Contratação de crédito imobiliário atinge maior valor mensal da história

Contratação de crédito imobiliário atinge maior valor mensal da história

O montante acumulado referente à obtenção de crédito imobiliário nos seis primeiros meses do ano já acumula uma alta de 36% quando comparado ao mesmo período no ano passado.

Somente no primeiro semestre do ano, a Caixa Econômica Federal informou que foram distribuídos R$ 65,4 bilhões em crédito imobiliário, o que representa o maior valor mensal da história registrado no mês de junho.

Detalhes sobre a carteira de crédito imobiliário em 2021

A carteira de crédito habitacional da Caixa já alcança R$ 528,9 bilhões, o que dá um crescimento de 9,4% na base comparativa. Segundo as avaliações do mesmo banco, vários fatores contribuíram para esse aumento no primeiro semestre, citando a intensificação de jornada digital (home office) até o financiamento e criação de novos produtos.

A linha de crédito “Poupança Caixa” já está vigente desde março de 2021, representando um montante de 40% das contratações no mês recorde, em junho. Os dados revelam que no primeiro semestre de 2021, R$ 37,4 bilhões foram solicitados com recursos da poupança, o que representa um crescimento anual de 103,4%.

A Caixa segue como a maior financiadora de imóveis no mercado, com uma participação de 67,7%. Ao todo, o estoque de contratos da Caixa chega a 5,76 milhões de contratos, com um crescimento de 5,5% em relação ao primeiro semestre de 2020. O Banco também informa que gerou quase 500 mil empregos, de forma direta e indireta.

Entenda para que serve a contratação de um crédito de imóvel

O sonho de ter uma casa própria é a intenção de milhões de brasileiros. Porém para realizar este sonho, poucas pessoas conseguem comprar um imóvel à vista, sendo necessário o financiamento, o que chamamos de contratação de um crédito imobiliário.

As instituições como a Caixa Econômica Federal, liberam o crédito para o pagamento integral ou parcelado para a obtenção da propriedade. Geralmente a dívida é parcelada, pois o mercado entende que um comprador que tenha condições de garantir um imóvel à vista, não irá entrar em um financiamento onde ele se compromete em algo arriscado.

Durante o período de pagamento das parcelas, o imóvel ficará no nome de quem fez a aquisição, porém não estará liberado para outras negociações até que o banco receba o valor total do empréstimo. Em outras palavras, se o investidor não tiver mais como pagar pelo empréstimo, também não poderá realizar a venda do imóvel.

Porque a Caixa domina o mercado imobiliário?

A busca por crédito imobiliário subiu 41% apenas neste ano na Caixa. Mas e o que poderia explicar tamanho sucesso do banco estatal? Uma das razões divulgados em portais como o Agência Brasil, é de que o Banco está oferecendo a redução do valor da prestação, para até 25%.

Outro detalhe é que a Caixa permite em até uma oportunidade a opção de pausa do pagamento do crédito imobiliário e que pode ser acordado em até 6 meses sem pagamentos das parcelas, em condições simples, como estar recebendo seguro-desemprego.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts