Chiliz: A criptomoeda dos times de futebol

Chiliz: A criptomoeda dos times de futebol

A competência brasileira nos campos é inegável, não é à toa que ganhamos 5 Copas do Mundo. O futebol tornou-se uma herança do nosso país, com uma grande lista de talentos da bola nascidos em solo verde e amarelo, que foram além do esporte e criaram o “futebol arte” com pedaladas, chapéus, elásticos e canetas, eternizados nas mentes de cada torcedor.

Já imaginou uma criptomoeda que possibilitasse ao investidor ser sócio de diversos times de futebol renomados, como Barcelona, Juventus e PSG, com acesso aos jogos, concorrer a promoções dos patrocinadores dos clubes, receber recompensas VIP e ainda poder converter a cripto em direito a voto, nas decisões dos times? 

Essa realidade já é possível com Chiliz (CHZ), o criptoativo que valorizou mais de 2.000% desde o início do ano. 

A criptomoeda dos times de futebol
Fonte: Tradingview

O que é Chiliz (CHZ)?

Chiliz é uma das maiores Blockchains do segmento de esportes e de financiamento coletivo para jogos, times, clubes e instituições do segmento esportivo. A criptomoeda foi lançada oficialmente no ano de 2019, mas a ideia do projeto em si, começou a ser trabalhada já em 2016.

O token Chiliz e a plataforma responsável, a Socios.com, foram trabalhadas na com torcedores e apoiadores de diversas equipes e segmentos esportivos, com objetivo de se financiar de uma forma não usual.

A criptomoeda Chiliz, permite aos fãs a possibilidade de apoiar seus times do coração através da tecnologia inovadora que vem tomando conta dos mais diversos segmentos, a Blockchain.

Na plataforma do Socios.com os torcedores ou apoiadores dos clubes conseguem ter o direito de voto simbólico dentro dos times que torcem e assim, conseguem ter uma participação direta, sem a necessidade de qualquer título de Sócio Torcedor, com as carteirinhas de papel, que antes se estava acostumado.

Vale ressaltar que diversos clubes de futebol aderiram a essa ideia, inclusive possuindo seu próprio token personalizado para sua equipe, no qual os torcedores podem adquirir e conseguir uma série de benefícios incríveis.

O primeiro time de futebol que de fato começou a lançar seu próprio token na plataforma da Socios.com foi a Juventus, um dos maiores times  de futebol da Itália. A partir dela, outros diversos clubes passaram a adotar a mesma ideia, inclusive algumas das maiores do mundo conhecidas no futebol atualmente.

A criptomoeda dos times de futebol

Além do futebol 

O futebol é o que mais se atraiu e aderiu à plataforma, mas diferentes esportes, dos mais variados segmentos, passaram a ter representantes importantes no projeto.

Esportes como basquete, esportes eletrônicos e até mesmo o UFC acabaram aderindo à plataforma e ao projeto da Chiliz. Desse modo, a criptomoeda em si, acabou ganhando esse espaço de forma tão rápida entre os investidores.

Quando se iniciou o mês de março de 2021 ela estava precificada em aproximadamente US$0,05. Com apenas 14 dias ela acumulou uma alta de aproximadamente 1180%no período.

Isso significa dizer que quem investiu US$1000 na Chiliz no dia 1 de março, teve a oportunidade de acumular mais de US$17 mil em apenas 14 dias. A valorização incrível da Chiliz em questão de dias chamou a atenção de diversos investidores do criptomercado, superando outras criptomoedas conhecidas, como o próprio Bitcoin.

Movimento de reversão? 

Não há dúvidas que quem aproveitou a oportunidade, pôde faturar um bom dinheiro no curto prazo com a Chiliz, mas sabemos que nem sempre as operações funcionam assim. Em um mercado tão volátil como é o de criptomoedas, os preços estão a todo instante bastante movimentados.

Quanto maior forem as subidas que uma criptomoeda dá, maiores também serão as correções de preço que elas vão ter. Quando faço referência à correção de preço, estou querendo dizer que depois de grandes valorizações, os grandes investidores colocam o seu lucro no bolso e a moeda acaba tendo grande volume de venda.

No entanto, esse sobe e desce do mercado de criptomoedas é bastante comum, principalmente para moedas ainda pouco consolidadas no mercado. Por essa razão, atualmente a criptomoeda se encontra na 48º posição no ranking do Coinmarketcap, com uma desvalorização de mais de 15% nos últimos 7 dias. 

Diferenciais da Chiliz 

Ainda que outras criptomoedas ou até plataformas associadas a tecnologia Blockchain sejam criadas ao longo do tempo, sendo associadas a times de futebol, é importante frisar que a Chiliz e a Socios.com se dizem pioneiras nesse segmento, conseguindo alinhar essa ideia da inovação e a relação dos torcedores com seus times.

Além disso, é inegável que a Chiliz tem um papel fundamental no incentivo ao esporte. Os projetos e parcerias com equipes vão sendo gradualmente construídos, o que torna fortalecido o projeto e todos os envolvidos.

Outra questão importante a se considerar é a segurança. Se você já leu ou sabe como funciona a tecnologia Blockchain, sabe que ela tem essa capacidade de formar projetos em diferentes segmentos de forma segura, desde que realizado por equipes competentes e que tenham a capacidade para tal.

Veja também: Jérôme Kerviel, o homem que quase quebrou banco francês em 4,9 bilhões de Euros

A Chiliz garante que a emissão dos tokens próprios, assim como que já são personalizados das equipes, apresentam uma alta tecnologia voltada à segurança, de maneira que tanto os fãs de esporte como qualquer torcedor que tenha interesse nesse segmento possam colocar seu dinheiro nisso com mais tranquilidade de que estão seguros e protegidos.

Essa segurança e proteção independe do local em que o time está localizado, e os investidores podem participar disso mesmo que não morem no país de origem da equipe. 

Sendo assim, se você simpatiza, por exemplo, com a Juventus da Itália, mas está no Brasil, agora você pode apoiar a equipe mesmo estando longe dela, através do projeto da Chiliz.

O mais interessante, é que os torcedores possam apoiar suas equipes de diferentes formas através da Chiliz ou até pelos tokens personalizados, participando inclusive da gestão e da parte administrativa da equipe, que vai muito além das “4 linhas” do campo.

Fazendo com que os torcedores estejam muito mais próximos e participando ativamente dessas questões.

Chiliz: O início

A Chiliz (CHZ) apresenta um suprimento total máximo de moedas que podem ser emitidas até 8.888.888.888 tokens, ou aproximadamente 8,89 bilhões. Até agora, cerca de 62% já foi emitido e está circulando para operações no mercado, o que representa cerca de 5.547 bilhões de tokens Chiliz (CHZ).

Obviamente que esse número foi evoluindo desde sua oferta inicial no mercado. Quando o fornecimento de tokens da Chiliz chegou a 34,5% do total que poderia ser emitido em toda sua história, durante os eventos de pré-venda que arrecadaram fundos para que o projeto finalmente se concretizasse.

Além disso, nesse montante inicial que representava mais de 1/3 do total, estava incluído também alguns tokens da Chiliz adicionais que foram vendidos durante esse período. Ainda se teve outros 20% que foram reservados para uma base de usuários de forma prévia, que futuramente seriam utilizados na plataforma da Socios.com.

Vale ressaltar que todos esses tokens emitidos ao mercado da Chiliz, aproximadamente 1/6 deles foram colocados para aquisições que fossem estratégicas. Além disso, ainda se teve cerca de 7,5% das moedas colocadas para incentivo aos investidores.

Por fim, ainda estava presente mais 5% desse total de tokens da CHZ como recompensa para as equipes participantes e que faziam essa parceria desde o início, enquanto uma fatia de 3% ficou com orientadores do projeto.

Os fundadores

Alexandre Dreyfus é o fundador e CEO tanto da Chiliz como também da Socios.com. Ele fundou também a empresa Webcity, plataforma de guias turísticos de cidades que é utilizada em toda a Europa. Auxiliou na criação da Winamax, a primeira plataforma francesa de pôquer online. Dreyfus coleciona cargos de CEO em empresas.

A diretora de operação da Chiliz é Emma Diskin é a diretora de operações da Chiliz, que está presente na empresa desde o ano de 2018. Antes de conseguir esse cargo, ela já estava na empresa como diretora de comunicação, subindo na hierarquia por sua incrível competência.

O diretor de estratégia da Chiliz é Max Rabinovitch, que faz parte da equipe desde 2014. Ele também é o diretor de estratégia da própria Socios.com. Ele é formado em artes plásticas e psicologia desde 2008 e em 2011 se tornou diretor de criação da ComboApp Inc.

Chiliz: A criptomoeda dos times de futebol
Alexandre Dreyfus, Emma Diskin e Max Rabinovitch ( da esquerda para direita)

O PoA (Proof of Authority) presente na Chiliz

Temos dois tipos de consenso bastante conhecidos entre os investidores do criptomercado que é o Proof of Work (PoW) e o Proof of Stake (PoS), no qual comentamos sobre em outro artigo. 

O PoW acaba não sendo escalável, não cooperando na questão de agilidade nas transações, gerando certa limitação. Já no PoS a agilidade e capacidade de ser escalável acaba sendo maior do que o PoW . No entanto, esse processo de escalabilidade é parcialmente resolvido. 

Pensando nas deficiências dos tipos de consenso, surge o algoritmo PoA, presente na rede da Chiliz. O algoritmo de Proof of Authority vem como uma alternativa mais eficiente, tendo em vista que consegue processar um número maior de transações por segundo. 

Ele foi criado pelo chefe de tecnologia da Ethereum, o conhecido Gavin Wood e hoje está presente como o consenso utilizado pela Chiliz.

Os nodes que validam as transações no PoA acabam sendo escolhidos de forma aleatória por entidades com alguma confiabilidade, de modo que esses validadores colocam em risco sua reputação, e não suas criptomoedas em si, por meio da importância que o PoA a identidade de seus nodes.

O PoA é tem uma dependência dos validadores de bloco, porém com um número limitado deles que faz com que ele seja muito mais escalável. Os participantes que forem previamente aprovados acabam sendo responsáveis por moderar o sistema. Além disso, o PoA permite no uso da tecnologia blockchain, as empresas continuem tendo sua privacidade mantida.

Chiliz: A criptomoeda dos times de futebol

Por que se tornou tão promissora?

A plataforma da Socios.com permitiu elevar o patamar das relações entre equipes esportivas e seus torcedores, proporcionando uma série de vantagens aos que decidirem adquirir os fãs tokens desses times e instituições.

Apesar disso, a exchange da Chiliz ainda não tem uma publicidade muito forte, o que faz com que ela ainda não seja algo popular e forte no mercado. Desse modo, é através da análise de alguns pontos importantes que acabamos concluindo que a CHZ é portanto uma moeda promissora não apenas para agora, mas dando continuidade no longo prazo.

O sucesso dos fãs tokens acaba influenciando diretamente no sucesso da Chiliz. É importante dizer que desde junho de 2020 que esses fãs tokens existiam, mas por serem pouco divulgados, acabam tendo uma notoriedade maior a partir de agora, quando ainda poucas pessoas os conhecem.

Veja também: NFTs: Entenda essa nova tendência entre milionários

Equipes grandes do cenário mundial do esporte, como Barcelona, Juventus, Paris Saint-Germain, Roma, Galatasaray, Atlético de Madrid e até mesmo o UFC entraram nessa onda, o que traz uma exposição ao público de forma muito mais facilitada da existência desses tokens, já que são marcas muito visíveis na imprensa de todo o mundo.

A questão é que mesmo com poucas pessoas conhecendo esses fãs tokens, elas já têm se impulsionado no mercado. Imagina quando elas forem adotadas de forma massiva por milhares ou até milhões de torcedores no longo prazo?

O esporte mais presente nas parcerias da Socios.com atualmente é o futebol e sabemos que ele acaba movimentando milhões de dólares todos os dias de diversas formas nesse mercado. Além disso, é um esporte muito querido pela sociedade mundial, tendo um mercado consumidor enorme para explorar.

O fato de a Chiliz ser pioneira nesse mercado faz com que ela tenha a possibilidade de continuar se valorizando a longo prazo, frente ao grande número de investidores grandes que ela tem para alcançar. Ela acaba não tendo concorrentes no segmento, o que torna ela muito promissora nesse sentido.

Conclusão

A Chiliz acabou tendo uma valorização incrível em 2021 e chamou a atenção de muitos investidores do criptomercado. Mas mais importante do que analisar apenas o preço, nesse caso, é avaliá-la como projeto, em busca de se determinar como uma moeda promissora para o longo prazo e ter operações de trade sobre ela ainda mais assertivas.

A Chiliz tem relação com o esporte, que por sua vez tem diferenciais no mercado que podem levar o projeto em si para outro patamar nunca antes visto. O público que ela inclui em seu portfólio de possíveis investidores é enorme, acompanhando o número de fãs do esporte que vemos pelo mundo afora.

Em suma, conseguimos ver claramente como funciona o projeto, sua estrutura, além da equipe e a segurança de sua rede. Sabemos que esses fatores acabam sendo essenciais para os investidores do criptomercado para avaliar a Chiliz como criptomoeda e que por suas características tem ganhado notoriedade a cada dia.

Veja também: Bitcoin a partir de R$ 1, conheça o novo fundo do BTG Pactual

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts