Vamos-JSL

IPO de VAMO3: Chegou a hora de investir?

Em meio ao vai e vem do mercado por conta da Covid 19, a IPO do Grupo Vamos (VAMO3) é uma das mais esperadas do ano de 2021. Mas afinal, será que a empresa vale a espera? Vamos descobrir!

Leia também: O que é e como funciona um IPO?

VAMO3

A origem da Vamos é a companhia de serviços integrados de logística JSL, sendo a maior do Brasil no setor, com diversificação de serviços, tais como Transporte Rodoviário de Cargas, Logística Dedicada de Cargas Rodoviárias, Logística de Commodities, Serviços de Armazenagem, Distribuição Urbana, Logística Interna e Fretamento.

O Grupo Vamos é líder em locação de caminhões, máquinas e equipamentos no Brasil, no qual opera nesse segmento há mais de 20 anos, com um posicionamento único, através da maior rede de concessionárias de caminhões Volkswagen/MAN do Brasil, além de concessionárias DAF, concessionárias VALTRA e uma rede de lojas de venda de veículos pesados seminovos.

Atuando desta forma, a Vamos possui total controle de todo o ciclo do negócio, o que permite alcançar crescimento com rentabilidade.

Pé na estrada 

O grupo Vamos foi constituído com o objetivo de consolidar todas as atividades de locação de longo prazo de caminhões, máquinas e equipamentos, sem operador, com ou sem manutenção. 

Com mais de 13 mil ativos locados, sendo 11 mil desses ativos são caminhões, ônibus e utilitários, com 39 lojas, sendo 10 de seminovos, 14 da rede de concessionárias de caminhões e ônibus da VW/Man, 14 de máquinas e equipamentos agrícolas Valtra e 1 de máquinas Komatsu, Vamos é, de longe, a maior locadora de caminhões do Brasil.

Locação Fonte vamo3Fonte: Grupo Vamos

Para que possamos ter uma ideia, ao consideramos o anuário da Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (ABLA), a frota em locação de caminhões no Brasil totalizou 10.994 veículos ao final de 2019 (dado mais recente consolidado do setor). 

IPO: Engatando a 3º marcha

Sabemos que muitas empresas desistiram de seus IPOs em 2020, Vamos (VAMO3) foi uma delas. A decisão saiu da controladora JSL, após os bancos coordenadores analisarem que não haveria demanda suficiente para o preço que a locadora pedia. 

Contudo, no dia 18 de janeiro de 2021, a empresa soltou um fato relevante dizendo que foi aprovado seu IPO, com realização de uma oferta inicialmente restrita, em outras palavras, esta oferta não será aberta ao público geral, apenas aos investidores institucionais, excluindo os acionistas da Simpar, holding dona da Vamos.

Tamanho é documento 

Ao analisarmos os números recentes divulgados pela companhia, percebemos que a empresa consegue entregar ótimos resultados, demostrando a viabilidade do seu negócio e sua resiliência.  Ao mesmo tempo que sofria com os impactos  da pandemia,  que afetaram principalmente as concessionárias de caminhões, que tiveram restrições de abertura de showroom de vendas nas lojas. 

Através da solidez do negócio e boa gestão, podemos perceber nos seus resultados que a empresa possui uma rentabilidade crescente e um forte crescimento ao longo dos seus anos. 

ROE - vamo3ROE de Vamos de 2017 a 3T20 
Fonte: Grupo Vamos
Ebitda de Vamos de 2017 a 3T20 - vamo3Ebitda de Vamos de 2017 a 3T20 
Fonte: Grupo Vamos (VAMO3)

Ao que tudo indica, alugar caminhões é um negócio tão bom quanto alugar carros. Mas há uma explicação plausível, o modelo de estrutura modal brasileira oferece vantagens à companhia. É importante lembrar que o Brasil é altamente dependente do transporte rodoviário, tendo em vista que mais da metade de tudo que circula no país é por meio de caminhões.

Além disso, podemos dizer que ainda há muito “mato alto” no mercado de locação de caminhões, máquinas e equipamentos, que representam apenas 0,8% do mercado, o que contribui para o crescimento dessa penetração e oferece uma enorme oportunidade para a IPO de Vamos.

Revisando o motor 

Se engana quem pensa que a IPO de Vamos trata-se apenas aluguel de caminhões. A empresa atua na de locação de caminhões, máquinas e equipamentos, além da rede de concessionárias de veículos pesados e  uma rede de lojas de seminovos.

Grupo VamosFonte: Grupo Vamos (VAMO3)

Locação de veículos

As locações de caminhões, máquinas e equipamentos são a chave para o sucesso da companhia, sendo responsável por 90% do Ebitda da Vamos em 2020. Sua linha de negócio possui frotas com modelos diversificados e que apresentam grande poder de escala, garantindo condições e preços diferenciados perante os seus fornecedores. 

Este modelo de negócio possui baixo risco de execução, tendo em vista que grande parte dos contratos de locação são de longo prazo, média de 5 anos, permitindo certa previsibilidade no fluxo de caixa. 

Seminovos

Apesar de representar pouco do seu Ebitda, a venda de seminovos é parte fundamental do modelo de negócio da companhia.  Através dele é possível fazer a reciclagem da frota de caminhões da companhia, maximizando o seu retorno. 

Segundo dados da Anfavea, a venda média de caminhões novos nos últimos anos foi pouco superior a 100 mil por ano, enquanto a venda de caminhões seminovos foi mais de três vezes maior, com uma média anual de 343 mil caminhões vendidos.

Concessionárias 

A Vamos tem a maior rede de concessionárias das marcas VW/MAN de caminhões e ônibus, sendo líder em market share em vendas da marca no Brasil, o que é representativo, já que a VW/MAN é a líder de mercado em caminhões, com 26,5% do total.

A empresa atua no mercado com 29 lojas de venda de caminhões e ônibus, vendendo caminhões novos e seminovos, além de peças, acessórios e serviços de manutenção.  

Além disso, a companhia atua na venda de máquinas e equipamentos agrícolas da marca Valtra, bem como assistência técnica autorizada, com venda de peças, acessórios e mecânica.

O segmento obteve crescimento na receita líquida em +128,3% a/a. 

Fonte: Grupo VamosRECEITA LÍQUIDA de Vamos de 2017 a 3T20 
Fonte: Grupo Vamos (VAMO3)

Dessa forma, controlando toda a cadeia, Vamos consegue comprar, vender, locar e realizar toda a manutenção de todos os seus ativos, fazendo com que reduza custos e aumente sua  eficiência operacional, na qual podemos medir através da margem EBITDA.

margem EBITDA vamo3DRE – Margem Ebitda
Fonte: Grupo Vamos (VAMO3)

Nesse sentido, podemos perceber que é bastante elevada, chegando a atingir os 40%, refletindo uma realidade competitiva muito pequena e com alto poder de escala no seu negócio.

Leia também: Os melhores aplicativos para acompanhar investimentos

Modo turbo 

Vamos tem muito a ganhar com seu IPO,  reduzindo seu custo de capital e o preço pago pelos caminhões. Isso porque quanto menor o custo de capital, ou seja, empréstimos, maior é sua vantagem competitiva.

Ao observamos seu endividamento podemos perceber que, apesar do crescimento, há ganhos de produtividade, margens e lucro líquido.

endividamento vamo3Endividamento
Fonte: Grupo Vamos (VAMO3)

Além disso, todo o endividamento de Vamos está no longo prazo, tendo em vista que seus contratos são de em média 5 anos. Sugerindo que em momento de stress, a companhia teria tempo suficiente para vender parte de sua frota, com objetivo de amortizar sua dívida.

endividamento Vamo3Cronograma de amortização da dívida
Fonte: Grupo Vamos (VAMO3)

Riscos do IPO

É impossível investir na bolsa de valores sem correr riscos. Para Vamos seu principal risco são os caminhões autônomos, que dispensam motoristas para se deslocar. 

Além disso, para as locadoras, existem riscos fiscais, com a possibilidade de retirada do benefício de ICMS na compra de veículos, o que reduzirá drasticamente a competitividade com as fabricantes. 

Acima de tudo, é importante estar atento também aos possíveis conflitos de interesse com o acionista controlador, a JSL, onde certas decisões podem ser conflitantes com o interesse da controlada. 

Conclusão 

Atualmente, o setor de logística passa por um movimento de consolidação e formalização que deverá impulsionar o crescimento de empresas mais sólidas e bem administradas.

Em suma, Vamos (VAMO3) apresenta números bastante positivos, e a empresa vem demonstrando lucratividade crescente, dívida sob controle e sem competição, comprovando também sua eficiência operacional. 

Por fim, creio que com a  chegada de seu IPO a empresa está pronta para continuar crescendo, usufruindo da alavancagem operacional proporcionada pela maior escala e, consequentemente, buscando retornos cada vez melhores.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts