Lucas Bassotto

Escrito por

Author

Economista, trader e especialista em conteúdo sobre economia, finanças e criptomoedas.

O VIX é um índice que mede a incerteza e o medo do mercado devido à grande volatilidade no preço das ações.

Quem está investindo no mercado de ações está exposto não só à valorização dos seus investimentos e dividendos, mas também inserido em um cenário de mais pura incerteza. Afinal, não se sabe quais fatores internos e externos poderão afetar na cotação de todo o mercado de ações.

Para dar um pouco mais de conforto, estatísticos e econometristas tentam fazer suas projeções, sempre com algum grau de erro, pois não podemos prever o futuro com 100% de certeza. Cenários são criados e simulados, analisando os impactos sobre os investimentos. A incerteza está presente, mas ainda é possível utilizar alguma estimativa para “tatear” no escuro e evitar bater a cabeça na parede.

O problema é quando acontecem os eventos do tipo cisne negro, inutilizando a maioria dos prognósticos para a economia e para as empresas. Eventos deste tipo mudam os rumos e transformam completamente qualquer cenário, tornando impossível de se fazer qualquer prognóstico no curto prazo.

Isso aumenta a incerteza e deixa os investidores no escuro. Foi exatamente o que aconteceu com a pandemia do Coronavírus. A impossibilidade de traçar cenários verossímeis e assertivos fez com que o mercado entrasse em pânico, trazendo grande oscilação no preço das ações.

O VIX (Índice de Volatilidade) foi criado pela CBOE (Chicago Board Options Exchange), e é responsável por medir o “pânico” através da oscilação no preço de opções de ações de empresas listadas na bolsa de valores dos Estados Unidos. Recentemente ouvimos muito sobre este índice, mas poucas explicações sobre ele.

índice de volatilidade
VIX, índice de volatilidade do mercado de ações.

O que é volatilidade?

A volatilidade é uma medida da oscilação do preço de algum ativo sendo negociado no mercado, podendo ele ser qualquer um: ações, criptomoedas, commodities, imóveis e tudo mais que é negociado em um mercado com compradores e vendedores. Apesar de estar erroneamente associada a algo negativo, ela é essencial para o funcionamento dos mercados.

As condições, informações e expectativas de qualquer mercado estão mudando a cada hora, pois o futuro é imprevisível. Os seres humanos estão tentando, com as informações disponíveis, encontrar o preço que melhor reflita o valor justo de um ativo. Dado que vivemos em um cenário de incerteza, essa busca não acabará.

Quando essa incerteza é menor, a volatilidade do preço dos ativos diminui. O mercado fica mais tranquilo, pois naquele momento, o preço está próximo ao valor justo. A elaboração de cenários, simulações e prognósticos fica mais viável e, portanto, menos errática. O ser humano, dotado de menos incerteza, fica menos temeroso quanto ao futuro.

Por outro lado, se um fato muito relevante muito negativo acontece, as expectativas mudam completamente e tornam difícil qualquer tipo de previsão. Com isso, os investidores se assustam e começam a vender suas ações, causando oscilação no preço. 

índice de volatilidade vs ibovespa
VIX em laranja vs Ibovespa em azul. Fonte: TradingView

Como o VIX é calculado?

O cálculo do VIX é explicado no paper disponbilizado no site. A metodologia pode ser um pouco difícil de entender para investidores iniciantes, mas falando de forma simples, ele é feito considerando a média ponderada do preço das opções de compra e venda que estão “fora do dinheiro”, isto é, opções em que o seu portado está levando prejuízo no dia do vencimento.

Para quem gosta de matemática, a imagem abaixo demonstra a fórmula de cálculo do VIX. Ele é calculado a cada 15 segundos, utilizando opções que estão em um intervalo entre 23 e 37 dias de vencimento. Resolvendo a equação abaixo, você chega no índice. Mais detalhes no paper.

Fórmula para o cáculo do vix

O Índice VIX mede o nível de volatilidade esperada do Índice S&P 500 para os próximos 30 dias, volatilidade que está implícita nas cotações de compra e venda das opções do SPX. Assim, o índice VIX é uma medida prospectiva, em contraste com a volatilidade realizada (ou real), que mede a oscilação histórica.

Portanto, se o VIX é de 50 pontos, espera-se que as ações podem variar até 50% para cima ou para baixo no futuro. Com isso, será muito comum ver a bolsa de valores ter grandes altas e baixas durante o período em que o VIX está elevado. Podendo ser um momento ruim para investir, dado o elevado grau de incerteza.

Esse é um dos grandes diferenciais do VIX: ele mede a volatilidade que os participantes do mercado estão esperando. Ele, portanto, é bem diferente da “volatilidade histórica”, que é apenas um registro com dados do passado, servindo apenas para consulta.

É possível usar o VIX para ganhar dinheiro?

Conforme dito acima, em cenários de incerteza, o medo aumenta, o que reflete em uma elevação do VIX. O preço dos ativos vai começar a apresentar uma grande oscilação. No último mês, o índice chegou a padrões mais elevados do que aqueles vistos durante a grande Crise de 2008.

O Brasil não tem um VIX porque o mercado de ações é pequeno, assim como o de opções. No entanto, é perfeitamente possível se basear no índice do mercado norte-americano, porque a bolsa brasileira é altamente correlacionada com o S&P 500, índice de ações americanas.

O VIX deve ser utilizado mais como uma forma de posicionamento do que para adivinhar preço. Um investidor poderia esperar mais estabilidade para comprar ações, por exemplo, dado que o momento é de grande incerteza. 

É possível, através do uso de operações estruturadas em opções, apostar a favor ou contra a volatilidade do mercado, embolsando lucro caso a estratégia se mostre correta. Caso a previsão seja errada, o trader teria prejuízo. Mais detalhes abaixo:

Write A Comment