Senado aprova pacote trilionário de auxílio nos EUA

Senado aprova pacote trilionário de auxílio nos EUA

O Senado dos EUA aprovou o pacote econômico de auxílio de US$1,9 trilhão para amenizar os efeitos da Covid-19 que ainda persiste dentro do país. O plano foi aprovado neste sábado (6), mesmo com opiniões bastante divididas entre os senadores.

Com isso, o projeto fica ainda mais próximo de entrar em vigor, desde que seja aprovado na Câmara, onde o projeto irá voltar para ser votado novamente. No entanto, essa aprovação não deve ocorrer de forma tão simples quanto se pensa.

O American Rescue Plan, nome que ficou conhecido o projeto, é avaliado em US$1,9 trilhão que vem para auxiliar trabalhadores, estados e também os municípios afetados pela Covid-19 e as medidas de restrição que foram necessariamente adotadas.

Todavia, diferentemente do Brasil, onde o número de mortes tem aumentado significativamente nos últimos dias, os EUA têm visto esses dados diminuírem, o que trouxe um fator ainda mais decisivo para que as opiniões a respeito da necessidade de aprovação do novo pacote neste valor divergem.

O próprio resultado da votação acabou mostrando que Joe Biden não terá vida fácil para aprovar projetos no Senado como se pensava, mesmo com a maioria de democratas por lá. A votação teve 1 voto de diferença na aprovação, totalizando 50 a favor e 49 contra. Entretanto, nenhum Republicano aprovou a ideia do pacote econômico de Biden.

Apesar do aperto na votação, os Democratas conseguiram uma vitória sem a necessidade do voto da vice-presidente dos EUA, Kamala Harris. Ela seria acionada em caso de empate na votação, mas a ausência de um Senador por motivos pessoais acabou não trazendo a necessidade de que o “voto de Minerva” fosse utilizado.

Veja também: Veja o que mudou para declarar bitcoins no imposto de renda 2021

A acirrada disputa pela aprovação do pacote trilionário

A sessão de votação no Senado durou a noite toda e foi marcada pelos desentendimentos entre os diferentes partidos, em especial, democratas e republicanos. Os republicanos tentaram colocar até 30 emendas ao projeto, na tentativa de enxugar o valor proposto, porém, sem sucesso.

As emendas propostas pelos republicanos diminuiriam o pacote em até 1/3 do valor que foi aprovado e que havia sido proposto inicialmente por Joe Biden. Neste pacote se inclui o pagamento de US$1400 aos americanos, totalizando US$400 bilhões do total.

Além disso, foi colocado cerca de US$300 por semana de auxílio-desemprego para aproximadamente 9,5 milhões de americanos. Importante lembrar também que US$350 bilhões do pacote seria para auxílio aos municípios.

Agora o projeto vai para a Câmara, onde Biden ainda deve ter algumas dificuldades para aprovar o pacote de forma definitiva. Vale lembrar que há cerca de 1 semana a mesma Câmara aprovou o projeto, porém ele tinha algumas diferenças pontuais no que está agora e foi aprovado pelo Senado.

Num retrospecto positivo a aprovação desse valor, temos o pacote de US$2,2 trilhões colocado ainda no início da pandemia pelo presidente Donald Trump. Mas este passou de forma mais simples, já que ainda era o primeiro pacote e tinha o apoio dos democratas.

Em suma, a dificuldade atual de se aprovar o pacote que já está em discussão durante várias semanas, leva em conta desta vez diversos fatores extras. Entre eles, o acirramento político entre democratas e republicanos, além de um momento diferente da pandemia que estão vivendo, com a continuidade do processo de vacinação que já foi iniciado há algum tempo.

Veja também: O que é melhor: BDRs ou investir no exterior?

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts