Fundo de George Soros confirma investimento em criptomoedas

Fundo de George Soros confirma investimento em criptomoedas

Um dos fundos do mercado mais tradicionais do mundo está prestes a entrar no mercado de criptomoedas. Soros Fund, que é um fundo avaliado em US$ 27 bilhões, realizou a compra de criptomoedas e também já estaria prestes a realizar um novo investimento em finanças descentralizadas (DeFi).

De acordo com a CEO do Soros Fund, Dawn Fitzpatrick, se afirmou em um evento recente na Bloomberg que o fundo possui apenas algumas criptomoedas, não sendo muitas, porém as moedas fiduciárias em si são menos interessantes do que as possibilidades de lucros futuros com os investimentos em finanças descentralizadas (DeFi).

Desde julho existem informações de que Soros estaria comprando criptomoedas

Existem informações que constam que George Soros poderia ter começado em julho a realizar a compra de Bitcoin, porém sem nenhuma informação contundente. Outro detalhe chamativo é que no início da crise de Covid-19 em março de 2020, o Soros Fund teria investido US$ 5 bilhões aproveitando a queda das ações do mercado.

Mas agora com uma menor possibilidade de retorno financeiro com o investimento em ações, o fundo já começou a realizar a venda de alguns papéis para garantir que terá fundos disponíveis para investir em caso de uma nova grande crise econômica.

Com notícias impactantes como esta do fundo de George Soros, temos mais uma prova de que as instituições financeiras tradicionais estão de fato abraçando o mercado cripto. Um bom exemplo para comprovar isso é o Bank of America, que através de uma pesquisa mostrou como as pessoas estão motivadas para usar as criptomoedas.

Além do DeFi, tokens-não fungíveis também estão ganhando olhares de investidores institucionais

Também de acordo com outro relatório contundente que foi publicado pela BofA Securities, é oferecida uma avaliação diferente do setor que trata de ativos digitais e destaca a inovação que está acontecendo tanto no setor de finanças descentralizadas como também dos tokens-não fungíveis, NFTs.

A reportagem também cita o JP Morgan, como mais uma instituição financeira tradicional a oferecer fundos de criptomoedas para os seus clientes, vindo de um banco que no passado foi contrário ao Bitcoin.

Para Jamie Dimon, CEO antigo do JP Morgan, ele ainda não entende que comprar Bitcoin seja uma bom investimento, afirmando que quem pega dinheiro emprestado para comprar BTC é idiota e afirma que as criptomoedas não poderão ser regulamentadas, embora ele afirme que não tem nada a ver com isso.

Entrada de investidores institucionais pode ser ainda maior se SEC aprovar ETF

Em meio aos comentários de um possível grande investimento do fundo de George Soros em criptomoedas, uma outra notícia que tem rondado os bastidores das criptomoedas nos últimos dias é a possibilidade de que finalmente os investidores institucionais possam negociar  ETFs dentro da Bolsa de Valores Norte-Americana.

Apesar de não parecer, nesse quesito o Brasil está mais evoluído que os Estados Unidos, pois aqui já temos projetos DeFi e 5 ETFs ligados ao setor cripto que foram aprovados pela CVM e estão já em negociação na Bolsa de Valores, gerenciados pela empresa Hashdex. É possível comprar desde Bitcoin até altcoins no fundo.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts