados do Banco Central, os brasileiros depositaram R$ 6,378 bilhões líquidos na poupança no mês de julho, sendo o quarto mês de captação positiva da poupança após três meses onde os resultados foram positivos quando referentes aos saques.

O resultado ocorre na esteira da volta dos pagamentos do Auxílio Emergencial que vai ser destinado a uma parte dos brasileiros. Sobre os aportes da poupança no mês de julho, ao todo foram somados R$ 298,273 bilhões, ficando um pouco acima do número de saques que fechou o mês em R$ 291,895 bilhões. O saldo total das contas fechou em R$ 1,039 trilhão.

Julho e seus resultados positivos para a caderneta de poupança

Julho foi o quarto mês do ano em que aconteceram mais depósitos do que saques. Nos três primeiros meses do ano, os brasileiros estavam recorrendo à caderneta de poupança para realizarem saques.

Em um acumulado de janeiro a julho, a população retirou mais de R$ 10 bilhões da caderneta. Em 2020, ano em que começou a pandemia de coronavírus, a poupança havia registrado dez meses consecutivos onde os depósitos líquidos superaram os saques.

No ano passado, os pagamentos do Auxílio Emergencial favorecem a caderneta de poupança. Por isso, muitos brasileiros conseguiram poupar mais durante o período, o que segurou também durante alguns momentos a inflação.

Preocupação com o desemprego é grande entre os brasileiros

As famílias estão preocupadas com as rendas futuras e com muito medo do aumento do desemprego. Sendo assim, muitas delas foram pressionadas a reduzirem os gastos para não terem maiores prejuízos no futuro, o que levou a um maior saldo da caderneta de poupança com o medo de gastos não essenciais pesar lá na frente.

O movimento foi chamado pelo Banco Central de “poupança preocupacional”. Porém, no início de 2021 os impostos cobrados como IPTU, IPVA além dos gastos com materiais escolares para quem tem filhos voltou a tona. Assim, nos três primeiros meses do ano os saques da poupança aumentaram em relação aos últimos meses.

Nos primeiros meses do ano, o Governo também não pagou o Auxílio Emergencial, que só voltou a ser creditado em contas a partir de abril, o primeiro mês do ano com captação líquida da poupança maior do que a de saques.

Como é remunerada a poupança no Brasil?

A poupança é remunerada atualmente pela taxa referencial (TR), que está em zero, além de um percentual de 70% da Selic (taxa de juros anual) que o Banco Central ajustou no início do mês para 5,25% ao ano, com previsões de novos reajustes para cima ainda em 2021.

Na prática, a remuneração total da poupança não alcança o total da taxa Selic, rendendo 3,675% ao ano, o que levou nos últimos anos os brasileiros a pouparem em bancos digitais e investirem na renda variável (criptomoedas e ações). Esta regra de remuneração é aplicada sempre que a Selic estiver cotada a menos de 8,5% ao ano.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts