Empresa argentina de valor bilionário revela compra de Bitcoin

Empresa argentina de valor bilionário revela compra de Bitcoin

Na sua última divulgação de resultados, a empresa argentina Globant comprou alta quantia em Bitcoin, atualmente avaliada em R$ 2,66 milhões na principal criptomoeda do mundo, se juntando ao Mercado Livre como uma das empresas do país “hermano” que apostaram no BTC como uma reserva de valor ou mesmo como investimento.

A Globant atua no ramo de desenvolvimento de software e TI e fez na última segunda-feira (24) a divulgação do seu último resultado quanto ao balanço patrimonial. No mesmo período, a empresa revelou uma aquisição de cerca de US $500 mil em Bitcoin. Com isso, a empresa argentina se torna mais uma de muitas que tem colocado capital institucional em  Bitcoin.

Globant fez comunicado da compra à SEC

Um comunicado foi enviado à Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, a SEC. A Globant informou que fez a aquisição de US $500 mil em Bitcoin ainda no primeiro trimestre de 2021, alocando o ativo em sua balança com o propósito de duração indefinida e que poderá ser usado ou não em futuros investimentos.

A Globant está avaliada em US $8,6 bilhões e não revelou qual foi o preço médio que pagou pela aquisição de cada um dos Bitcoins comprados no primeiro trimestre de 2021. A alocação do Bitcoin como reserva de valor no caixa das empresas tem sido cada vez mais constante, também aliado a uma forma de se proteger da inflação.

No início deste mês, a maior empresa de comércio eletrônico da América Latina, o Mercado Livre, também divulgou em seu resultado financeiro a compra de Bitcoins como parte de sua  estratégia. A compra foi até maior do que a feita pela Globant, em um montante de 7,8 milhões de dólares.

O Mercado Livre fechou neste ano parcerias importantes para expandir ainda mais os seus negócios, como um patrocínio milionário com o Flamengo, um dos clubes mais ricos da América Latina. Mas obviamente que toda compra de Bitcoin chama a atenção por poder oferecer um retorno até superior a de um patrocínio.

Últimos movimentos do preço do Bitcoin

A compra do Bitcoin com investidores institucionais pode ter um significado real para a sua valorização ou depreciação, já que é chamativo quando grandes empresas revelam em seu balanço que adquiriram o BTC e o ativo digital pode ter maior procura. Coincidentemente, após a divulgação da Globant, o Bitcoin subiu 7% no início desta quarta (26).

Além disso, outro depoimento que chamou bastante atenção foi o estudo que a DBS Holdings realizou nesta semana e afirmou que a volatilidade do Bitcoin está atrelada à queda ou subida das ações de Nova Iorque. Os contratos futuros da Bolsa tendem a apresentar oscilações menores quando o preço do Bitcoin oscila menos.

Em suma, o Bitcoin não é mais um ativo marginal, até por isso que os investidores institucionais resolveram entrar em peso, como Mercado Livre, MicroStrategy e agora a Globant. Recapitulando sobre os movimentos mais recentes do Bitcoin, a criptomoeda teve uma queda de 50% após atingir a sua máxima histórica de US $63.000 em abril de 2021.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts