Bitcoin é pirâmide financeira? Saiba mais informações

Bitcoin é pirâmide financeira? Saiba mais informações

Pirâmide financeira não é uma coisa nova, tanto no Brasil como em outras partes do mundo. Mas ao contrário do que muitos pensam, o Bitcoin não é pirâmide financeira. O que vêm acontecendo com bastante frequência são golpes na Internet prometendo rendimentos estratosféricos e atraindo até mesmo pessoas muito ricas.

Se engana quem pensa que os golpes financeiros no Brasil só aconteceram recentemente. O último caso que chamou bastante a atenção, foi o caso do Banco Bitcoin, que tinha sua sede em Curitiba e com outras filiais, e que terminou na prisão do seu principal executivo e um prejuízo de mais de R$ 1 bilhão.  

Ministério Público têm se aprofundado nas investigações contra pirâmide financeira e golpes com Bitcoin

A internet é um dos melhores meios para se fazer negócio atualmente, tanto no Brasil como no mundo. Porém, também é através dela que surgem pirâmides financeiras e golpes que podem acabar com a vida financeira de milhões de pessoas.

O que acontece é que através da Internet, é possível em muitos casos fixar a sua persona através de um anonimato, dificultando as investigações da Polícia Federal e também sendo mais fácil para se convencer as pessoas de apostarem o seu dinheiro em um esquema ponzi, obviamente mascarando como algo vantajoso.

Nesse tipo de golpe, geralmente quem entra primeiro consegue retirar fundos e até se anima em entrar em outros parecidos. Estas pessoas são as que irão convidar as próximas, que se chegarem ainda na “metade do bolo” vão conseguir obter lucro. O problema é para quem chega no final, geralmente onde todos os valores da pirâmide já foram retirados e acabam ficando no prejuízo.

Consumidores se informam e caem em golpes do falso marketing multinível

Pesquisas afirmam que muitos consumidores e até mesmo investidores em renda variável, não sabem distinguir um sistema de marketing multinível legítimo para um sistema que seja falso. Basicamente, se um faturamento não vai para a frente por que está faltando a entrada de novas pessoas, isso significa um golpe.

Não entre em negócios que apenas revelam o quanto de faturamento total uma empresa tem, seja ela envolvendo o Bitcoin e criptomoedas ou outros tipos de investimento. Esses esquemas também são fechados, onde normalmente não existe uma Ouvidoria para atendimento, nem chat ou serviços de atendimento ao consumidor relacionados.

Sobre as pirâmides financeiras e golpes envolvendo as criptomoedas

No caso das criptomoedas, se deve ficar atento às remunerações fixas, aquelas que não baixam de jeito nenhum. A maioria das exchanges que oferecem “staking” em Bitcoin, estão pagando até 2% de APY anual, visto a alta liquidez do BTC. Se chegar um retorno financeiro para você oferecendo pagar 10 a 15% no mês, a chance de golpe é muito alta.

Falando mais especificamente sobre o Brasil, muitos famosos como Ronaldinho Gaúcho ou Gusttavo Lima estão aparecendo para divulgar as criptomoedas, mas nem sempre estes famosos sabem o que está por trás dessas marcas. No caso do cantor sertanejo, usuários chamaram a atenção para o fato de os investimentos em criptoativos ofertados na propaganda prometerem até 400% do total investido, claramente surreal.

Segundo o advogado Ricardo Kassin, que inclusive já defendeu várias vítimas ligadas à esquemas de criptomoedas, o ideal é “desconfiar de retornos fixos e altos demais”. Ele reconhece que o mercado de criptomoedas pode oferecer retornos muito altos, porém esses retornos não são garantidos para todos os investidores.

O Bitcoin em si ou outros projetos com embasamento de projeto não se tratam de pirâmides financeiras. O projeto em si, principalmente com o Bitcoin, é descentralizado, logo não atende aos interesses de uma única pessoa. A tecnologia blockchain em si, é incrível, o fato é que tem golpistas usando o nome do Bitcoin e criptoativos para aplicar golpes.

Como reduzir os riscos de cair em um esquema de pirâmide financeira?

Para que você não caia em uma dessas ciladas de pirâmide financeira, o mais recomendável é fazer uma varredura pelos sites e canais de comunicação das empresas na Internet. Essas informações podem ser buscadas através de sites do Governo, como a presença de um CNPJ. Se a empresa for do exterior, procure avaliações na loja oficial do seu telefone e também em sites confiáveis como o TrustPilot.

O aconselhável é não entrar em um investimento de uma empresa que não tenha uma sede no país. Mesmo que não exista um escritório, se a empresa tem algum parceiro no país, como um banco ou instituição financeira, mesmo que ocorram problemas, como falhas na sua conta, confisco e outros, será possível entrar com uma ação.

As pirâmides financeiras no Brasil ficaram populares em 2019, porém gradualmente a população foi ficando mais atenta e os casos diminuíram, ainda assim a PF teme que novos casos venham a voltar a acontecer.

No mês de maio com a queda do Bitcoin, muitas pessoas sem as informações necessárias falaram que a criptomoeda se tratava de golpe, mas o que acontece é que se intitula a criptomoeda para cometer golpes, assim como outras moedas fiduciárias.

Pontos para identificar se um esquema é pirâmide financeira

Em geral, toda pirâmide financeira tem esses pontos em destaque para identificar se é ou não uma pirâmide, seja envolvendo as criptomoedas no meio ou não:

  1. Alta rentabilidade apesar de qualquer fato: No caso do Bitcoin, até mencionamos nos primeiros parágrafos. Conforme a criptomoeda vai se valorizando e gerando uma maior liquidez, é impossível manter os rendimentos de staking na mesma proporção. Se alguém te negar isso, é provável que seja golpe;
  2. Ausência de um produto: Se a companhia não deixa claro qual o produto que está sendo posto para investimento e não registra as aplicações em investimentos, esse é outro problema;

Um detalhe importante é poder conferir as transações em tempo real. Todas as transações que são feitas em Bitcoin e são reais, podem ser acompanhadas na blockchain. A rede irá manter os seus dados intactos, apesar dizer qual a carteira, mas sem revelar sua identidade e localização. Agora se o esquema financeiro com criptomoedas não te disponibilizar isso, fique de olho.

Se está interessado em investir no Bitcoin, apenas procure uma corretora de confiança e comece de forma segura. No entanto, é preciso estudar e saber os riscos no que se está investindo.

Desde 2009, o Bitcoin é o ativo digital que mais se valorizou no mundo e se destaca por sua tecnologia incrível. Na renda variável não existe lucratividade infinita, e as quedas fazem parte desse mercado, o que gera a necessidade de sempre se gerenciar os riscos. Rentabilidades mágicas com Bitcoin não existe, e caso alguém te dita isso, muito provável que seja uma pirâmide financeira.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts