Executivo da VISA ve que criptomoedas se tornaram uma nova cultura

Executivo da VISA ve que criptomoedas se tornaram uma nova cultura

Cuy Sheffield, que é responsável pelo setor de desenvolvimento de criptomoedas da VISA, entende que o setor de NFTs está causando uma revolução digital em todo o mundo. Os tokens não fungíveis já são responsáveis pelo acolhimento de pessoas que estão interessadas em outras áreas, não apenas financeiras, como o esporte.

Já podemos ver uso de casos em que foram usadas criptomoedas e tokens em diversos setores de indústria, como os que estão ligados a arte e aos poucos estamos vendo as novas tecnologias chegando a ambiente ainda não digitais, como principalmente as equipes de futebol que estão criando os seus próprios tokens em NFT.

Criptomoedas é uma cultura

Cuy Sheffield é a responsável pelo departamento de criptomoedas da VISA, e fez comentários sobre o assunto durante um evento realizado em Singapura, que contou com a presença de corretoras de criptomoedas, PayPal, MasterCard, Microsoft e entre outros.

De acordo com a opinião de Sheffield, as criptomoedas estão passando por constantes transformações. Através dos NFTs, tokens não-fungíveis, que transformam um item digital em algo único, são vários segmentos que estão entrando nessa tecnologia, incluindo também pessoas que não são ligadas a nenhuma empresa.

A executiva complementa que hoje investir em criptomoedas é visto como uma cultura na sua visão, algo que mudou em tão pouco tempo, pois considera que algum tempo atrás, se você disesse para alguém que comprava Bitcoin, iriam te achar esquisito.

A presença dos NFTs em diversas áreas

Hoje nós podemos observar a presença de NFTs em diversas áreas, como que estes fan tokens estão tendo um papel fundamental para modificar a estrutura de clubes esportivos, tanto no Brasil como no futebol europeu.

O mesmo podemos presenciar também na cultura de jogos, que aos poucos está mudando para Play-To-Earn. Até pouco tempo praticamente todos os jogos eram pagos e não ofereciam nenhum retorno financeiro, algo que deve ficar para trás e devemos observar cada vez mais programadores de games investindo na tecnologia blockchain e NFT.

Sheffield também comentou sobre as novas funcionalidades das criptomoedas. Boa parte disso se deve justamente à blockchain, que é um ambiente de código aberto e que permite muita transparência aos usuários da rede, fazendo também uma crítica às moedas fiduciárias, que são cercadas de burocracias e com pouca transparência.

Evento reuniu grandes nomes da indústria

O Singapore Fintech Festival acontece nesta semana, de segunda-feira (8) até a sexta-feira (12), trazendo grandes nomes da indústria como também patrocinadores e palestrantes que foram convidados.

Esse ambiente foi marcado pela diversificação, ao mesmo tempo que tivemos a presença de grandes nomes, como Vitalik Buterin, fundador da Ethereum, também tivemos a presença de players que aos poucos estão descobrindo o ambiente das criptomoedas, como o CEO da MasterCard, Michael Miebach.

E esta fusão entre modelos de negócios tradicionais com as criptomoedas, é mais uma afirmação que podemos ter sobre o quão necessário se faz entendê-las. Aos poucos vamos vendo o caso inclusive aqui no Brasil, de que uma corretora será a fonte de alocar a maior parte dos recursos do que um banco.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts