40% dos investidores institucionais podem aumentar posições em criptoativos

40% dos investidores institucionais podem aumentar posições em criptoativos

Uma nova pesquisa foi feita recentemente com gestores de fortunas e investidores institucionais revelou que cerca de 40% dos investidores institucionais devem aumentar de forma drástica suas participações em criptoativos.

A pesquisa em referência foi produzida pela Nickel Digital Asset Management, que tem a sua sede em Londres e revelou que 82% dos 100 investidores que foram entrevistados (investidores institucionais e gestores) esperam aumentar as suas posições em ativos digitais nos próximos 2 anos.

Saiba mais sobre a pesquisa

A pesquisa foi feita através da Internet durante os meses de maio e junho e entrevistou gestores de fundos nos países mais desenvolvidos do mundo: França, Emirados Árabes Unidos, Alemanha e Estados Unidos. Estes países por serem mais desenvolvidos, mesmo com populações menores do que a China, representam alto volume de negociações de criptomoedas.

Quatro em cada dez dos entrevistados afirmaram que pretendem aumentar “drasticamente as suas participações” em ativos digitais, sendo que apenas 7% revelaram ter intenção de reduzir as suas participações e 1% estaria planejando vender todas as suas participações.

A Nickel revelou que os gestores de fundos de grandes fortunas e com patrimônios em criptomoedas, no entanto, ainda não estão abertos a altas oscilações em seu patrimônio, algo que é muito comum é possível quando falamos de criptomoedas. Inclusive muitos destes investidores apenas estão fazendo testes para entender como funciona o mercado.

Motivo dos investimentos em criptomoedas por parte dos grandes investidores institucionais

A pesquisa revelou que os principais motivos para investimentos institucionais em criptomoedas está na possibilidade do crescimento do capital a longo prazo, sendo confirmado por 58% dos entrevistados. Mesmo com a queda massiva que o mercado enfrentou, o Bitcoin subiu 18% apenas este ano e a ETH mais de 200%.

Quase 40% dos entrevistados afirmaram que já têm alguma exposição a estes ativos digitais, sem revelarem diretamente se apenas ao Bitcoin ou também com outras altcoins. Um dos exemplos mais notórios neste ano, foi o investimento da gigante MicroStrategy em Bitcoin, alocando o ativo como reserva imediata no caixa da empresa.

CEO da Nickel afirma que os investidores em criptomoedas estão bastante confiantes

Anatoly Crachilov é o CEO da Nickel e mais recentemente fez um comentário sobre a confiança que os investidores estão depositando nesta classe de ativos digitais: “Nossa análise no ínicio de junho deste ano revelou que 19 empresas listadas e com uma alta capitalização de mercado tinham cerca de US$ 6,5 bilhões em Bitcoin”, afirmou.

As pesquisas sobre investimentos em cripto ativos não para por aí. De acordo com os estudos da Mastercard em maio do último ano, quatro de cada 10 pessoas entrevistadas afirmaram que pretendem começar a utilizar pagamentos com criptomoedas.

É muito importante entender sobre o que representa o aporte destes investidores institucionais em criptomoedas, afinal são eles que ditam o preço final do Bitcoin e outras altcoins ao final das contas. Normalmente quando um Michael Saylor faz um grande aporte em BTC, o preço do ativo tende a se valorizar ao longo do dia.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts