Fala de Bolsonaro sobre Petrobras repercute de forma negativa entre os acionistas

Em uma live transmitida por Jair Bolsonaro nesta última quinta-feira (18), o presidente se mostrou bastante descontente com o fato da Petrobras ter anunciado um novo aumento no preço dos combustíveis, em especial gasolina e diesel.

O anúncio foi feito pela Petrobras também no dia de ontem (18), reiterando um novo ajuste no preço dos combustíveis nas refinarias, com o diesel subindo 15% e a gasolina 10,2%,. Esse percentual representa um aumento de R$0,34 e R$0,23, respectivamente, o que fez com que o preço dos mesmos atingissem R$2,58 e R$2,48.

É o oitavo aumento seguido que a Petrobras realiza no preço da gasolina, que acumula alta de 34%. O diesel já acumula 27% de aumento, um dos motivos pelo qual os caminhoneiros ameaçaram entrar em greve no dia 1º de fevereiro deste ano.

Bolsonaro considerou o novo aumento “abusivo” e “fora da curva” e mostrou sua insatisfação principalmente ao presidente da Petrobras (PETR4), Roberto Castello Branco. O presidente da república afirmou que não pode intervir na estatal, embora essa atitude de Castello Branco “vai ter consequências”.

Veja também: Estudo da FGV releva quanto ganham os melhores day traders do Brasil. Confira.

O presidente aproveitou para anunciar algumas medidas a fim de reduzir o preço desses combustíveis, de forma que zerou todos os impostos federais sobre o diesel nos próximos dois meses.

Além disso, considerou que durante esses 2 meses de corte nos impostos do preço do combustível, o governo vai estudar medidas que possam trazer redução no preço da gasolina e do diesel, para que assim se possa balancear com ajustes realizados pela companhia.

Bolsonaro ainda completou que “Eu não posso interferir e nem iria interferir. Se bem que alguma coisa vai acontecer na Petrobras nos próximos dias, tem que mudar alguma coisa, vai acontecer”.  Ele ainda criticou a forma

Repercussão no mercado

Essa fala acabou preocupando os acionistas da companhia e consequentemente ao mercado financeiro como um todo, uma vez que a Petrobras tem grande peso sobre o índice Ibovespa.

Até por volta de 8h25, a ADR da Petrobras tinha uma baixa de 0,92%, o que mostra a repercussão dos investidores estrangeiros sobre a mesma. A expectativa é que a Petrobras se desenvolva em baixa durante a abertura do pregão de hoje (19) no Brasil.

A Petrobras tem uma grande participação no Ibovespa, e até por isso, seu desempenho também acaba afetando o principal índice acionário brasileiro. Por volta do horário das 9h o Ibovespa futuro apresentava uma queda de 1,14%.

Obviamente que a baixa do Ibovespa não tem como base apenas as questões envolvendo a Petrobras, já que o risco fiscal é algo que também está no radar dos investidores, com o fato de que o Auxílio Emergencial deve retornar ao país.

Veja também: Veja como a inflação no Brasil chegou a acumular 20,7 trilhões de pontos percentuais em 15 anos

Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts