Pacote de estímulo de trilhões de dólares é esperado nos EUA

Com controle sobre a presidência, câmara e também no Senado, os democratas terão poder suficiente para uma governança mais voltada a sua ideologia nos EUA. O fato é que há tempos não se via uma disparidade tão grande no país entre a influência política que se poderia ter no país em um único mandato, entre republicanos e democratas.

Com isso, o mercado financeiro aguarda o desenvolvimento dos pedidos para a destituição do presidente Donald Trump do cargo, depois que ele teria encorajado uma multidão de seus apoiadores a invadir o Capitólio dos EUA, segundo o que acusa os reivindicantes da destituição.

A retirada de Trump do poder antes mesmo da posse de Joe Biden no dia 20, teria um significado ainda maior aos republicanos e seria um golpe certeiro dos democratas para diminuir a influência de Trump para uma possível eleição com a qual poderia participar em outras edições.

E até por isso, que seria tão importante para os democratas que o impeachment de Trump fosse realmente concretizado, mesmo que só faltem 9 dias para que ele entregue o cargo de qualquer forma para Joe Biden, no qual embora já disse que teria uma transição ordenada, também se recusa a participar da cerimônia de posse do novo presidente.

Mas os investidores vão ter seus olhos mais voltados nas perspectivas de um pacote de estímulo maior, provavelmente recorde nos EUA, isso depois que o relatório de empregos de sexta-feira (8) mostrou que a economia americana cortou empregos pela primeira vez em oito meses em dezembro, com o aumento de novos casos ligados a pandemia. 

A preocupação de que o lançamento da vacina esteja indo muito devagar pode causar uma pausa no mercado de ações e um desestímulo em relação a tomada de atitudes mais arriscadas nos investimentos.

Nesse balanço de variáveis da semana, consta a possibilidade de novo um pacote de estímulo econômico, que o presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou nesta última sexta-feira (8) que “estará na soma de trilhões de dólares”, embora não tenha dado mais detalhes a respeito.

Esse pacote deve sair ainda nesta semana, no qual traria ao mercado financeiro uma perspectiva maior de uma recuperação econômica, mesmo com a dificuldade de conter os novos casos da Covid-19, que por sua vez, é aguardado uma  vacinação a uma boa parte da população.

Biden completou em sua coletiva de imprensa que está “comprometido a vacinar 100 milhões de pessoas nos primeiros 100 dias”, além de ajuda aos mais vulneráveis com a pandemia. Todas as declarações foram dadas durante coletiva de imprensa nos EUA.

A preocupação a respeito desses pacotes de estímulo para alguns especialistas é justamente a inflação que poderá culminar também na desvalorização do dólar, que por sua vez, é a moeda fiduciária mais utilizada nos negócios internacionais.

Esse receio, tem feito inclusive parte do avanço de novas possibilidades de moedas que são protegidas da inflação, como o próprio bitcoin, que teve diversas altas ao longo das semanas, com investimentos de instituições sobre a criptomoeda.

Uma outra alternativa nesse caso, seria o aumento da procura por ouro como ativo de proteção, conforme seja realmente confirmado a médio ou longo prazo a perspectiva de desvalorização do dólar.

Veja também:

Bloomberg: Elon Musk é o mais rico do mundo; Forbes contesta

Vai faltar bitcoin? Demanda do ativo só cresce

Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts