Missão lunar da SpaceX será financiada com Dogecoin

Missão lunar da SpaceX será financiada com Dogecoin

Não é de hoje que o bilionário Elon Musk vem fomentando o Dogecoin em suas redes sociais, a criptomoeda que foi  inspirada em um meme já valorizou mais de 1300% somente em 2021.

No último domingo (9) Elon Musk, o CEO da SpaceX, empresa estadunidense de sistemas aeroespaciais e de serviços de transporte espacial, anunciou que a empresa lançará no início de 2022 a missão Doge-1, com destino à Lua.

Além disso, a missão DOGE-1 será gerenciada pela Geometric Space Corporation (GSC), que, junto da SpaceX, irá lançar um satélite de 40 km acoplado ao foguete Falcon 9, da SpaceX.

O satélite estará equipado com câmeras e sensores, além de sistemas computacionais e de comunicação integrados para que, assim, consiga adquirir inteligência lunar e espacial. No entanto, a notícia mais inusitada não veio em realização da missão, mas como ela será financiada.

O satélite será totalmente pago com a criptomoeda Dogecoin, no qual a moeda digital será usada pela primeira vez na história para financiar uma missão espacial. Entretanto, não foi revelado a quantidade de Dogecoin envolvida na transação com a SpaceX.

Veja também: Com apenas 27 anos, criador do Ethereum entra no grupo dos bilionários

Comunicado oficial 

A informação veio através de uma publicação no Twitter de Elon Musk, acompanhada de uma música sobre a criptomoeda inspirada em um meme. Entretanto, apesar do tom humor, o lançamento da missão lunar é algo de extrema seriedade e possui o objetivo de ajudar a popularizar a criptomoeda.

Em um comunicado, Samuel Reid, diretor executivo da GEC, explica que o acordo fechado para a missão solidifica a Dogecoin como uma moeda para negócios lunares no setor espacial.

Para Tom Ochinero, vice-presidente de vendas comerciais na SpaceX, destacou como a missão demonstrará a aplicação das criptomoedas para além da órbita da Terra, além de criar uma base para o comércio interplanetário: “estamos empolgados para levar a DOGE-1 para a Lua!”, finalizou.

Conforme o comunicado, a missão lunar promete ser um pequeno passo para a Dogecoin, fazendo com que a transação firme o ativo digital como uma moeda rápida, confiável e segura para realizar operações que ficam além do que os bancos tradicionais atendem, além de ser sofisticada o suficiente para financiar completamente uma missão lunar.

Dogecoin literalmente para lua

O anúncio da missão lunar financiada com Dogecoin foi realizado um dia após a participação de Elon Musk no SNL, programa humorístico da TV americana, que satirizou a criptomoeda e gerou uma grande queda no valor do ativo, perdendo cerca de 30% de seu valor durante a noite de sábado (8).

Com isso, o comunicado e as menções sobre a menção Lunar financiada pelo Dogecoin, criam uma solidificação para a criptomoeda para os demais negócios que possam surgir e utilizem o ativo digital, de modo a combater sua instabilidade.

Em suma, embora a nova missão espacial pareça empolgante, ainda nos restam muitas outras dúvidas se ela será eficaz ou não. Somente o tempo nos dirá se o Dogecoin,  criado a partir de um meme realmente terá alguma utilidade além da estipulação ou se Elon Musk acabou por levar a piada longe demais.

Veja também: Com apenas 27 anos, criador do Ethereum entra no grupo dos bilionários

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts