Camila Russar

Escrito por

Author

Designer, marketeira de produto e apaixonada por escrever textos sobre tecnologia e startups.

No mês passado, descobrimos que os 5 melhores bancos do país são bancos digitais. No dia 8 de junho, a Forbes divulgou sua lista anual das melhores instituições financeiras do mundo. A lista é feita utilizando dados de satisfação dos clientes e em parceria com a Statista. Depois de ouvirem 40 mil pessoas em 23 países, classificam as instituições com critérios como confiança, atendimento, consultoria, serviços digitais e satisfação dos clientes. 

No Brasil, a lista composta por 10 instituições, conta com bancos digitais no seu top 5, deixando para trás instituições como Itaú, Caixa e Bradesco. Apesar de nem todas as cinco primeiras terem nascido como bancos digitais, hoje dividem uma fatia deste mercado.

Os bancos digitais no Brasil

Neste texto, vamos contar um pouco mais sobre cada uma dessas instituições e os serviços que fornecem para os clientes finais. 

TOP 1 – Nubank

David Vélez, mudou-se para o Brasil em 2012. Ao chegar, não conseguiu abrir uma conta bancária por causa das burocracias envolvidas por ser um estrangeiro. Com esse problema nas mãos, se uniu à Cristina Junqueira e Edward Wible para fundar uma startup que não cobrasse nenhum tipo de taxa por serviços bancários e também não tivesse burocracias que impedissem pessoas de abrirem contas. 

Em 2013, eles lançaram seu primeiro produto, o cartão de crédito e o aplicativo. Eles foram um dos primeiros bancos no Brasil a fornecer um cartão de crédito internacional, sem nenhuma taxa, com auto-controle de limite (dentro do limite que eles fornecem) e com notificações em tempo real de todos os gastos feitos. 

Ao longo dos anos, desenvolveram outras soluções como a NuConta, o Rewards e a conta PJ. Hoje, o Nubank tem mais de 25 milhões de usuários na América Latina e 2400 colaboradores. 

Contei mais sobre a história do Nubank na nossa série de textos sobre as empresas unicórnios:

TOP 2 – Banco Inter

O Banco Inter é o segundo melhor na lista dos bancos digitais. Fundado em 1994 como Intermedium, a instituição fomentava crédito imobiliário e consignado. Em 2008, com liberação do banco central, se tornou Banco Intermedium e passou a atuar como um banco múltiplo. Em 2014, acompanhando o movimento digital do mundo, pivotou sua atuação, se tornando Banco Inter e criando uma das primeiras contas digitais do país. 

Todas as funções da conta digital do Banco Inter são gratuitas, inclusive a sua plataforma de investimentos, PAI. A conta garante que depósitos, transferências, pagamento de boletos e saques no Banco 24 Horas sejam feitos sem nenhuma taxa. 

Um outro grande atrativo do Inter é sua solução para PJs. Também oferece os mesmos benefícios que a PF tem, sem taxas e funções de folha de pagamento e boletos, além de oferecer serviços como maquininhas de pagamentos. Hoje, o banco tem sede em Belo Horizonte e tem mais de 1500 funcionários. Em 2019, foi eleita a 28ª fintech mais inovadora do mundo. 

TOP 3 – Neon

O Neon é um dos bancos digitais mais novos do Brasil e o bebê da nossa lista de TOP 5 melhores bancos do país. Fundado em 2016, em uma joint venture entre a startup de cartões pré-pagos Controly e o Banco Pottencial. 

O Neon passou por uma liquidação pelo Banco Central em 2018 e voltou ao mercado em parceria com o Banco Votorantim, que passou a ter a custódia de todas as contas da instituição.

A empresa tem sua sede em São Paulo e conta com 200 colaboradores. Sua conta digital também é totalmente gratuita, possui cartão de crédito e serviço de empréstimos. O Neon foi o primeiro dos bancos digitais a oferecer transferências bancárias via Siri, por comando de voz.

TOP 4 – PagBank

A PagBank é a conta digital do PagSeguro. Desde 2006, o PagSeguro vem desenvolvendo produtos focados tanto para o público B2B (empresas, business-to-business) quanto B2C (consumidores, business-to-consumer). Em 2019, decidiu entrar na corrida dos bancos digitais e criou sua conta digital, a PagBank. 

Com a criação desse serviço, além de uma forma de pagamento online, a empresa se torna um banco digital com todos os serviços que um tradicional possui. Empréstimos, transferências, cartões de crédito internacionais, investimentos, todos os produtos financeiros para atrair os clientes finais. 

No mesmo ano de sua criação, o PagBank atingiu a marca de 1,4 milhões de usuários. 

Também contamos a história do Pagseguro em nossa série de unicórnios:

TOP 5 – Next

Em junho de 2017, o Bradesco lançou o Banco Next, focado 100% na experiência digital do público jovem. Dois anos depois, passou a oferecer os serviços que os outros bancos digitais que vimos aqui oferecem, transferências gratuitas, cartão de crédito, depósitos. 

No final do ano passado, anunciaram que para dar mais independência ao banco, iriam separar os dois bancos em março deste ano. Não sabemos se devido a pandemia os planos foram adiados, mas ainda não ouvimos sobre a concretização dessa separação. 

O Next fechou o ano passado com 1,8 milhão de clientes e, em janeiro de 2020, completou a marca de 2 milhões de clientes. 

Todo mundo quer fazer parte do grupo dos bancos digitais

Não é de hoje que os bancos digitais estão bombando no Brasil. Falamos disso com certa frequência aqui no Investificar. 

Para finalizar gostaria de destacar dois conteúdos que fazem muito sentido para você interessado neste assunto. O grande movimento das empresas que “querem ser o novo WeChat”. A corrida pelo superapp e, mais importante, por oferecer serviços financeiros engrossa constantemente a lista de empresas entrando na briga.

Leia: A corrida para se tornar o WeChat do ocidente

Também colocamos lado a lado por taxas e funcionalidades os principais bancos digitais do Brasil. Como escolher? Quais as diferenças? Leitura obrigatória:

Quais são os melhores bancos digitais no Brasil?

Write A Comment