Banco Central: R$ 72,6 milhões de saldo positivo na poupança em maio

Banco Central: R$ 72,6 milhões de saldo positivo na poupança em maio

O segundo saldo mensal positivo de 2021 da poupança foi positivo, dando sequência à captação líquida da poupança, de acordo com os dados que foram passados pelo Banco Central. A tradicional caderneta de poupança somou assim uma entrada líquida de R$ 72,636 milhões no mês de maio.

Porém, o resultado anual da poupança ainda é negativo, com um saldo de retirada líquida de R$ 23,628 milhões, ainda marcado pelas fortes retiradas no primeiro trimestre do ano, onde a taxa selic ainda está muito abaixo do índice que mede a porcentagem da inflação acumulada anual.

Resultados gerais do mês de maio na poupança

Em maio, o volume de saques foi maior que o de depósitos. Em números gerais, o valor de saques em todo o mês foi R$ 1,183 bilhão maior do que depósitos. Os resultados foram positivos em relação à poupança rural, que teve um ingresso líquido de R$ 1,256 bilhão.

Já no mês de abril, que foi quando o Governo Federal retomou os pagamentos do Auxílio Emergencial, com um valor médio de R$ 250 e em até nove parcelas, este então foi um período de ingressos líquido superior para a poupança, de R$ 3,841 bilhões.

Em comparação com os resultados apresentados em maio de 2020, período em que o Brasil enfrentava sérios danos devido à pandemia de COVID-19, a poupança registrava entrada líquida de R$ 37,201 bilhões, recorde histórico desde 1985, segundo os dados do BC.

Quanto a poupança rende durante o ano?

Todas as aplicações da caderneta de poupança rendem até 70% da taxa Selic quando o juro básico estiver em até 8,5% ao ano. Desse fato, a remuneração da aplicação na soma de 12 meses atinge 2,45%.

No mês passado o Copom se reuniu e elevou a taxa básica de juros (Selic) em até 75 pontos, o que a coloca em 3,5% ao ano. A expectativa é que a Selic seja reajustada e chegue pelo menos à 5% até o fim de 2021.

As previsões do mercado para a taxa Selic são ainda maiores, em uma média de 5,75%, conforme a pesquisa mais recente realizada pelo Banco Central. Caso as projeções se concretizem, a caderneta de poupança teria a sua pontuação novamente elevada, podendo ter mais um saldo líquido positivo como neste último resultado.

Em 2020 a poupança registrou uma captação líquida recorde de R$ 166,310 bilhões, em um ano que foi marcado pela transferência de renda promovida pelo Governo Federal, com os pagamentos do Auxílio Emergencial aos informais.

Brasileiro se acostumou a investir na Renda variável

O investimento na renda variável deixou de ser visto como algo arriscado para os brasileiros. Até pouco tempo, os investidores da Bolsa se concentravam apenas no Eixo RJ-SP, com mais de 90%. Isso tem mudado gradualmente, com pessoas do país todo se aventurando a investir na Bolsa, ainda mais com taxas de corretagem 0%.

Outro detalhe que está levando os brasileiros a investir na Renda Variável, é a sua desmistificação de que quem investe na Bolsa pode ter problemas com o Leão. Sim, é claro que isso pode acontecer, mas apenas se você deixar de pagar os tributos (rendimentos mensais acima de R$ 20 mil) ou se não declarar seus ganhos na declaração anual.

Enquanto quem busca investir em Tesouro Direto, poupança ou CDB pagam rendimentos fixos em média de 3.5% ao ano (taxa atual selic) ou no CDB que pode chegar a 150% da Selic, mesmo assim baixo, viu quem investiu no Banco Inter desde exato 1 ano atrás, ter uma valorização de 455% por ação na sua carteira.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts