JP Morgan é o 1º grande banco com trade de criptomoedas a clientes

JP Morgan é o 1º grande banco com trade de criptomoedas a clientes

O JP Morgan está próximo de ser o primeiro grande banco a oferecer trade de criptomoedas para os seus clientes. A decisão muda o formato de investimento em Bitcoin que antes era oferecido apenas a um seleto grupo dos seus clientes.

Entre os fundos que irão estar disponíveis para os investidores, estarão quatro opções da Grayscale e mais um da Odsprey Funds. O JP Morgan é famoso por fazer a gestão de grandes fortunas nos Estados Unidos.

Parceria JP Morgan e criptomoedas: Entenda

A partir de agora, os clientes da JP Morgan terão a possibilidade de negociar cinco produtos envolvendo as criptomoedas: São quatro produtos que pertencem à Grayscale, incluindo Bitcoin Trust, Bitcoin Cash Trust, Ethereum Trust e Ethereum Classic (ETC). O quinto fundo é gerido pela Odsprey Funds.

A mudança se estende para todos os seus clientes que estão na consultoria de investimentos do banco. Os clientes do banco poderão realizar os trades através da plataforma Chase, sem a cobrança de taxas, gerenciados por consultores sêniors e clientes com alto patrimônio que são gerenciados pelos consultores do banco.

Por mais que não seja novidade que a JP Morgan oferece a possibilidade de trade em criptomoedas, antes apenas era possível ter a funcionalidade em um grupo específico e com a permissão, sem nenhuma expansão como irá acontecer agora.

Banco está contratando profissionais para trabalhar na área de criptomoedas

A expansão surge logo após o Banco anunciar que está na procura de profissionais para atuar no campo de criptomoedas. Em especial, o JP Morgan está na procura de profissionais com experiência em Bitcoin e Ethereum, mas também em altcoins, mesmo que ainda não tenha citado algo específico sobre.

As vagas estão abertas para atuar em diversos países, como Cingapura, Grécia e também nos Estados Unidos, país sede da JP Morgan. Ainda não se sabe quantas destas posições ainda estão abertas, mas é provável que seja tendência daqui para a frente empresas desse porte pensando em evoluir no ramo de tecnologia e blockchain.

Procura do Bitcoin por parte dos investidores institucionais é maior a cada dia

Antes mesmo do anúncio feito pela JP Morgan, de que estaria ampliando a sua plataforma de trade em criptomoedas para mais clientes, uma pesquisa feita pela renomada Fidelity, apontou que o número de clientes institucionais com intenção de se posicionar em Bitcoin só tende a aumentar.

Quase 20% das famílias ricas nos Estados Unidos estão considerando investir em Bitcoin, além de que empresas de alto porte tanto no país norte-americano, como também na Europa e Ásia, já deram indicações de que estão pensando em alocar uma parte do seu alto patrimônio em criptomoedas, pensando em uma maior diversificação.

Até mesmo aqui na América Latina, mesmo com empresas com um patrimônio mais modesto do que nos Estados Unidos ou na Europa por exemplo, várias instituições já deram sinalização positiva para investimentos em Bitcoin e criptomoedas como o Nubank, além de empresas argentinas como Mercado Livre e Globant.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts