Comissária da SEC afirma ser contra regulamentação de criptomoedas

Comissária da SEC afirma ser contra regulamentação de criptomoedas

O Governo Americano têm sofrido duras queixas pela sua lentidão em oferecer uma clareza sobre a sua posição em relação as criptomoedas. Isso acaba atrasando todo o movimento do setor, além de novos investidores que desejam apostar no mercado.

Em uma declaração recente feita à Yahoo Finance, a comissária da SEC, Hester Peirce, alertou sobre a maneira que o órgão regulador estaria regulamentando as criptomoedas. A comissária já havia comentado em abril que banir o Bitcoin seria uma tremenda burrice.

Peirce afirmou que o grande objetivo da SEC é seguir com a regulamentação dos projetos descentralizados, já que estes não podem ser parados. A comissária também comentou sobre uma possível aprovação de um ETF nos Estados Unidos, mas não comentou sobre uma possibilidade de data.

Presidente do FED não tem planos de banir as criptomoedas dos Estados Unidos

Apesar da demora para a aprovação de um ETF de Bitcoin nos Estados Unidos, Hester garantiu que no momento não existe nenhuma intenção do FED em banir as criptomoedas do país.

A comissária se mostrou um pouco irritada com a demora para a aprovação do ETF, afirmando que até mesmo o Ethereum pode ter em breve um contrato de futuros, citando que a sua rede é amplamente utilizada para projetos NFT e finanças descentralizadas.

Ainda sobre o assunto ETF, a comissária lembra que mesmo que existam grandes diferenças entre moedas fiduciarias e as criptomoedas, o ouro possui também as suas diferenças e já possui um ETF, o que comprova que esse não seria um problema.

Processo de regulamentação do Bitcoin nos Estados Unidos

No momento, vários órgãos de regulamentação dos Estados Unidos estão de olho nas criptomoedas, como o Federal Reserve, SEC, a Receita Federal Americana e entre outros. De acordo com Peirce, é necessário que os cidadãos americanos também tenham voz e sejam ouvidos.

O papel dos norte-americanos hoje é debater sobre as criptomoedas, incluindo também os cidadãos e não apenas os órgãos de regulação. Também seria importante ver um debate de qual ponto as criptomoedas são diferentes de ativos tradicionais.

A comissária comentou que em nenhum momento foi pensado em tirar a liberdade de comprar criptomoedas dos cidadãos norte-americanos. Lembrando que a segunda maior potência econômica do mundo, a China, declarou que as negociações de criptomoedas estão proibidas no país.

Porque a SEC enxerga os projetos descentralizados como um desafio?

Para Peirce, os projetos que realmente são descentralizados são encarados como um verdadeiro desafio para a SEC. O que acontece é que é muito difícil que o órgão realize um controle sobre como as transações estão sendo realizadas, sendo que esses projetos não exercem nenhum tipo de atividade que possa ser centralizada.

E por mais que muitas pessoas pensem que o Bitcoin seja diferente das criptomoedas, ele foi o primeiro projeto descentralizado, não podendo ser banido. O máximo que os Governos podem tentar fazer é centralizar as exchanges, mas mesmo assim continuará sendo possível realizar transações através de cold wallets ou por sites que também preservam a descentralização. 

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts