Pesquisa aponta 20 empresas com um total de US$ 6,5 bilhões em Bitcoin

Pesquisa aponta 20 empresas com um total de US$ 6,5 bilhões em Bitcoin

Um estudo da empresa britânica Nickel apontou um total de 19 empresas que já possuem cerca de R$32,7 bilhões investidos em Bitcoin. O valor que as empresas gastaram com essa compra gira por volta de R$21,6 bilhões. Todas essas empresas combinadas valem mais de 1 trilhão de dólares e agora planejam transformar parte de seus patrimônios em bitcoins.

Das empresas envolvidas da Nasdaq, temos, por exemplo, a MicroStrategy e a Square. Além disso, temos também a Tesla e Mercado Livre. As empresas brasileiras seguem a mesma linha, mas de forma mais cautelosa se comparada às empresas americanas. Sendo assim, 13 das 19 empresas analisadas são dos EUA e Canadá, junto com União Europeia, Turquia, Hong Kong e Austrália.

A empresa Nickel estima que os fundos dedicados à criptomoeda já estimam cerca de 43,2 bilhões de euros (R$ 217,9 bilhões) em patrimônio. Deste modo, a maioria dos gestores de grandes fundos europeus (81%) esperam ampliar as posições em Bitcoin nos próximos dois anos.

Elon Musk e as criptomoedas

O movimento de compra de Bitcoin por empresas iniciou após a Tesla, empresa do bilionário Elon Musk, começar a adquirir parte de seu patrimônio em Bitcoins. Assim, após o CEO da Tesla anunciar seu entusiasmo com a criptomoeda, as ações da mesma passaram a crescer em ritmo acelerado, o que gerou interesse de outras empresas pelos criptoativos.

Nesse contexto, no mês passado, o CEO da Tesla voltou atrás com seu entusiasmo com a criptomoeda. Isto aconteceu após demonstrar preocupação com os prejuízos ambientais causados pela mineração de Bitcoin. Sendo assim, Musk anunciou que a Tesla não aceitaria mais Bitcoins na compra dos veículos da empresa.

Após as alegações, Elon Musk passou a preferir e apoiar o Dogecoin e demonstrou suas apostas na criptomoeda através do Twitter também. Por conta da influência do bilionário, seus tweets sobre a criptomoeda meme repetidamente impulsionaram o preço da DOGE no mercado de criptoativos.

No entanto, na semana passada, Musk disse em um post no Twitter que a Tesla “vai retomar a permissão de transações de Bitcoin” se e quando houver “confirmação de uso razoável (50%) de energia limpa por mineradores no futuro.” Dessa maneira, as ações do Bitcoin estouraram quase 5% após o tweet, passando de US$ 37.399 para US$ 39.190.

Empresas brasileiras que já possuem Bitcoin

No Brasil, o movimento de compra de Bitcoins por empresas vem começando a se incorporar de forma lenta. Deste modo, até então no país, só houve registros de compra de Bitcoin por duas empresas Brasileiras. Uma delas é a Yubb, uma empresa de investimentos e a outra é a Empiricus.

Nesse contexto, as grandes gestoras de recursos especializadas em criptomoedas que atuam no Brasil disseram não ter informações de outras empresas que tenham investido em criptomoedas por enquanto. Mesmo assim, o início da aquisição de Bitcoins por empresas no Brasil já é um indício do início do movimento.

Por fim, apesar do pioneirismo vindo da Yubb e Empiricus, o movimento ainda segue desacelerado. Isto porque nenhum dos casos de investimentos citados chegou perto das movimentações feitas por empresas americanas, que chegaram a fazer movimentações na casa dos bilhões de dólares na compra de Bitcoin.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts