ETF de Bitcoin estreia na Bolsa de Nova York e embala preço da criptomoeda

CEO da Bitmex vê Bitcoin como moeda legal em mais 5 países

Economias emergentes como o Brasil, são mais afetadas por fenômenos como a inflação e por conta disso recorrem mais assiduamente a ativos financeiros que sejam deflacionários, como Bitcoin e ouro.

De acordo com o CEO da Bitmex, vários países em desenvolvimento deverão adotar os mesmos passos que El Salvador, oficializando o Bitcoin como uma moeda de curso legal em seu território. O mesmo manifestou apoio à decisão de El Salvador, prevendo que até no máximo em 2022, mais cinco países vão aceitar o Bitcoin como uma moeda de curso legal.

Segundo a previsão de Hoptner, as principais razões para que os países emergentes resolvam adotar o Bitcoin são estas: necessidade de remessas internacionais, aumento da inflação e tensões políticas.

Países desenvolvidos não são tão afetados pelo fenômeno da inflação

Ao contrário do que acontece em países que estão em desenvolvimento, os países desenvolvidos costumam apresentar taxas baixíssimas de inflação anual, em muitos desses com inflação menor do que 0,50% ao ano, até mesmo neste ano com a pandemia.

As remessas internacionais são muito importantes em países como El Salvador, que representou 23% do produto interno bruto do país em 2020, vindo de imigrantes salvadorenhos que estão em países desenvolvidos, como Estados Unidos ou na Europa.

Dessa forma, o CEO da Bitmex afirmou que a cada dia que passa o Bitcoin está sendo monitorado pelas pessoas ao redor do mundo, como uma forma de se proteger da inflação. Um desses países que comprovou a adoção do BTC em massa é a Turquia, que apresentou uma inflação anual de 19,2%, maior até mesmo do que a apresentada no Brasil.

Entrada do Bitcoin em El Salvador irá ajudar outros países a fazerem o mesmo

Hoptner entende que com o movimento de El Salvador, teremos vários países que também irão arriscar para passarem a adotar o Bitcoin como moeda de pagamento legal. Pode até ter um pouco de política por trás da adoção do BTC como moeda de pagamento legal em vários países, desde que se previna que aconteçam falhas que poderão prejudicar a rede.

Lembrando que o executivo foi CEO da antiga exchange Boerse Stuttgart, assumindo o cargo como CEO da Bitmex em dezembro de 2020. E ao que parece, Hoptner não está sozinho nesse pensamento de que muitos países vão adotar o Bitcoin como moeda oficial. Charles Hoskinson, que é fundador da Cardano, também acredita nessa tese.

Presidente de El Salvador foi criticado por diversos líderes do mercado

Nem todas as figuras importantes do mercado de criptomoedas foram favoráveis à decisão de Bukele de adotar o Bitcoin como método de pagamento em El Salvador. Um deles foi Vitalik Buterin, co-fundador da rede Ethereum, que acredita que as empresas em El Salvador serão forçadas a aceitar pagamentos em Bitcoin.

O Bitcoin começou a semana em alta, sendo que no presente momento em que este artigo é escrito, ele acumula uma alta de 4,50% nas últimas 24 horas, cotado em US$ 57.1645,00.  A Ethereum também está em valorização nas últimas 24 horas.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts