Bitcoin acompanha crescimento na preferência de jovens investidores

Bitcoin acompanha crescimento na preferência de jovens investidores

Uma série de pesquisas recentes mostrou que os jovens no Brasil estão investindo muito mais do que antes do início da pandemia e também revelou que o ativo mais buscado é o Bitcoin, levando em conta essa faixa etária de investidores.

Resumindo, os jovens estão se preocupando em construir uma saúde financeira, temendo pela falta de emprego que aumentou desde o início da pandemia. De acordo com um relatório que foi realizado pela Nu Invest, o número de investidores na faixa etária de 18 a 24 anos aumentou 48% no último ano.

Para os jovens que estão dentro dessa faixa etária, com a chegada da pandemia aumentou o número de conteúdos que mostram na Internet sobre a possibilidade de entender sobre o mercado financeiro e de diversificar o seu portfólio além da renda fixa, como investindo em Bitcoin, criptomoedas, ações e ETFs.

O número de jovens que investem representa 12% do total dos investidores no país. Esse dado é visto de forma muito positiva, ainda mais em um país onde a cultura do dinheiro não é bem vista de forma ampla. Investimentos e a cultura de poupar, são tão importantes como o hábito de estudar outros assuntos.

Entre as opções mais populares de investimento, os jovens estão alocando o capital em ações (28% do total), CDBs (18%) e em Fundos Imobiliários (9%). O investimento no tesouro direto dessa faixa etária também subiu no último ano, saindo de 5,9% para 12,9%.

Bitcoin e criptomoedas estão no gosto dos jovens

Os jovens estão buscando por investimentos a longo prazo, principalmente em ações e criptomoedas, pois já estão vendo que o sistema financeiro tradicional apenas favorece para quem já tem uma alta quantia de dinheiro e não para quem deseja começar a acumular um capital.

Mas quando pensamos em ativos digitais, é aí que o Bitcoin dá as caras como a preferência do público mais jovem. De acordo com um levantamento que foi realizado pela Yubo, revelou que jovens desde os 13 anos já estão comprando criptomoedas.

A maior parte deles acredita que o Bitcoin irá ser a moeda do futuro, além de que outros acreditam que com o Bitcoin será possível ganhar muito dinheiro. Apenas 10% dos entrevistados acreditam que as criptomoedas estão de moda e vão passar logo.

Mais de 75% dos jovens acreditam que o Bitcoin será a moeda do futuro. Por isso, enxergam mais confiança para investir. Quando perguntados se gostariam de receber pagamentos em criptomoedas, a opinião já está bem dividida: 38% afirmaram que gostam mais do método tradicional (com moedas fiduciárias) e 35% adorariam a iniciativa.

Importante destacar que 25% dos jovens que foram perguntados pela Yubo afirmaram que já possuem alguma criptomoeda em seu patrimônio, sendo que Bitcoin e Ethereum são as moedas que mais recebem investimentos dos jovens brasileiros. A mineração de criptomoedas também já está sendo aderida pelos jovens, desde a compra de equipamentos ou na nuvem, fazendo com que o interesse pelo assunto também aumente.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts