O que a maior gestora de ativos do mundo tem a dizer sobre o Bitcoin?

Volume diário de transferências em Bitcoin bate novo recorde

A rede do Bitcoin movimentou na última semana um volume recorde de transferências diárias que atingiu o valor de US$ 177,9 bilhões. Os dados históricos foram confirmados pelo analista de dados on-chain Dylan LeClair.

Um gráfico foi compartilhado na última quarta-feira (15) através de uma conta da Glassnode, onde mostrou o volume médio de transferências, onde aponta que no mesmo intervalo de tempo, as taxas cobradas pela rede ficaram em torno de US$ 600 mil diários.

Na última semana, para realizar uma transferência P2P, enviando por meio de um protocolo descentralizado, os usuários pagaram em média de US$ 1 para cada US$ 294 mil que foram enviados a outros destinatários.

Volume de transferências em Ethereum também foi bastante chamativo

Quando se analisa também os dados de transferência da rede Ethereum, o analista apontou que o volume médio de transferências diárias na camada de base foi de US$ 7 bilhões, porém o número ficou bastante distante do recorde da Ether em maio.

Porém, a métrica ignorou as transações que foram realizadas na segunda camada da rede da Ethereum e que atualmente representam um montante bastante significativo do projeto. Ao que tudo indica, os detentores da Ether a longo prazo seguem confiantes.

Investidores aproveitaram a queda do Bitcoin para renovarem os seus aportes

Os fundadores da Glassnode observaram que nos últimos dias, os investidores que não costumam “alfaçar” em momentos de queda do mercado, entraram em ação mais uma vez para comprar mais moedas enquanto outros investidores ficaram receosos com uma baixa tão profunda.

Com alguns detentores de bitcoin se abalando na última semana, tivemos perdas na rede. À medida que o BTC não resistiu a linha de US$ 48 mil e foi perdendo preço, os lucros e perdas realizadas ficaram positivos e as baleias aproveitaram essas moedas perdidas para realizarem novas compras.

Os detentores de longo prazo do Bitcoin também aproveitaram a última semana para acumular o maior volume em BTC, chegando à impressionante marca de 12,97 milhões de BTC, de acordo com que foi publicado no relatório da semana passada da Glassnode.

Reservas dos detentores da moeda à longo prazo representa 79,5% da rede

A reserva detida por essas baleias que estão apostando no Bitcoin em longo prazo, atingiu 79,5% de todas as moedas de BTC que estão em circulação, o que equivale ao que aconteceu em outubro, período onde o Bitcoin começou a acelerar uma alta e só foi cair em maio deste ano.

Os picos onde esses detentores da principal criptomoeda do mercado tendem a agir, são justamente em momentos de baixa. E embora o número de baleias em bitcoin esteja em queda, a quantidade de criptomoedas em posse destes tem aumentado bastante nos últimos dois meses.

Muitas questões tomaram conta dos noticiários nesta semana, visto a tremenda queda do Bitcoin que levou o ativo de US$ 48 mil para até US$ 40 mil nesta última terça-feira, 21. Um dos motivos mais comentados teria sido a crise imobiliária que está rondando a China neste momento.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts