Gestor de investimentos: Entenda a sua importância e como ele atua

Gestor de investimentos: Entenda a sua importância e como ele atua

O mercado de investimentos vêm crescendo muito nos últimos anos no Brasil. A necessidade e demanda de um gestor nesse mercado surgiu após maior entendimento do brasileiro da necessidade de ter tempo e conhecimento para saber lidar com seus investimentos, o que muitos não têm.

O gerenciamento de uma empresa pode ser feito por um profissional com formação em diversas áreas. Nas finanças, o gerenciamento de capital necessita de algumas certificações específicas.

O que é um Gestor de Investimentos?

Um gestor sempre tem a função principal de administrar e tomar decisões. Na área financeira, ou seja, o gestor de investimento, é o profissional com o objetivo de gerenciar o patrimônio de pessoas, uma empresa ou fundo de várias empresas geridas. A ideia é sempre se obter resultados positivos, como a valorização do patrimônio.

Para obter uma valorização do patrimônio na empresa ou negócio gerido, é de suma importância ser um tomador de decisões assertivas. Nem sempre o investidor vai dar o aval direto para se fazer algum investimento já que escolher os ativos é justamente o papel do gestor.

No entanto, o cliente pode direcionar seus recursos para um determinado gestor ou fundo específico que tenha setores ou tipos de investimento que sejam do seu interesse e perfil próprio.

Qual a função principal de um gestor?

O gestor de investimentos é responsável por fazer a análise do retorno financeiro de uma empresa, além de buscar quais são as melhores soluções oferecidas no mercado. Entre os investimentos mais comuns que este profissional irá tomar, se tem, por exemplo, ações, imóveis, renda fixa e fundos de investimento.

Como gestor, a sua função será de determinar quando e quanto investir em ações ou um fundo, sempre depois de se fazer uma análise. As análises geralmente são feitas em conjunto com outros profissionais da área econômica que tenham experiência no mercado, onde caberá identificar onde estão as melhores oportunidades do momento.

A atuação do gestor também irá depender do perfil de seus clientes. Nesse caso, se o gestor ou fundo que ele gere tem o perfil de ativos de maior risco, ele terá em sua base os clientes mais arrojados e que estão dispostos a investir mais para lucrar potencialmente mais.

No caso de investimentos de renda fixa, por exemplo, se tem os mais conservadores, que estão dispostos a ter investimentos diversificados, mas que proporcionem maior segurança naquilo que estão investindo. O gestor, dependendo de onde ele atua, pode ter maior liberdade de escolha ou ainda estar atrelado a algumas regras mais específicas.

Existem dois modelos que todo gestor deve conhecer, mesmo que não seja favorável a algum destes modelos: a gestão passiva onde o principal objetivo é rentabilizar um determinado índice. Existe também uma gestão ativa, que é geralmente mais favorável ao trabalho, lhe dando autonomia.

O mercado financeiro depende muito de bons gestores, já que os grandes donos de capital buscam profissionais de investimentos com liderança, posicionamento e o mais importante de tudo, competência para fazer dinheiro com a gestão de ativos.

O que é preciso para se tornar um gestor de investimentos?

Todo gestor de investimentos deve estar disposto a estar constantemente informado a respeito do mercado financeiro, além dos acontecimentos que tangem a política e economia do país e do próprio cenário internacional. Os ganhos de um gestor estão diretamente relacionados com os ganhos do cliente, havendo um alinhamento de interesses

De qualquer modo, um gestor precisa estar sempre se renovando e reinventando, tendo a necessidade de nunca parar de estudar. Após terminar a sua graduação, que ao contrário do que muitos pensam não precisar sem necessariamente economia, é preciso conquistar um espaço no mercado de trabalho.

Com o avanço das ferramentas digitais, provavelmente ficou mais simples acompanhar o mercado de maneira mais rápida e prática. No entanto, as mudanças no processo de digitalização também influenciaram na forma de se investir.

Para ser um gestor de investimentos, é preciso uma autorização da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para exercer a sua posição dentro do mercado financeiro. Segundo a CVM, o gestor pode ser tanto uma pessoa física como jurídica e precisa ser habilitado pela Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais).

Salário médio dessa área no Brasil

O mercado financeiro atrai cada vez mais pessoas para esta área de gestão de investimentos. E como dito, nem todos começaram trabalhando como economistas ou algo do tipo. Alguns chegam do direito, jornalismo e até mesmo medicina. Com melhores oportunidades e um “networking” favorável, fica ainda mais promissor se trabalhar no mercado financeiro.

E outro fator que leva muitos jovens a apostarem no mercado financeiro como profissão, são os altos salários que são potencialmente oferecidos, mesmo em um país que não têm remunerações tão altas como o Brasil.

Os salários médios de um gestor financeiro no Brasil chegam até cerca de R$ 15 mil. Em cargos superiores e em grandes centros como São Paulo e Rio de Janeiro, se paga até R$ 35 mil mensais. É uma remuneração que se mostra superior à de muitos médicos, dentistas e engenheiros. Não é em todas as áreas que se recebe salários tão altos assim.

Hábitos da rotina de trabalho de um gestor de investimentos

Não pense que por estar na gestão de um setor importante, o gestor não terá um árduo trabalho. Durante o seu expediente de trabalho, terá de se acostumar em buscar informações na Internet e com outros analistas. Isso é feito de forma constante para que aos poucos se possa destacar na frente dos concorrentes dentro do mercado financeiro.

Digamos que você é um gestor que trabalha com um fundo de ações, por exemplo. Normalmente terá que superar algum dos índices da Bovespa para se considerar um bom gestor. Outros gestores de investimento da Bolsa, preferem os investimentos em ETF.

Conclusão

O mais importante que se deve saber, é que para trabalhar como gestor no mercado, este deverá se mostrar um profissional decidido e com uma certa experiência. O seu currículo deve mostrar a sua capacidade de estratégia, se mostrar coerente e assertivo, além de replicar os seus sucessos passados nos seus próximos passos, com certa recorrência de sucesso.

A escolha do gestor também é um passo importante para o cliente, visto que a confiança do mesmo em investir no fundo de investimento também poderá estar ligada a segurança que é vista no cliente em relação ao profissional responsável pela gestão.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts