EUA tem a maior inflação registrada no país desde 1982

EUA tem a maior inflação registrada no país desde 1982

Quando o gerenciamento entre a quantidade de dinheiro impresso e a quantidade de dinheiro no mercado não estão de acordo, pode acontecer uma inflação. Esse fato independe do país ao qual você está analisando.

Os Estados Unidos da América estão passando pela maior inflação desde o ano de 1982. Desse modo, ocorre a maior variação mensal em 12 anos. Nos EUA já estão chamando isso de “inflação núcleo” ou “core inflation”, em inglês.

Essa inflação é a que mede a evolução dos preços e que exclui alguns quesitos como alimentos e energia. Quando se olha na comparação mensal, essa inflação avançou 0,9%. O setor mais atingido foi o de carros e caminhões usados.

Meta anual do Federal Reserve

O banco central dos Estados Unidos, o Federal Reserve, ultrapassou e muito a sua meta anual. Essa meta que deveria ser de 2% ao ano, ficou em 4,2% nos últimos 12 meses, o que acabou estourando essa métrica.

Se este resultado não mudar, o banco Fed deverá aumentar os juros nos EUA. A partir do momento que os juros estiverem mais altos, deverá se ter como consequência menos dinheiro na praça, além de títulos públicos que pagam mais. Desse modo, esta seria a principal ferramenta para diminuir a inflação.

A inflação é o aumento dos preços de bens e serviços. Ela implica na diminuição do poder de compra da moeda. A inflação é medida pelos índices de preços, como aqui no Brasil, em que se tem diversos desses índices.

A inflação gera incertezas importantes na economia, desestimulando o investimento. Sendo assim, a inflação acaba prejudicando o crescimento econômico. Os preços relativos ficam distorcidos, gerando várias ineficiências no setor.

Mercado prevê juro maior para 2022

Segundo o Boletim Focus, que foi publicado nesta segunda-feira (17), foi apontado que a expectativa para a Selic ao fim de 2021 segue em 5,5%. Entretanto, para o ano de 2022, essa perspectiva cresce em 0,25%, chegando a 6,5%.

Cada vez mais a estimativa de inflação para este ano chega mais próximo à meta do teto. Neste ano, o Brasil tem uma meta de 3,75%, de modo que há uma margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos.

O Brasil também teve grandes mudanças na estimativa para o PIB. Desse modo, se tem uma estimativa de crescimento em 2021 que passou para 3,45%, ante 3,21% colocado anteriormente. Para o ano de 2022 a projeção subiu a 2,38%, que antes era de 2,33%.

Segundo o IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central), a economia brasileira conta com um crescimento no mês de março. Sendo assim, é a primeira vez em quase um ano diante do cenário de pandemia que se vê um crescimento desse tipo.

Os diferentes tipos de inflação

A inflação de custo costuma acontecer quando existe um aumento no custo da matéria-prima utilizada para a produção de um determinado produto. Quando isso ocorre, é comum que esse aumento na inflação seja repassado aos consumidores através da elevação do valor do produto final colocado no mercado.

Já a inflação inercial, também conhecida como “inflação psicológica”, uma espécie de memória inflacionária. Desse modo, não é causada necessariamente por uma alteração na demanda ou oferta. Muitas vezes, acontece porque as pessoas acreditam que a subida dos preços vai continuar.

Esse tipo pode ocorrer após longos períodos de inflação, quando o mercado econômico e os comerciantes elevam os preços por acreditar que a inflação ainda está em níveis elevados. Entretanto, esse aumento de preços feito de forma antecipada tem como consequência mais aumento da inflação.

Total
1
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts