Reservas de fundo que já valorizou 18601% se esgotam em 100 segundos na reabertura

Esgotamento das reservas em 100 segundos

O Fundo que ficou bastante conhecido por já ter obtido uma valorização de 18601% reabriu suas captações de reserva durante esta semana, e suas cotas têm passado por uma enorme disputa onde são disponibilizadas.

Trata-se do fundo Verde, que é gerido pelo famoso gestor Luis Stuhlberger. É um fundo multimercado que voltou a fazer sua reabertura que permitiu que novos clientes aplicassem dinheiro nele neste mês de fevereiro.

Porém a fama do fundo acabou causando uma grande disputa por suas cotas, de modo que as reservas acabaram se esgotando em aproximadamente 100 segundos no banco Itaú, onde o fundo foi disponibilizado.

Na última quarta-feira (10), o fundo Verde reabriu suas captações no Itaú por volta das 9h da manhã. Cerca de 100 segundos depois, exatamente no horário das 9h01min41seg, o processo de reserva já havia se encerrado em uma velocidade extraordinária.

Pela rapidez, algumas pessoas chegaram a pensar que talvez tivesse havido algum problema, porém, na verdade a procura foi tão grande que acabou simplesmente se esgotando em pouquíssimo tempo. O Itaú reiterou que o sistema funcionou perfeitamente naquele horário, sem nenhum registro de problema na plataforma.

Veja também: O que são fundos multimercado e quais são os principais tipos? 

Apesar do valor mínimo de R$50 mil para investir no fundo Verde, o Itaú informou que o ticket médio dos investidores em suas aplicações foi de aproximadamente R$130 mil. Através de 9 corretoras e plataformas, a expectativa é que o fundo Verde possa captar cerca de R$4 bilhões até o dia 22 de fevereiro, quando ocorre a liquidação do fundo.

Não só no Itaú essa disputa pelo fundo Verde aconteceu, mas também na XP e também na Vítreo, que foram outras plataformas em que o fundo ficou disponível para captação, mas que também se encerraram no mesmo dia. Mas toda essa disputa pelo fundo Verde não é à toa.

Por que essa disputa pelo fundo Verde?

O gestor responsável pelo fundo é Luis Stuhlberger, muito conhecido por seu sucesso ao gerir fundos como o próprio fundo Verde. Desde que o fundo foi criado, em 1997, a valorização total do fundo foi de aproximadamente 18601% até sua reabertura em fevereiro. 

Esse número já acabou ficando levemente desatualizado, uma vez que com os ganhos deste ano, o fundo já alcançou 18603% de valorização. No mês de janeiro de 2021, a alta foi de 0,68%, garantindo o começo de um ano positivo para o fundo Verde de Luis Stuhlberger.

Para se ter uma ideia do que representa essa valorização do fundo de mais de 18601% desde a sua criação, o CDI do mesmo período trouxe uma valorização aos investimentos de aproximadamente 2224%. Desse modo, quem optou pelo fundo Verde ao invés do CDI, acabou tendo um rendimento até 8 vezes maior.

No ano de 2020, o retorno do fundo foi de 3,94%, superior ao CDI que foi de 2,77% neste mesmo período. Foi por conta de todo esse sucesso, que se justifica tamanha procura pelo fundo Verde e o esgotamento das reservas de uma forma pouco vista na maioria da história dos fundos de investimento.

Veja também: Fundo que já rendeu 18.601% reabre, descubra agora!

Total
8
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts