8 estratégias para sobreviver em um mercado de baixa

Tradução do Investopedia

Um mercado em baixa (bear market) refere-se a um declínio generalizado nos preços dos ativos de pelo menos 20% em relação às altas mais recentes. Nunca sabemos o que vai acontecer nestes mercados, mas revidar pode ser perigoso. 

Este artigo será um guia com oito estratégias e mentalidades importantes de investimento, para ajudá-lo a manter a calma e a se fingir de morto quando o mercado de renda variável entrar em um bear market.

Mantenha seus medos sob controle

Há um velho ditado em Wall Street: “O Dow sobe em um muro de preocupação”. Em outras palavras, com o tempo, o índice Dow Jones continuou a aumentar, apesar dos problemas econômicos, do terrorismo e de inúmeras outras calamidades. 

Os investidores devem tentar sempre separar suas emoções do processo de tomada de decisão sobre investimentos. O que parece uma catástrofe global maciça um dia pode ser lembrado como nada além de um pontinho na tela do radar alguns anos depois. 

Lembre-se de que o medo é uma emoção que pode obscurecer o julgamento racional de uma situação. Mantenha a calma e continue!

Utilizar a estratégia de preço médio

O mais importante a ser lembrado durante uma desaceleração econômica é que é normal que o mercado financeiro tenha anos negativos – faz parte do ciclo econômico.

Se você é um investidor de longo prazo (o que significa um horizonte de tempo de mais de 10 anos), uma opção é aproveitar a estratégia de preço médio. 

Ao comprar ações independentemente do preço, você acaba comprando ações a um preço baixo quando o mercado está em baixa. A longo prazo, seu preço médio diminuirá, deixando você com um preço de entrada geral melhor dos seus ativos.

Fingir de morto

Durante um mercado em baixa, os pessimistas “mandam” e os otimistas não têm nenhuma chance de revidar.

Há um velho ditado que diz que a melhor coisa a fazer durante um mercado em baixa é fingir de morto – é o mesmo protocolo como se você encontrasse um urso de verdade na floresta. Revidar seria muito perigoso. Ao manter a calma e não fazer movimentos bruscos, você evitará que se torne um almoço de urso. 

Ficar morto em termos financeiros significa colocar uma parcela maior de sua carteira em títulos de renda fixa, como certificados de depósito (CDB), títulos do Tesouro Direto e outros instrumentos com alta liquidez e vencimentos curtos. Ou seja, diminuir seu risco do mercado e aumentar o caixa.

Diversificar

Ter uma porcentagem do seu portfólio espalhada entre ações, títulos, dinheiro e ativos alternativos é o núcleo da  diversificação

Como você divide seu portfólio depende de sua tolerância a riscos, horizonte de tempo e objetivos. A situação de cada investidor é diferente. Uma estratégia adequada de alocação de ativos permitirá evitar os efeitos potencialmente negativos resultantes da colocação de todos os seus ovos em uma cesta.

Invista apenas o que você pode perder

Investir é importante, mas comer e manter um teto sobre sua cabeça é mais. Não é aconselhável pegar fundos de curto prazo (ou seja, dinheiro para hipotecas ou mantimentos) e investi-los em ações. 

Como regra geral, os investidores não devem se envolver em ações, a menos que tenham um horizonte de investimento de pelo menos cinco anos, de preferência mais longo, e nunca devem investir dinheiro que não podem perder. 

Lembre-se de que mercados em baixa e até pequenas correções podem ser extremamente destrutivas.

Procure por bons valores

Os mercados em baixa podem oferecer grandes oportunidades para os investidores. 

O truque é saber o que você está procurando. Ativos maltratados com preços baixos: são todas descrições de ações durante um mercado em baixa. 

Os investidores em valor, como Warren Buffett, costumam ver os mercados em baixa como oportunidades de compra, porque as avaliações de boas empresas são afetadas por conta de empresas “ruins” e o seu valor fica muito atraente.

Buffett geralmente constrói sua posição em algumas de suas ações favoritas durante os períodos menos animadores do mercado, porque ele sabe que a natureza do mercado é punir até boas empresas por mais do que elas merecem.

Faça um balanço nas indústrias defensivas

Ações defensivas ou não cíclicas são títulos que geralmente apresentam desempenho melhor do que o mercado geral em épocas ruins. 

Esses tipos de ações fornecem um dividendo consistente e ganhos estáveis, independentemente do estado do mercado em geral. 

As empresas que produzem produtos não duráveis ​​para uso doméstico – como pasta de dente, xampu e creme de barbear – são exemplos de indústrias defensivas, porque as pessoas ainda usam esses itens em tempos difíceis.

Aposte na queda dos preços

Existem maneiras de lucrar com a queda dos preços. A venda a descoberto é uma maneira de fazer isso, emprestando ações de uma empresa ou ETF e vendendo-as – esperando comprá-las de volta a um preço mais baixo. 

A venda a descoberto requer depósito de margem e pode causar perdas prejudiciais se os mercados subirem e as posições vendidas forem acionadas, pressionando os preços ainda mais. 

As opções de venda são outra opção, que ganham valor à medida que os preços caem e garantem um preço mínimo pelo qual vender um título, estabelecendo efetivamente um piso para suas perdas se você o estiver usando para proteger. Você precisará negociar opções em sua conta de corretagem para comprar opções de venda.

Os fundos negociados em bolsa (ETFs) inversos também oferecem aos investidores a chance de lucrar com um declínio nos principais índices ou benchmarks, como o Nasdaq 100. 

Quando os principais índices caem, esses fundos sobem, permitindo que você lucre enquanto o restante o mercado sofre. Diferentemente das vendas a descoberto ou das opções de venda, elas podem ser adquiridas facilmente na sua conta de corretagem.

Investir não é para os impacientes

Um bear market é um período duro e muito mais difícil de ganhar dinheiro. Os exageros de um bull market são corrigidos e os investidores ficam com grande pessimismo. Geralmente, esta é a melhor hora de aumentar a exposição no mercado de renda variável, desde que isso seja feito com cuidado.

Para investir com sabedoria, é recomendado diversificar e aplicar de acordo com seu perfil de investidor. Caso contrário, o investidor é tomado por ansiedade e seus sentidos ficam afetados por sentimentos de medo ou ganância, que substituem o pensamento racional.

Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts