Ações da Tesla disparam

Ações da Tesla disparam após 5 quedas seguidas. Saiba os motivos!

Até por volta das 13h30 desta terça-feira (9), as ações da Tesla saltaram mais de 14%. A reação da maior fabricante de veículos elétricos do mundo na bolsa de valores ocorreu após 5 quedas consecutivas.

A alta das ações da Tesla ocorreu após um analista da New Street Research, conhecido por Pierre Ferragu, ter recomendado a compra da ação e ainda colocou seu preço-alvo a quase US$900. Só para se ter uma ideia, esse valor é cerca de 40% acima do preço atual de aproximadamente US$645.

Importante dizer que, desde março de 2020, é a primeira vez que o preço-alvo médio da New Street Research fica mais alto que o preço das ações da Tesla. Contudo, apesar da intensa alta que aconteceu nas ações da Tesla durante o ano de 2020 e 2021, a empresa vem numa tendência de baixa desde o final de janeiro.

Veja também: O que é melhor: BDRs ou investir no exterior?

Elon Musk investiu US$1,5 bilhão em bitcoin no dia 8 de fevereiro de 2021. Coincidentemente, ao mesmo tempo, as ações da Tesla abriram numa tendência de queda. As ações no dia 8 de março abriram o pregão no preço em torno dos US$870.

Com o preço atual perto de US$630, a desvalorização acumulada das ações foi de aproximadamente 27%, no período de quase 1 mês, após a recuperação de hoje. No fechamento do pregão de ontem (8), o preço das ações da Tesla estavam em torno de R$562, ou seja, acumulando uma queda de quase 35%.

Algumas notícias nesse percurso acabaram prejudicando o otimismo de alguns investidores com a companhia, entre eles, o fato de que a Tesla precisou interromper as atividades de sua fábrica na Califórnia pela falta de peças para continuar produzindo seus veículos.

Além disso, a Tesla comunicou para o Departamento de Veículos Motorizados da Califórnia que o seu software de direção autônomo não seria totalmente autônomo, referindo-se ao City Streets.

Empresa lucrou mais de US$500 milhões com Bitcoin

Como dissemos, as ações da Tesla começaram a cair coincidentemente quando Elon Musk comprou US$1,5 bilhão em Bitcoin, notícia que repercutiu bastante no mercado financeiro e trouxe uma valorização de quase 19%, no dia 8 de fevereiro ao criptoativo.

Mas apesar das ações da Tesla terem caído quase 35% até o pregão de ontem (8), o Bitcoin acumulou no mesmo período quase 35% também, o que, eventualmente, pode ter gerado ao caixa pouco mais de US$500 milhões de dólares.

Além disso, é importante ressaltar que esse número se refere ao capital de US$1,5 bilhão que foi noticiado no investimento, não levando em conta qualquer outro fator semelhante de operações.

Em suma, vale lembrar que as ações da Tesla tiveram uma valorização de 743% em 2020 e continuaram subindo em 2021. Essa escalada no preço dos ativos fez com que Elon Musk se tornasse o homem mais rico do mundo, posto que tem frequentemente trocado com Jeff Bezos conforme os preços das ações da Tesla e da Amazon variam no mercado financeiro.

Veja também: Senado aprova pacote trilionário de auxílio nos EUA

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts