MicroStrategy volta a investir US$ 9 bilhões em Bitcoin

Compra de Bitcoin com Auxílio Emergencial nos EUA multiplicou valor em 10 vezes

Para quem resolveu transformar dólares em Bitcoin se deu bem muito mais do que se esperava, sobretudo pela forte valorização da criptomoeda no último ano, devido a vários fatores de entrada decisivos, como o aumento de investidores institucionais e o lançamento dos primeiros ETFs de BTC na Bolsa de Valores Norte-Americana.

No mês de setembro, tivemos o episódio de El Salvador, que se tornou o primeiro país no mundo a aceitar oficialmente o Bitcoin como moeda de curso legal. Nos Estados Unidos, o valor pago como Auxílio Emergencial foi bem mais generoso que os R$ 150 mensais daqui. Em média, o Governo de Trump pagou um cheque de U$ 1.200 mensais.

Dólar está em processo de perda de compra

Desde o início da pandemia, o Federal Reserve tratou de colocar uma grande quantidade de dólares em circulação, o que acaba fazendo com que a divisa norte-americano perca valor, em especial sendo ultrapassado pelas criptomoedas como o Bitcoin, que acumula um salto de 400% nos últimos doze meses.

O Bitcoin foi uma escolha sábia para aqueles que desejaram converter os seus dólares ao invés de despejar na economia norte-americana. O cenário de inflação nos Estados Unidos é um dos maiores dos últimos tempos, não tão alto como no Brasil, mas bastante elevado para um país de primeiro mundo.

Valorização absurda do Bitcoin

Com uma economia que foi afetada pela pandemia e com as medidas do Governo de adotar o isolamento social, vários países ao redor do mundo trataram de oferecer um Auxílio Emergencial para os seus cidadãos.

Nos EUA, o pagamento do Auxílio Emergencial começou no dia 15 de abril de 2020, onde um montante de 1.200 dólares foi enviado para os norte-americanos que se enquadram nos quesitos do Governo Norte-Americano.

Na época em que começou a distribuição do Auxílio, o Bitcoin era cotado e agora um ano e meio após, é cotado em US$ 61 mil. Isso significa que as pessoas que usaram esses 1.200 dólares para a compra da criptomoeda, hoje já acumulam um retorno de dez vezes investido, em 11.300 dólares.

Uma resposta a crise

Embora muito setores terem sofrido muito com o início da pandemia do coronavírus, o que também inclui o setor de ações e o próprio Bitcoin que caiu muito em um primeiro momento, porém este se mostrou como um ativo muito forte em tempos de crise, incluindo a Ethereum que também disparou e bateu máximas históricas.

Dessa forma, conforme o Governo colocava mais dinheiro em circulação, o preço do Bitcoin acelerava por conta da perda de valor do dólar e quem transformou a pequena quantia recebida, que na época era equivalente a cerca de R$ 5.200, fez uma escolha que saiu muito melhor do que o esperado.

E para quem acha que o Bitcoin já atingiu o seu pico valorem 2021, aí é que podemos estar nos enganando. De acordo com a previsão de vários traders, o esperado é que o BTC chegue em US$ 90 mil já em novembro.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts