Investificar

Escrito por

Author

Canal de conteúdo sobre Investimentos, Economia e Finanças da Nox Bitcoin.

Traduzido e adaptado do IntoTheBlock

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos e a Commodity Futures Trading Commission (CFTC) entraram com ações contra a BitMEX, corretora de derivativos de bitcoin, e seus proprietários-operadores, incluindo o cofundador e CEO Arthur Hayes.

Hayes – junto com os co-fundadores Ben Delo e Samuel Reed – são acusados ​​de operar uma plataforma de negociação não registrada, bem como de violar as regras da CFTC, incluindo regras de combate a lavagem de dinheiro e regulamentos do tipo “conheça seu cliente”. A BitMEX opera em Seicheles, fora da jurisdição dos EUA.

“A reclamação cobra da BitMEX por operar um mecanismo de negociação ou processamento de swaps sem ter a aprovação da CFTC, e operar como um comerciante de comissão de futuros, solicitando ordens e aceitando bitcoin para transações de derivativos de ativos digitais, e agindo como uma contraparte para transações alavancadas de commodities de varejo. 

A reclamação acusa ainda a BitMEX de violar as regras do CFTC ao deixar de implementar procedimentos de KYC, um programa de informações do cliente e procedimentos anti-lavagem de dinheiro, disse a CFTC em uma declaração.

Em uma ação separada, o Departamento de Justiça entrou com uma ação criminal contra Hayes, Delo, Reed e o chefe de desenvolvimento de negócios da BitMEX, Greg Dwyer, por violar a Lei de Sigilo Bancário. 

De acordo com o comunicado de imprensa do DOJ (Departamento de Justiça), Reed foi preso em Massachusetts na manhã de quinta-feira e será apresentado no tribunal federal de lá.

“Como alegamos aqui hoje, os quatro réus, por meio da plataforma de negociação de criptomoeda BitMEX de sua empresa, violaram intencionalmente a Lei de Sigilo Bancário ao fugir dos requisitos de combate à lavagem de dinheiro dos EUA”, disse o diretor assistente do FBI William Sweeney em um comunicado.

A reclamação CFTC de 40 páginas também nomeia HDR Global Trading Limited, empresa controladora da BitMEX, bem como 100x Holdings Limited, ABS Global Trading Limited, Shine Effort Inc Limited e HDR Global Services (Bermuda) Limited como réus.

“Os ativos digitais são uma grande promessa para nossos mercados de derivativos e para nossa economia”, disse o presidente da CFTC, Heath Tarbert, em um comunicado. 

“Para que os Estados Unidos sejam um líder global neste espaço, é necessário erradicar atividades ilegais como a alegada neste caso. Produtos financeiros novos e inovadores só podem florescer se houver integridade no mercado. Não podemos permitir que atores mal-intencionados que infringem a lei obtenham uma vantagem sobre as trocas que estão fazendo a coisa certa ao cumprir nossas regras ”.

Após a notícia começar a sair nos principais portais, o preço do Bitcoin caiu cerca de 3,90%, o que não foge de uma oscilação comum no cotidiano da criptomoeda.

Ainda é preciso analisar as implicações dessa ação. Certamente estamos diante do risco Bitmex, que possui mais de 180 mil Bitcoins em suas carteiras. No gráfico abaixo, está a série histórica de suas reservas. 

Desde que a Bitmex apresentou problemas em Março, em uma das maiores quedas diárias do Bitcoin, seu saldo vem caindo e a corretora vem perdendo espaço no mercado.

saldo na carteira da Bitmex
Fonte: CryptoQuant

A reclamação CFTC completa pode ser encontrada abaixo:

Enf Hdr Global Trading Comp… by MichaelPatrickMcSweeney

Write A Comment