Seguros

Seguros: o que são e porque você deveria tê-los

Ele existe desde a antiguidade, está aí para cobrir situações inesperadas. Protegendo pessoas e empresas nas mais diversas situações. Vamos falar sobre os seguros. Só em 2019 esse mercado movimentou mais de R$ 230 bilhões só no Brasil.

Ainda assim, esse mercado tem potencial para movimentar o dobro desse valor em um ano. Contudo, afinal, o que é seguro? Vale a pena ter um seguro?

Quais os produtos disponíveis no mercado? Visando responder esses e outros questionamentos, falaremos hoje sobre um dos produtos mais ofertados por instituições financeiras, permaneça conosco até o final. 

O que é um seguro?

Recebe o nome de seguro todo contrato pelo qual um beneficiário (segurado) recebe a garantia de ser indenizado em caso de um determinado sinistro. Assim, o segurador recebe um (prêmio) para garantir esse direito do assegurado. 

Em outras palavras: se algum dos riscos contra quais o segurado possui cobertura ocorrer de fato. O seguro é acionado e o segurado recebe uma indenização prevista em contrato. Ou seja, basicamente o seguro é uma proteção. 

Por exemplo, digamos que sua casa tenha sido roubada. Essa é sem dúvidas uma situação que acaba gerando muitos prejuízos. Visando se prevenir de situações como essa. Você proprietário do imóvel pode contar com um seguro que vai indeniza-lo em um determinado valor em caso de situações como essa.

Ao contratar um seguro, é necessário pagar um valor específico também conhecido como prêmio. Esse valor pode ser pago a vista ou mensalmente. Depende da seguradora que oferece o serviço. Somente com o pagamento do prêmio e a garantia de que ele está sendo pago em dia, é que o contrato de fato passa a valer.

Todo seguro contratado tem algumas coberturas específicas previstas em contrato. Nele fica exposto quais riscos são e não são cobertos. Isso significa que para qualquer eventual situação não prevista em contrato, o segurado não receberá nenhum valor.

Veja também: Fluxo de Caixa Pessoal, entenda o que é e como aplicar

História do Seguro

Seguro

O Seguro como dito no início, não é uma instituição moderna. Sua história é bem antiga e esteve presente ao longo de uma parte importante da nossa história. Nesse sentido, a ideia do seguro, esteve sempre presente na imaginação do homem, que buscava formas de mitigar os riscos de algumas situações e diminuir seus prejuízos quando exposto a eles. 

Por exemplo, os cameleiros da antiga Babilônia atravessavam o deserto em caravanas com o objetivo de comercializar seus animais em cidades vizinhas.

Contudo, sabendo das dificuldades e perigos da travessia, como eventuais mortes ou desaparecimentos, eles faziam acordos entre si. Onde cada grupo que perdia um animal, receberia outro em troca. 

Além disso, não apenas os babilônios, mas também os hebreus e fenícios realizavam acordos visando a reposição de seus bens. Faziam isso de forma simples e bastante criativa, tinham em mente a necessidade de proteger seu patrimônio. 

Quais são os tipos de seguros mais comuns 

  • Seguro de vida: voltado para proteção contra morte e invalidez, neste seguro é possível incluir também outros tipos de cobertura que devem ser incluídos no contrato e possam ser estendidos para toda família.
  • Seguro automóvel: garante a proteção do veículo nas mais variadas situações, como furto, roubo, dano ao veículo, acidentes e outras situações previstas em contrato. 
  • Seguro de bens pessoais: esse seguro é válido para eletrônicos, joias, celular e outros bens pessoais, sua cobertura está relacionada a perda, furto ou roubo geralmente. 
  • Seguro viagem: seguro viagem: garante que o segurado, poderá contar com assistência de saúde, reembolso em casa de cancelamentos de voos, roubo dentre outras coberturas previstas no contrato. 
  • Seguro saúde: É um seguro que garante assistência de saúde, os próprios planos de saúde privado, poderiam ser vistos de certa forma, como tipos de seguros saúde.

Veja também: A importância da educação financeira infantil

Dicas ao escolher um Seguro

Tenha em mente quais seguros você precisa ou possui. Não esqueça de comparar os preços dos mesmos serviços em diferentes instituições. Fique bastante atento as questões relacionadas as cobranças do seguro contratado.

É sempre muito importante avaliar se as coberturas previstas em contrato correspondem com as suas necessidades. Nesse sentido é importante priorizar algumas escolhas e abrir mão de outros tipos de coberturas menos necessários.

Outro ponto muito importante, é quanto a questão dos pagamentos, não deixe a mensalidade do seu seguro atrasar. Um eventual atraso, pode deixa-lo sem cobertura e eventualmente significar o cancelamento do contrato.

Além disso, caso esteja em uma situação financeira menos favorável, é importante saber que alguns seguros admitem a redução do valor do capital segurado. Com a consequente redução proporcional do prêmio a se pagar. Para saber mais sobre isso, entre em contato com a sua seguradora e questione sobre essa possibilidade.

Caso vá resgatar seguros de planos do tipo VGBL e PGBL, considere o quanto será deduzido para pagamento de imposto de renda, ainda mais caso você investidor tenha optado pelo regime de tributação regressiva.

Não esqueça também de verificar eventuais taxas que possam estar presentes no plano, como a taxa de carregamento e saída, que também deduzem do valor resgatado.

Conclusão

Conhecemos aqui os tipos de seguros mais populares. Contudo, há uma infinidade de seguros possíveis de serem adquiridos. Nesse sentido, é importante destacar aqui a importância dos seguros.

Você investidor que leva anos para construir seu patrimônio, comprar um bem relativamente caro e importante, não pode correr o risco de deixar todo esse esforço ser jogado fora por situações não previstas. 

Dessa forma, o seguro é uma proteção que traz tranquilidade. Independente de qualquer eventualidade de incêndio a roubos, qualquer tipo de sinistro.

É importante ter essa certeza de que o patrimônio está lá protegido. Em outras palavras, essa proteção funciona como um compartilhamento de riscos, um consórcio capaz de mitigar os riscos de um grupo como todo. 

Por fim é de fundamental importância tomar os devidos cuidados na escolha do seguro ou seguros que se adéquem às suas necessidades. Procurar um especialista e comparar os preços e benefícios para tomar uma decisão acertada que te deixe tranquilo. 

Veja também: Conheça o projeto de educação financeira do BC para o ensino fundamental

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts