Transações envolvendo Bitcoin podem superar o PIB dos EUA

Transações envolvendo Bitcoin podem superar o PIB dos EUA

De acordo com o levantamento realizado pela revista Bitcoin Magazine, até o final do ano o Bitcoin irá superar o PIB total da maior potência econômica mundial, os EUA. A estimativa foi baseada na atual taxa de transferências utilizando a criptomoeda, que se manterem inalteradas, tal previsão será concretizada.

Atualmente o Bitcoin representa cerca de 70% do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos, um valor que gira em torno de US$ 22 trilhões. Um fator que contribuiu para isso, é que agora em julho o volume total de transações com bitcoin ultrapassaram a casa dos US US$ 15,8 trilhões, de forma inédita.

Ainda, segundo a análise realizada pela Bitcoin Magazine, este volume de transferências já superou, por exemplo, o PIB dos EUA de 2010, que foi de US$ 15 trilhões e de 2011, ano que se obteve um faturamento de US$ 15,5 trilhões.

Se compararmos com o PIB brasileiro, que em 2020 atingiu a casa dos US$ 1,4 trilhões, cerca de R$ 7,4 trilhões de reais, o montante de transações realizadas com o Bitcoin só neste ano de 2021, já é quase 12 vezes maior.

Porque o Bitcoin é tão valioso?

O Bitcoin é visto como uma alternativa a todo o sistema econômico e ao dólar americano como reserva de valor, além de ser um ativo extremamente viável quando se trata de investimentos. O ramo apresenta um ambiente duradouro de juros baixos e a proteção do aumento constante da inflação.

As maiores empresas do mundo, como o Google, Facebook, Twitter, Reddit, já estão envolvidas de alguma forma com criptomoedas, principalmente o Bitcoin. Existem fortes rumores de que a Amazon começará a aceitar moedas digitais como forma de pagamento até o final deste ano, após uma divulgação oficial de uma vaga de líder que desenvolverá a estratégia de criptomoedas e blockchain da empresa.

Segundo a Goldman Sachs, uma das maiores instituições financeiras do planeta, a maior parte das famílias ricas existentes no mundo, já possuem um family office altamente intencionado a investir em criptomoedas. Segundo a pesquisa, 15% das famílias entrevistadas já possuem algum ativo digital como investimento. Tal fato evidencia o valor desses ativos digitais.

Saiba mais sobre criptomoedas

Uma criptomoeda envolve um mercado complexo e diversos fatores. Mas de maneira simplificada, é um tipo de dinheiro como outras unidades monetárias com as quais convivemos cotidianamente, porém com a diferença de ser totalmente digital. Além disso, ela não é emitida por nenhum governo, como é o caso do dólar e do real.

As criptomoedas podem ser usadas com as mesmas finalidades do dinheiro físico em si, sendo as três principais funções:

  • Servir como meio de troca, facilitando as transações comerciais;

  • Reserva de valor, para a preservação do poder de compra no futuro;

  • Como unidade de conta, quando os produtos são precificados e o cálculo econômico é realizado em função dela.

Embora o Bitcoin seja a moeda digital mais famosa, o conceito de criptomoeda é anterior a ele. Segundo o site Bitcoin.org, mantido pela comunidade ligada ao Bitcoin, as criptomoedas foram descritas pela primeira vez em 1998 por Wei Dai, que sugeriu usar a criptografia para controlar a emissão e as transações realizadas com um novo tipo de dinheiro. Isso dispensaria a necessidade de uma autoridade central, como é o caso do BTC.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts