gasolina

Preço médio da gasolina nos postos é o mais alto da história

Após o reajuste do preço da gasolina e diesel realizado na última sexta-feira (19) nas refinarias, o preço dos combustíveis nos postos também tiveram aumento, o que já era inevitável. O problema é que com o novo reajuste, o preço médio do diesel e da gasolina atingiram os maiores preços médios já vistos no país.

Segundo dados da Agência Nacional de Petróleo (ANP), o preço médio da gasolina no país hoje é 8% maior do que em fevereiro do ano passado. O patamar dos R$4,92 atingido agora representa o maior já registrado no país desde o início da série histórica dessa marcação.

Vale lembrar que essa comparação com fevereiro do ano passado acaba nos remetendo ao momento anterior ao início da pandemia, o que pode nos dar uma base para os efeitos que a Covid-19 acabou trazendo ao consumidor de combustíveis como gasolina e diesel.

Quando foi decretado a pandemia do coronavírus pelo mundo, o preço do petróleo havia despencado, o que fez também o preço dos combustíveis cair ao menor patamar de muitos anos.

Apesar disso, a queda dos combustíveis não acompanhou também a queda do petróleo, o que nos remete ao fato de que o preço dos combustíveis nas refinarias teve aumento mais acompanhado em relação à alta do dólar do que propriamente o preço do barril de petróleo no exterior.

Veja também: O que fez o preço dos combustíveis subir tanto? Entenda!

O recorde do preço da gasolina havia sido registrado em outubro de 2018, quando essa média do preço nos postos de combustíveis atingiu R$4,72. Mas com o passar dos anos e a situação atual que denota os fatores que vimos anteriormente no câmbio, registrou-se um novo recorde da gasolina ao consumidor.

Na ocasião de 2018 o aumento ocorreu por conta dos problemas de abastecimento dos combustíveis, ocasionada pelo episódio da grande paralisação dos caminhoneiros que se havia na época, em que o país era ainda governado por Michel Temer.

Vale lembrar que a Agência Nacional de Petróleo (ANP) acompanha essa variação no preço dos combustíveis semanalmente, e isso é feito através dos dados coletados em 2 mil postos desde 2004. Importante ressaltar que esses postos estão espalhados por todos os estados brasileiros, o que também pode nos mostrar as diferenças nos preços que se pode haver entre eles.

O preço da gasolina pelos estados brasileiros

Para se ter uma ideia, segundo dados coletados pela ANP até sábado (20), o estado do Acre tinha um preço médio de R$5,53 na gasolina, o maior registrado no país. Tocantins, que vem logo em seguida no ranking, registrou um número 3,61% menor, atingindo preço médio de R$5,33.

Os 5 primeiros colocados em maiores preços médios registrados da gasolina são colocados na tabela a seguir, segundo os dados da ANP:

Preço da gasolina

O estado com menor preço registrado é Amapá, no valor de R$4,24. Em seguida vem São Paulo com R$4,63. O preço máximo encontrado pela coleta de dados da ANP registrou um preço de R$6,01 no Acre.

O maior preço médio da gasolina, no Acre, é cerca de 30,42% maior que o menor preço médio, registrado no Amapá, o que nos mostra a grande diferença do preço do combustível que é vista pelo país.

Veja também: Entenda por que bilionários ficaram US$1,1 trilhão mais ricos na pandemia

Total
4
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts