31 de outubro, 2019

|

por: Lucas Bassotto

|

Categorias: Iniciante, Investimentos

Vale a pena investir em dólar?

Comprar dólar pode ser um bom investimento? Como funciona a cotação? Por que o dólar turismo é mais caro? Esse post vai explorar o investimento em dólar e quais as suas principais características.

A história do dólar

O dólar, como muitas outras moedas, surgiu diante da competição entre diferentes moedas nos Estados Unidos. Entretanto, suas origens remetem ao século XV, quando era conhecido na Europa como thaler. Ele se destacava por ser uma moeda de prata com excelente qualidade de cunhagem e pureza.

a primeira moeda de dolar

Moeda de Thaler da Monarquia Austro-Húngara

No entanto, só após a Guerra da Independência, em 1786, que o dólar foi reconhecido como moeda oficial dos Estados Unidos. Desde então, ele se tornou a principal moeda do mundo, embora cada país emita sua própria moeda.

Isso acontece porque as pessoas acreditam que os Estados Unidos sejam o país mais consistente do mundo, por conta disso, a confiança no dólar é alta.

Conheça mais sobre o valor do dinheiro: Qual é o valor do dinheiro? Como ele é determinado?

Dólar é investimento?

Essa é a primeira pergunta que deve ser feita. Investimento é aplicar dinheiro com a expectativa de obter algum tipo de benefício futuro. Por exemplo: comprar dólar acreditando na valorização da sua cotação amanhã. Portanto, o dólar é sim um investimento.

Contudo, é importante destacar que o dólar é uma moeda. Isso significa que ele não é remunerado por nenhum tipo de dividendo ou juros, diferente do que acontece quando você investe em fundos imobiliários, ações e renda fixa

Como funciona a cotação do dólar?

O preço do dólar é definido através de negociações no mercado, isto é, na bolsa de valores, com milhares de investidores especulando qual será a cotação futura do dólar.

Os especuladores tentam se aproveitar da oscilação do dólar para tirar lucro em operações de trade.

Ou seja, muitos investidores estão comprando e vendendo dólar a todo momento. Quando o volume de compradores supera o de vendedores, a moeda irá se apreciar, porque mais pessoas estão dispostas a comprar dólar. 

Por outro lado, se o volume de venda superar o de compra, a cotação do dólar irá cair. Isso significa que as pessoas estão vendendo seus dólares a preços cada vez menores.

O que afeta a cotação do dólar?

O dólar é cotado em relacão a centenas de moedas no mundo: Real, Pesos Argentinos, Euro, Libra, Yene e muitas outras. Como vimos acima, a cotação de dólar é determinada por pessoas comprando e vendendo a moeda na bolsa de valores.

Mas o que motiva a compra de dólar? Muitos fatores, especialmente políticos e econômicos. Por exemplo, muitos investidores podem comprar dólar se a situação econômica do Brasil apresentar pioras inflação, fraco crescimento e altas taxas de juros.

Isso acontece por conta da aversão ao risco, o mercado acredita que o dólar é uma moeda forte e segura. Desta forma, investidores procuram o dólar para proteger seu patrimônio.

Vale a pena investir em dólar?

O dólar nunca deve compor 100% de todos os seus investimentos. A moeda americana é utilizada para principalmente como um instrumento de proteção contra a desvalorização dos seus investimentos em Real.

Conforme dito acima, o dólar é um investimento que não rende juros ou qualquer tipo de dividendo. Você compra a moeda americana e espera a sua valorização, de certa forma, aposta contra a moeda brasileira.

O investimento em dólar deve ser feito pensando em proteger parte dos seu patrimônio, ou apostando em uma piora do cenário econômico e político no Brasil.

Dólar vs Ibovespa

O índice de ações de empresas brasileiras listadas na bolsa de valores, o Ibovespa, reflete as expectativas do mercado em relação à economia brasileira. Se a situação é favorável, as empresas apresentam maior lucratividade e as ações se valorizam.

Conforme visto acima, o dólar reflete justamente o contrário. É justamente por isso que ele é utilizado para proteção. Se observarmos o gráfico que representa dólar (linha laranja) e Ibovespa (linha azul), a podemos ver que eles muitas vezes se movimentam em direção oposta:

dolar vs ibovespa

Fonte: TradingView

Por conta disso, é importante a diversificação de investimentos em diferentes classes de ativo. Se o Ibovespa estiver com uma performance ruim, o dólar pode oferecer bons retornos e, em alguns momentos, até salvar sua carteira.

Dólar comercial e dólar turismo

Existem dois tipos de cotações de referência. O dólar comercial é aquele negociado na bolsa de valores e também utilizado como referência em compras internacionais com cartão de crédito (nesse caso você paga dólar comercial + iof + taxas do banco).

O dólar turismo é o que você compra em casas de câmbio de aeroportos, shoppings e galerias. Logicamente, o dólar turismo vai ser mais caro, porque ele envolve mais custos para o vendedor: transporte, segurança, custos para manter a casa de câmbio e outros. Então, eles incluem um valor a mais na cotação e tiram o lucro deles.

Como mandar dólares para o exterior

O ato de mandar dólares para o exterior é conhecido como remessa. Esse serviço ficou muito mais fácil e barato com o passar dos anos. A TransferWise é uma das empresas facilitadoras no processo. Ela oferece um serviço ágil e promete um custo até 8 vezes menor do que nos bancos.

remessa de dólarA Remessa Online também é um concorrente da TransferWise e também oferece o mesmo tipo de serviço. Essas empresas são conhecidas como fintechs e foram criadas para oferecer soluções mais baratas em serviços financeiros.

Conclusão

O Dólar é utilizado por investidores para proteger a carteira contra cenários de crise na economia e política brasileira. Contudo, a moeda americana também é muito demandada para viagens.

Por conta disso, é importante, antes de investir em dólar, ter uma carteira bem diversificada em outras classes de ativos como renda fixa e ações.

Existem duas cotações principais de dólar: comercial e turismo. O dólar comercial é aquele que é utilizado como referência para todas as cotações, porque ele é determinado na bolsa de valores. 

E o turismo se baseia na cotação do dólar comercial, embora seja mais caro por conta dos custos.