14 de outubro, 2019

|

por: Lucas Bassotto

|

Categorias: Investimentos, Notícias

Itaú projeta Selic de 4,0% para 2020. O que isso muda para você?

A equipe de macroeconomia do Itaú, liderada pelo economista Mario Mesquita, passou a trabalhar com a Selic de 4,5% no fim de 2019 e de 4% em 2020. Contra estimativas anteriores de 5% para a taxa de juros básica da economia.

Uma Selic em alta retrata uma tentativa do Banco Central de diminuir a atividade da economia para conter a inflação. Por outro lado, uma Selic baixa retrata um cenário propício para a melhora do desempenho da economia.

Por que isso não é surpreendente?

O Brasil não consegue ter um crescimento significativo mesmo com os seguidos cortes na Selic (ela caiu de 6,5% para 5,5% em menos de 1 ano). Contudo, a nossa economia já esboça recuperação, que poderia ser potencializada com a queda dos juros.

Também é importante lembrar que a nossa economia apresentou inflação negativa no último mês. Quando olhamos para forma, é possível ver juros negativos na Europa e desaceleração do crescimento na economia mundial. Recentemente o FED (Banco Central dos EUA) cortou juros, o que sinaliza o atual caminho dos juros ao redor do mundo.

Isso cria um cenário favorável para cortar ainda mais a Selic. Vale lembrar que já estamos nos menores patamares de juros em nossa história. Ou seja, estamos vivendo um cenário completamente novo no Brasil.

Por que isso importa para você?

Você investe em renda fixa? Agora será preciso utilizar a criatividade ou buscar investimentos mais arrojados. A tendência é o crescimento do apetite pelo risco, seja através do empreendedorismo (geração de empregos), ou através do investimento na bolsa de valores (fundos, ações, derivativos ou moeda estrangeira).

relatório itau

O ponto negativo é que vai ficar mais caro fazer compras em Miami ou visitar a Disney no ano que vem. O relatório do Itaú está projetando dólar comercial para US$ 4,25 no final de 2020, o turismo deve ficar acima disso.

A valorização do dólar pode ser reflexo da diminuição da Selic. Os títulos de dívida do governo brasileiro são pagos com base nessa taxa (os pós-fixados). Talvez nosso risco-país não compense o retorno de 4% ao ano para o estrangeiro. Logo, ele procura países que tenham uma relação risco x retorno melhor, ou vai para países mais seguros (acho mais provável o primeiro caso).

O relatório também projetou uma desaceleração da economia global para 2020. Por outro lado, o Itaú está otimista com a América do Sul: Argentina, Chile, Colômbia, Peru e Brasil terão um crescimento maior ao final do ano que vem.

O Itaú está otimista com a queda da Selic, vamos ver se nossa economia consegue responder.

Leituras sugeridas:

Como usar a Escola Austríaca para investir

Como fazer diversificação de investimentos

Como investir na bolsa de valores de forma simples?

Fonte: Seu Dinheiro