Hashdex atinge a marca de US$ 1 bilhão de ativos em custódia

Hashdex atinge a marca de US$ 1 bilhão de ativos em custódia

A Hashdex maior gestora de fundos de criptomoedas da América Latina, alcançou a importante marca de US$ 1 bilhão em sua gestão de ativos. Como resultado disso, esse feito virou notícia até fora do Brasil, tendo sido tema eletrônico da Nasdaq.

A Bolsa também citou que chegou a marca de 250 mil cotistas e que investem nos produtos da gestora. Após esse fato, a gestora se consolida para ser a maior do segmento em toda a América Latina, com os planos também de se destacar em mercados mais ricos.

A gestora está se consolidando e já detém a marca de ser a maior gestora de ativos da América Latina. A Hashdex chegou a marca de 10 produtos em seu portfólio, sendo que são sete fundos de investimento e um fundo de previdência, além de mais 3 ETFs.

CEO da Hashdex se mostra confiante para o futuro

O CEO da Hashdex, Marcelo Sampaio, mostrou que está confiante com a confiança depositada nos produtos da empresa, mostrando que todos os clientes são importantes e valiosos para chegar a essa marca.

Marcelo aponta que a Hashdex já está pronta para chegar em novos mercados, garantindo com que toda pessoa tenha acesso simples ao mercado de criptomoedas, com suporte e sem medo de passar por “perrengues.

Destaque no Brasil e uma possível expansão para os Estados Unidos

O grande destaque da companhia em 2021 foram os ETFs de criptomoedas. A Hashdex se tornou conhecida por ter lançado o primeiro ETF de criptomoedas do mundo, na Bermuda Stock Exchange e um pouco depois começou as suas atividades na B3.

No Brasil, o primeiro lançamento da Hashdex veio com o símbolo HASH11. Esse fundo é atrelado ao índice Nasdaq Crypto, que é um índice formado pelas principais criptomoedas. A gestora brasileira opera em conjunto com a Nasdaq.

O HASH11 já acumula R$ 2,7 bilhões de ativos em gestão, o que representa a maior quantidade de fundos da gestora hoje. O HASH11 já é o segundo fundo mais negociado na Bolsa brasileira, contando com 125 mil investidores.

Empresa seguiu inovando mesmo com sucesso de HASH11

Nos últimos meses, a empresa lançou o BITH11, que é um ETF 100% de Bitcoin e o ETHE11, que é um fundo de índice para investir apenas em Ethereum. Ambos já estão listados na B3 e assim superou a cifra de R$ 100 milhões sob gestão.

Uma outra conquista importante da gestora foi o anúncio de que estará expandindo o seu mercado para os Estados Unidos. A Hashdex já teria firmado uma parceria com a Victory Capital, que é uma tradicional gestora e tem em seu portfólio a bagatela de US$ 150 bilhões.

Por fim, a Hashdex recebeu um investimento de R$ 135 milhões, com uma rodada liderada pelo Valor Capital Group, em conjunto com o Softbank e Coinbase Ventures. Esse aporte ajudou a empresa a fortalecer a sua marca no Brasil, lançando novos produtos e iniciando os seus planos para uma profunda expansão internacional.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts