Ethereum tem novos concorrentes para o ano de 2022?

Ethereum tem novos concorrentes para o ano de 2022?

A virada de ano está sendo negativa para o mercado de criptomoedas, em especial para os novos postulantes a se mostrarem como concorrentes da Ethereum, apresentando ao longo do último ano marcas muito positivas e surpreendendo.

2021 vai ser lembrado como um ano que marcou uma série de revoluções dentro do mercado de criptomoedas, como o momento em que os investidores institucionais pararam de ter medo ou preconceitos em relação aos investimentos em criptomoedas, além da expansão das finanças descentralizadas e do surgimento dos tokens não fungíveis (NFTs).

As criptomoedas estão virando uma classe de investimentos considerada séria para vários bilionários no mundo, também sendo necessário considerar que além da consolidação do Bitcoin e também do Ethereum, o Metaverso também está se consolidando como um dos futuros da blockchain nos próximos anos.

Bitcoin já não é mais considerado como grande soberano do mercado de criptomoedas

Até o ano de 2021, o Bitcoin era considerado como soberano entre o mercado de criptomoedas, ainda que durante os últimos anos tenha sido presenciado um grande movimento de “alt seasons”, em que as altcoins tiveram um destaque até maior do que o próprio Bitcoin.

E ainda no final do ano passado, tivemos a surpresa positiva por parte da TERRA (LUNA) que entrou no top 10 do mercado de criptomoedas, mostrando a força das finanças descentralizadas. E da segunda metade de dezembro até agora, várias criptomoedas do setor DeFi estão apresentando resultados positivos, como a Yearn Finance e a RIBBON.

O que podemos esperar da tão comentada geração “Ethereum Killers”

Outra categoria que está sendo muito comentada nos últimos 30 dias é a nova geração de concorrentes da Ether, os “Ethereum Killers”. Não são exatamente uma nova classe de protocolos ativos, porém estão passando por um ótimo momento e podem sim atravessar um período ainda mais positivo ao longo de 2022.

E na última terça-feira tivemos um episódio que repercutiu, no caso envolvendo a criptomoeda da rede Solana e que sofreu pela terceira vez um congestionamento de rede e que acabou gerando falhas nas transações ao longo dos últimos meses, mesmo em um período onde o token SOL teve um dos melhores rendimentos de todo 2021.

A comunidade começou a debater sobre os possíveis problemas na hora de realizar os saques. Mesmo assim, a queda da Solana (SOL) nas últimas 24 horas não foi tão alta, em 2,46% no momento em que este artigo está sendo produzido.

Novidades podem surgir na rede da Cardano

Uma das redes que precisará mudar ao longo de 2022 para recuperar o seu protagonismo será a Cardano (ADA), que perdeu a sua funcionalidade e levou o preço do token para a cotação atual de US$ 1,32, após ter passado dos US$ 2 ao longo de 2021.

E por fim, a queda menos sentida do mercado no momento é a do token TERRA (LUNA), que segundo os analistas está passando por um momento de correção natural, ao contrário do Ethereum (ETH) que está decepcionado pelo atraso da Ethereum 2.0. 

 

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts