Nubank alcança US $30 bilhões após investimento liderado por Warren Buffett

Nubank alcança US $30 bilhões após investimento liderado por Warren Buffett

Com participações maciças em bancos como American Express, Bank of America e US Bancorp, o investidor bilionário Warren Buffett é o mais importante financiador de bancos em todo o mundo. Agora Berkshire Hathaway Inc de Warren Buffett, olhou para as terras tupiniquins e concordou em assumir uma participação de US $500 milhões no Nubank, tornando-se o maior acionista da fintech, que vem apresentando um rápido crescimento.

O Nubank é a maior fintech da América Latina, com cerca de 40 milhões de clientes, sendo avaliado em US $30 bilhões, cerca de R$ 152 bilhões. Para que você possa ter uma ideia, a rodada anterior de arrecadação de fundos do Nubank obteve uma avaliação de US $25 bilhões, ou seja, o resultado mostra que houve uma valorização de 20% em dólares em menos de seis meses.

Início da negociação 

A rodada de financiamento completa um longo período de 12 meses para o Nubank, no qual viu um boom de negócios durante a pandemia e levantou mais de US $1 bilhão em financiamento privado. 

Nesse sentido, a negociação com a Berkshire começou em março e a gestora ficou particularmente atraída pelo ritmo de crescimento e pela nova operação de seguros. “O Brasil tinha condições muito únicas e, nos primeiros anos do Nubank, parecia que não ia dar para replicar o crescimento viral que temos aqui em outros países, mas México e Colômbia têm sido excepcionais”, disse David Vélez, fundador e CEO do Nubank.

A empresa sediada em São Paulo também destacou que fundos de outros investidores, incluindo Canada Pension Plan Investment Board, Sands Capital, Advent’s Sunley House Capital, MSA Capital, Absoluto Partners e Verde Asset Management, ajudaram a levantar mais US $ 250 milhões.

Além disso, o banco disse nesta terça-feira, que os fundos que levantou da Berkshire e das demais companhias,  serão usados ​​para contratar mais funcionários, lançar novos produtos/serviços e expandir suas operações no México e na Colômbia.

“Só na América Latina, cerca de 50% da população ainda não tem banco e a penetração do cartão de crédito é em média 21% contra 70% nos Estados Unidos”, disse o bilionário cofundador do Nubank, David Vélez, em um comunicado. “Estamos em um verdadeiro ponto de inflexão para Nubank e estamos honrados em receber um investidor de classe mundial para nos apoiar em nossa jornada.”

Veja também: Nubank compra Easynvest e irá oferecer investimento em Bitcoin; Veja!

Crescimento do Nubank 

Atualmente o banco tem 40 milhões de clientes e, nos primeiros cinco meses do ano, adicionou mais de 45 mil novos clientes por dia à sua base. Além do crescimento de negócios no Brasil, México e Colômbia, o banco também cita no uso de capital a continuidade de atração de talentos globais.

Conforme explica David Vélez, “com apenas 8 anos de mercado, conseguimos democratizar o acesso a serviços financeiros para 40 milhões de pessoas e revolucionar todo o setor na América Latina para torná-lo mais simples, transparente e humano. Hoje estamos entrando em novos territórios, como investimentos e seguros, bem como novas geografias na Colômbia e no México”.

Em suma, tudo o que resta para o Nubank, após adquirir mais capital, é a necessidade de provar aos seus investidores que o negócio pode ser lucrativo, fora de seu modelo de negócios “sem taxas”, mantendo seu crescimento crescente.

Veja também: XP Inc. anuncia associação com Faros, criando nova corretora de investimentos

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts