Investificar

Escrito por

Author

Canal de conteúdo sobre Investimentos, Economia e Finanças da Nox Bitcoin.

Informação de: BusinessWire

A MicroStrategy, a empresa de inteligência de negócios listada na Nasdaq, se tornou a primeira empresa de capital aberto a comprar bitcoin como parte de sua estratégia de alocação de capital.

A empresa anunciou na terça-feira que comprou 21.454 bitcoins (atualmente no valor de mais de US$ 250 milhões). A MicroStrategy revelou pela primeira vez seu plano de comprar bitcoins como forma de evitar a inflação em 28 de julho.

“A MicroStrategy passou meses deliberando para determinar nossa estratégia de alocação de capital. Nossa decisão de investir em Bitcoin neste momento foi impulsionada em parte por uma confluência de fatores macro que afetam o cenário econômico e de negócios que acreditamos estar criando riscos de longo prazo para nosso programa de tesouraria corporativa – riscos que devem ser tratados de forma proativa. 

“Esses macro fatores incluem, entre outras coisas, a crise econômica e de saúde pública precipitada pela COVID-19, medidas de estímulo financeiro do governo sem precedentes, incluindo flexibilização quantitativa adotada em todo o mundo, e incerteza política e econômica global. Acreditamos que, juntos, esses e outros fatores podem ter um efeito depreciativo significativo sobre o valor real de longo prazo das moedas fiduciárias e muitos outros tipos de ativos convencionais”, disse o CEO da MicroStrategy, Michael J. Saylor.

Leitura sugerida:

Preço do Ouro e Bitcoin desde o começo de Março

microstrategy bitcoin
Fonte: Fonte: TradingView

Ele continuou: “Nosso investimento em Bitcoin é parte de nossa nova estratégia de alocação de capital, que visa maximizar o valor de longo prazo para nossos acionistas. Este investimento reflete nossa crença de que o Bitcoin, como a criptomoeda mais amplamente adotada no mundo, é uma reserva confiável de valor e um ativo de investimento atraente com maior potencial de valorização de longo prazo do que reter dinheiro”.

Não está claro se a MicroStrategy comprou os bitcoins por meio de uma bolsa de criptomoedas (exchange), ou por meio de uma mesa de operações de balcão (OTC). Também não se sabe onde esses bitcoins são mantidos.

“Consideramos a aceitação global, o reconhecimento da marca, a vitalidade do ecossistema, o domínio da rede, a resiliência arquitetônica, a utilidade técnica e o etos da comunidade do bitcoin como uma evidência persuasiva de sua superioridade como classe de ativos para aqueles que buscam uma reserva de valor de longo prazo”, Saylor disse.

Leia também:

50% em Ouro e 50% em Bitcoin

A alocação de capital rapidamente cumpre a promessa de Saylor aos acionistas no final de julho de que a MicroStrategy recompraria US$ 250 milhões em ações e investiria US$ 250 milhões adicionais em ouro e bitcoin nos próximos 12 meses. 

A crença era que esses e outros “investimentos alternativos” protegeriam o balanço pesado em dólares da MicroStrategy. Agora está claro que metade da aposta de US$ 500 milhões gira inteiramente em bitcoin. A MicroStrategy diz que “consequentemente fez do bitcoin a principal participação em sua estratégia de reservas de tesouraria”, disse Saylor.

As ações da MicroStrategy estão sendo negociadas em mais de 5% durante o horário de pré-mercado. A MicroStrategy (Nasdaq: MSTR) é a maior empresa independente de inteligência de negócios de capital aberto, com uma plataforma líder de análise empresarial.

A MicroStrategy fornece análises modernas em uma plataforma corporativa aberta e abrangente usada por muitas das marcas mais admiradas do mundo na Fortune Global 500. 

Write A Comment