O CEO da Pershing Square Capital Management, Bill Ackman, conseguiu ter um lucro de bilhões de dólares enquanto os temores de coronavírus traziam grandes perdas para o mercado de ações mundial.

Ackman, dono do fundo de hedge (proteção), transformou uma posição de US$ 27 milhões em US$ 2,6 bilhões por meio de apostas defensivas, que consistem em seguros de carteira e de crédito, disse em uma carta enviada na quarta-feira aos investidores de seus fundos.

O lucro compensou as perdas em outras partes da carteira de ações da empresa e ajudou o fundo público de Ackman a obter um ganho de 7,9% em março até o fechamento de terça-feira (17/03), informou o The Wall Street Journal. O S&P 500, um dos principais índices de ações dos EUA, caiu 17% no mesmo período.

A Pershing Square usou a proteção de crédito em índices de títulos com grau de investimento e alto rendimento para obter grandes lucros. Os ativos aumentam em valor à medida que aumentam as chances de inadimplência corporativa. Conforme as medidas para combater o surto de vírus afetavam negativamente a atividade econômica, os ratings das empresas caíram e os investidores temeram o pior.

O fundo de hedge começou a vender suas apostas protetoras na semana passada, depois que uma ação sem precedentes do Federal Reserve e do Departamento do Tesouro mudou o sentimento em relação à saúde do crédito corporativo.

Ackman saiu totalmente da posição na segunda-feira, no mesmo dia em que o banco central dos EUA anunciou que começaria a comprar títulos corporativos para sustentar o mercado prejudicado.

Desde então, Ackman usou os lucros para reforçar os investimentos da Pershing Square em Berkshire Hathaway, Hilton, Lowe, Restaurant Brands International e Agilent. O fundo também restabeleceu uma participação na Starbucks após vender sua posição em janeiro.

O fundador do fundo usou o Twitter e uma aparição na CNBC na semana passada para prever que o surto de coronavírus causaria turbulência econômica se os EUA não instituíssem um lockdown de 30 dias.

Ackman pediu aos CEOs de suas empresas de portfólio que tomem precauções para o “inferno que está chegando” e disse que um pedido nacional de estadia em casa é “a única resposta” para salvar a economia. Os mercados caíram ainda mais durante a sessão de 18 de março, durante a entrevista da CNBC por Ackman.

Depois que os comentaristas o acusaram de espalhar o pânico e intencionalmente levar os mercados para mais baixas, o investidor disse que estava “confiante de que o presidente fará a coisa certa”.

Ackman disse em sua carta de quarta-feira (18/03) que ainda acredita que uma quarentena de um mês é necessária e que os EUA “podem ser reabertos com cuidado, como a China tem feito com sucesso”, quando o bloqueio terminar.

Traduzido de Business Insider.

Write A Comment