Conheça o The Sandbox, game baseado em Ethereum

Já falamos aqui sobre o axie infinity e sua explosão em 2021, na mesma pegada de jogos baseados na rede Ethereum, o Sandbox traz um conceito bastante inovador. A ideia por trás do jogo é se diferenciar da indústria tradicional de games, implementando uma governança descentralizada, controlada pela própria comunidade do jogo.

Dessa forma, no artigo de hoje, iremos falar sobre o desenvolvimento desse jogo, seu ecossistema, funcionalidades. Além de como a tecnologia blockchain agrega valor a todo ecossistema implementado nesse jogo.

História do The Sandbox

The Sand

O The Sandbox é um jogo mobile lançado em maio de 2012 para as plataformas iOS e Android, sendo desenvolvido pelo estúdio Pixowl. Em 2018, a Animoca Brands comprou o projeto por US$4,85 milhões e incorporou o algoritmo da blockchain Voxel-Style ao jogo.

Com isso, o objetivo era usar o conceito de DeFi para facilitar a compra e negociação dentro do jogo, usando um token desenvolvido par o game (SAND). Com isso, o projeto adquiriu US$4,51 milhões em investimento para um jogo baseado em blockchain.

Além disso, entre os investidores, estão presentes grandes nomes da indústria como a Square Enix. O jogo possui mais de 1 milhão de usuários ativos e já conta com mais de 40 milhões de downloads.

Introdução

As caixas de áreas são objetos utilizados para criatividade de crianças, podendo ser utilizadas como a imaginação permitir. Da mesma forma funcionam as sandboxes (caixas de areias virtuais). Com isso desenvolvedores utilizam essas caixas como ambientes de teste, depuração e criação de objetos

Nesse sentido, quando introduzimos a tecnologia blockchain ao conceito de sandbox, este termo vai muito além de um local para brincar ou testar. Ele se expande a um ecossistema orientado ao jogo.

Conectando usuários ao redor do mundo utilizando a blockchain, abrindo o portão do Metaverso. Nesta sandbox, os usuários podem utilizar criptomoedas para criar um mundo digital esplêndido no universo do game The Sandbox.

Em suma, para aqueles que desejam jogar, The Sandbox é um “game metaverse” onde você Cria jogos e pode jogar jogos de outras pessoas, algo semelhante a “The little Big Planet” e “Minecraft” em seu conceito de criação de fases. Além disso, The Sandbox é um framework onde artistas com aptidão para software, podem fazer dinheiro usando o ecossistema do Marketplace.

Veja também: Entenda sobre as finanças descentralizadas (DeFi)

Funcionamento do The Sandbox

O Jogo é mesmo como um mundo totalmente descentralizado construído na blockchain Ethereum. No jogo, criadores podem fazer ativos 3d Voxel, criar uma experiência de jogo e realizar a monetização através das NFTs. Se utiliza para isso a (SAND), criptomoeda do The Sandbox.

Além disso, este framework irá permitir que usuários digitalizem objetos reais e importarem para o game. Como todo o jogo é baseado em tecnologia blockchain, a principal ideia é possibilitar a utilização desta tecnologia neste sentido.

Um outro ponto é que diversos tokens estão incluídos no metaverso do The Sandbox. Por exemplo uma LAND é um objeto que pode ser comprado por um jogador utilizando o token SAND. Na LAND, um jogo de voxels pode ser criado. Tokens SAND podem ser comprados através de moedas FIAT.

Por fim, também existem os ASSET tokens, NFTS que representam os itens dentro do jogo, como equipamentos, avatares e criações usadas para popular a LAND. Este token pode ser negociado no marketplace do The SandBox.

Conteúdo criado no The Sandbox

A blockchain da The Sandbox consiste na integração de três produtos que, juntos, fornecem uma experiência compreensiva para a produção de “user-generated contente” (UGC). A combinação dos produtos beneficia ainda mais os usuários.

Isso acontece, pois, a plataforma permite os usuários a protegerem a propriedade dos direitos autorais de seu conteúdo criado através de blockchain e smartcontracts. Com isso, explicaremos um pouco sobre estes três produtos.

VoxEdit

É um pacote de criação de NFT e modelagem em Voxel3D bem simples de usar. Permite aos usuários criarem animações em 3D, como animais, veículos, ferraments e items. Os Voxels são píxeis 3d quadrados, similares a blocos de construção.

Eles podem ser manipulados utilizando o VoxEdit, permitindo a rápida criação de belas obras. Nesse sentido, uma vez criado, os objetos podem ser exportados do VoxEdit para o marketplace do The Sandbox. Assim, o objeto passa a se tornar a NFT do game, ASSET.

Marketplace

O marketplace da The Sandbox permite o usuário realizar o upload, publicar e vender seus tokens não fungíveis (NFTs) criados através do VoxEdit. Primeiramente, as criações são colocadas em uma rede IPFS, para fornecer armazenamento descentralizada e, então, ser registrado na blockchain, para provar propriedade.

Nesse sentido, uma vez que isso é realizado, as criações se tornam ASSETS, que podem ser vendidos, realizando uma oferta de venda inicial no marletplace. Sendo assim, potenciais compradores podem comprar o NFT.

Game Maker

Por fim, o The Sandbox Game Maker permite a qualquer usuário em criar um jogo 3d incrível e de graça. Não é necessária nenhuma programação, visto que as ferramentas visuais de script permitem criar jogos 3d impressionantes em apenas alguns minutos.

Sendo assim, os criadores passam a contribuir para um vasto metaverso, preenchido com uma larga e incrível interação de criações e experiências.

Veja também: Conheça o Aave, protocolo DeFi para empréstimos

Vantagens do The Sandbox em relação a outros jogos

Embora trazer a blockchain para o mundo dos games seja a parte mais interessante do The Sandbox, existem algumas outras vantagens relacionadas ao game. Segue essas vantagens destacadas abaixo

Melhora na segurança do jogador

Os ativos digitais dos jogadores ficam conectadas as suas carteiras. Estas contas podem ser acessar utilizando a opção de login Metamask, que permite utilizar hardware wallets, como a Ledger ou a Trezor.

Além disso, também suporta diversos métodos de login. Por exemplo, o usuário pode utilizar, como forma de autenticação, sua conta do Facebook, Google, Twitter ou utilizar uma conta de e-mail própria.

True ownership

Os jogadores podem transferir, trocar, vender, negociar ou usar seus tokens não fungíveis (NFTs) sem solicitar permissão. Nesse sentido, eles não necessitam solicitar autorização a The Sandbox ou qualquer outra entidade centralizada para aprovar a transação.

Escassez digital

O uso e a presença digital do livro razão cria a “proof-of-transparency” que assina a cardinalidade das cópias digitais de um item virtual e sua propriedade. Isto protege colecionadores e proprietários, além de garantir a exclusividade, ou seja, o valor dos itens.

Capacidades de monetização do jogador para NFTs

Existem duas possibilidades de ser remunerado através da monetização dos NFTs. Contudo, é necessário estar atento que a utilização dos tokens é baseada nas regras de cada jogo.

Sendo assim, é possível obter monetização através da locação de uma LAND comprada, obtendo o token SAND em troca. Além disso, existe a possibilidade de negociar NFTs, tanto no marketplace da The Sandbox quanto em marketplaces secundários.

Veja também: Conheça a Helium (HNT), projeto DeFi de redes sem fio

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts