Jordan Belfort - "Lobo de Wall Street" muda de ideia sobre a criptomoeda bitcoin

“Lobo de Wall Street” muda de ideia sobre bitcoin

Jordan Belfort, também conhecido como o “Lobo de Wall Street”, acabou mudando sua opinião a respeito do Bitcoin, mesmo sendo um antigo crítico a respeito da criptomoeda. Um número crescente de pessoas que antes não viam o Bitcoin como um ativo confiável, hoje o colocam como um dos investimentos mais promissores.

Jordan Belfort elogiou a criptomoeda durante uma entrevista para a Fortune, afirmando que o Bitcoin poderia até mesmo chegar a US$100 mil. Jordan Belfort ainda explicou porque mudou de ideia com o passar do tempo: “Agora, o ativo digital possui uma base de compradores maior do que nunca”.

O conhecido “Lobo de Wall Street” também explicou que ele vê o momento atual para o Bitcoin muito diferente do que em 2017. Ele diz que: “Quando o BTC atingiu US$19 mil, no final de 2017, eu estava num programa de TV, e falei para os espectadores que o preço ia despencar”.

Ele ainda acrescentou que apesar do acerto na queda do preço, não acreditava que ele iria ressurgir novamente: “Eu estava certo, mas pensei que ele ia sumir para sempre. Era difícil de vender e fácil de comprar, o que apontava para a manipulação do mercado”.

Veja também: Quem tem 1 bitcoin já é milionário em 66 países

Além de mudar totalmente sua visão quanto ao Bitcoin, Jordan Belfort pensa que o Bitcoin ainda tem muito potencial de crescer ao longo do tempo. Quanto a isso, ele aponta como um dos fatores positivos da criptomoeda a questão da oferta e demanda que o ativo está exposto, através de uma oferta limitada e que tem um limite máximo de moedas.

Ele comparou com o mercado de ações, dizendo que diferente do Bitcoin, nas ações é possível emitir novas cotas, já o Bitcoin não será possível após atingir sua oferta de moedas emitidas.

Jordan Belfort ainda diz em sua entrevista que as regulações em cima do Bitcoin acabaram não vindo com a mesma força que ele imaginou que aconteceria. Um dos fatores positivos que o “lobo” viu no Bitcoin é que está mudando esse estigma de que criptomoedas seriam utilizadas por criminosos, ao passo que o ativo acabou sendo adotado por boa parte dos investidores pelo mundo.

A institucionalização do Bitcoin e o seu desenvolvimento

Os grandes investidores do mercado, o que inclui instituições, estão auxiliando muito na subida do preço do Bitcoin, através de grandes volumes de dinheiro investidos, o que faz com que a demanda da moeda se diferencie muito em relação à oferta, o que faz o preço subir.

Com a valorização esses mesmos grandes investidores realizam seus lucros, vendendo-os em massa, e o preço cai novamente, o que é algo comum.  O fato é que o projeto e os princípios fundamentais por trás da criação do Bitcoin não foram alterados, sendo assim, as instituições e os investidores que outrora venderam seus ativos, poderão recomprá-los mais adiante e inclusive colocar volumes de dinheiro ainda maiores sobre ele.

À medida que o conhecimento sobre a criptomoeda avança entre os grandes investidores, a demanda do ativo deve crescer também. Além disso, é importante entender que o Bitcoin foi uma moeda criada, entre outros motivos, como uma alternativa de refúgio da inflação ocasionada pela grande emissão das moedas fiduciárias dos governos.

Veja também: Primeiro ETF de Bitcoin da bolsa brasileira

Os bancos centrais tomaram atitudes radicais durante a pandemia. Houve uma série de pacotes de estímulo e uma emissão recorde do dólar em 2020, que deve continuar em 2021, ao passo que Joe Biden já colocou em prática um novo pacote de trilhões de dólares para estímulos econômicos para amenizar os efeitos da pandemia, que vem avançando no país.

Esse fator pode favorecer o refúgio dos investidores ao Bitcoin em um prazo mais adiante, frente a uma desvalorização do dólar, e assim, uma alta da demanda. O preço da criptomoeda poderia não crescer tanto, caso a oferta de novos Bitcoins acompanhasse essa demanda.

Mas o que favorece o crescimento do Bitcoin são justamente as medidas governamentais de intervenção sobre sua própria moeda, o que faz com que investidores procurem ativos que estejam protegidos da inflação como o Bitcoin.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts