Preço médio da gasolina passou de R$ 6 em setembro

Preço médio da gasolina passou de R$ 6 em setembro

Para quem pensou que no mês de setembro o preço da gasolina iria apresentar uma leve queda, acabou se enganando. Somente no comparativo do mês de setembro em relação a agosto, o preço do litro da gasolina subiu 2,47%, saltando para um valor médio de R$ 6,309 em todo o país.

Já estamos a um ano e quatro meses com altas consecutivas, onde o valor do combustível acumula uma alta de 57,33% desde maio do ano passado, apenas dois meses após o começo da pandemia, onde o preço médio da gasolina estava em R$ 4,01, de acordo com um levantamento da ValeCard.

Onde a gasolina aumentou mais ou teve leve queda?

Rio Grande do Norte com 5,33% e Piauí com 4,66% são os estados que registraram as maiores altas durante os meses de setembro e agosto. As menores variações aconteceram na Bahia com 0,89% e Ceará com 0,9%. O único estado que registrou queda no período foi o Amapá, onde o combustível caiu 6,78% no período.

No comparativo entre as capitais, o valor médio do combustível foi de R$ 6,264. Rio de Janeiro é o estado que apresentou o preço mais baixo (R$ 6,673) e Teresina (R$ 6,664), que foram as maiores altas apresentadas em setembro. Os menores preços médios encontrados em capitais são Macapá (R$ 5,737) e Curitiba (R$ 5,838).

Etanol não está sendo vantajoso em nenhum estado

O preço médio do etanol no Brasil no mês de setembro foi de R$ 4,713. Mesmo com a sequência de altas da gasolina, o combustível que é derivado do petróleo ainda é o mais vantajoso para circular e abastecer em todo o país.

Alguns fatores foram descontados nessa análise, sendo que para compensar encher o tanque com etanol, o valor do litro precisa ser 70% inferior ao preço da gasolina, considerando as médias em todas as regiões.

Até onde pode chegar o preço do combustível?

A alta da cotação do petróleo acaba afetando diversos países no mundo e em países onde a desvalorização do dólar está elevada, como no Brasil, o consumidor acaba sentindo ainda mais no bolso esses reajustes.

E se em 2020 os combustíveis já encareceram, onde os valores já pareciam ter atingido um patamar muito alto, em 2021 podemos dizer que subiu mais alguns degraus. O problema é ainda maior quando pensamos no Brasil, porque ao contrário dos Estados Unidos e países europeus, aqui o poder de compra é baixo.

Um galão de gasolina no Brasil já chega a custar mais do que nos Estados Unidos. Enquanto nos EUA o galão de gasolina está custando cerca de US$ 3,14, a cotação no Brasil atual é de US$ 4,22.

Os economistas afirmam que o preço médio da gasolina está subindo no mundo todo por conta de uma diminuição na produção de oferta do petróleo. Mas sabemos que com as constantes crises políticas no Brasil, existe um plus para considerar a alta do combustível.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts